Ódio Cristão - Duke

Ódio – Um sentimento mesquinho

Sentimentos

Alguns textos, como estes em que trato de palavras que suscitam diversas acepções, são bastante interessantes de construir e observar comentários e opiniões. Mesmo que as pessoas não comentem publicamente, é altamente enriquecedor ver como as pessoas se sentem ofendidas e manifestam-se a uma simples interpretação de uma palavra, mesmo fora de contexto. Se tem uma palavra que não tem espaço nas minhas ideias é ódio, portanto é uma daquelas que sempre direi não, em qualquer contexto.

Por outro lado, na vida real, a palavra ódio foi vilipendiada até por falsos cristãos que a praticam o tempo todo. No texto ” Raiva – Um Nobre Sentimento ” tentei separar o uso daquela palavra com ódio, mesmo que etimologicamente tenham similitude.

Ódio

Conforme o aprendizado que vivencio, sinônimos são usados para graduar, de forma relativa, esta ou aquela palavra em determinados contextos. Desse modo, se antipatia é sinônimo de ódio, assim como ira, execração, raiva, rancor, repugnância, repulsa, horror, eu diria que antipatia tem valor 1 e ódio seria o 10. Assim sendo, a relação entre pessoas que causa ódio leva tudo ao extremo, uma antipatia não causa mal a outrem. Por outro lado, o ódio é algo que leva as pessoas a alimentarem-se de sentimentos de vingança e destruição.

Enfim, ódio é um substantivo masculino que diz respeito a sentimento e conduz a querer mal àquele individuo por qual se nutre este sentimento mais do que mesquinho. A origem da palavra e suas interpretações não mudaram muito ao longo dos anos, vem do latim odium, simples assim.

Ódio Amplificado

O ódio é um sentimento que carrega em si uma amplificação de tudo que representa o mal que a pessoa vê em si e deseja a um semelhante. É a elevação da irracionalidade e da incapacidade de relevar ou entender as outras pessoas e seus comportamentos. Infelizmente, com a disseminação de certas religiões este sentimento tem sido mais constante, nossa sociedade não consegue conviver em harmonia e o ódio impera.

As redes sociais criaram uma categoria de gente que canalizou na essência o ódio, gratuito, amplificado e que virou até profissão, os Haters. Anteriormente, você tinha um vizinho, um inimigo ou até mesmo um parente que você tinha antipatia e aquilo crescia até virar ódio. Os haters fizeram com que você ganhe inimigos imanentes de graça, em minutos e por nada. Basta escrever um pequeno texto discordando de uma posição ou opinião e aquilo vira pé-de-briga mortal.

Ódio Cristão

A coisa ficou tão séria que não se pode fazer uma citação bíblica, sem a “autorização” de evangélicos neófitos, que lá vem pedrada. Os áulicos não respeitam nem os versículos do seu único livro. No texto sobre raiva citei Mateus 7:5 e ser chamado de ignorante, bloqueado e coisas afins foi o mínimo.

Neste contexto, ouso citar outro excerto da Bíblia e, com toda a certeza, serei tão ou mais incompreendido, trazendo um séquito de cristãos para a fila de meus haters favoritos.

Levíticos 19:17-18

17 Não terás no teu coração ódio pelo teu irmão. Deves repreender o teu compatriota, e assim não terás a culpa do pecado. 18 Não te vingarás e não guardarás rancor contra os filhos do teu povo. Amarás o teu próximo como a ti mesmo.

A coisa fica muito mais complicada quando este ódio vem misturado com a política, o que, no caso do brasil, virou regra de ouro para a intolerância de opiniões. O sujeito que guarda o ódio, quanto mais lê a Bíblia, se fecha para qualquer coisa dita por aqueles que não comungam no mesmo cálice que eles.

One Way

Em suma, ódio é um sentimento que, ao meu juízo, é um caminho sem volta. Ao contrário de seus sinônimos como antipatia e outros similares, ódio é o grau máximo da intolerância e nas redes sociais é mortal.

As pessoas que tem praticado o ódio estão adoecidas de morte e por mais que mandem imagens de bom dia, louvores, mensagens positivas, estão alimentando seu ódio seletivo. É sinal do fim dos tempos, e não começou por conta da política Tupiniquim, só acirrou com a estupidez e ignorância demonstrada por todos que praticam o ódio somente por serem questionados ou por ver acender a pira de sua verdadeira personalidade.

Como se não bastasse, o que era para ficar restrito ao círculo de poucas pessoas, alastrou-se de forma incontrolável. Por exemplo, editorias diferentes como política, futebol, trabalho, relações sociais, família, estão contaminadas indelevelmente. O que você escreve sobre futebol, se seu hater assim o deseja, será transferido para a família, para o trabalho, política etc.

Definitivamente, acho curioso ver cristão evangélico distribuírem louvores pela manhã, dizerem que não odeiam ninguém e pedirem benção no almoço e à tardinha compartilharem fake news sobre pessoas que nem conhecem. One way !

 

AVISO LEGAL – DISCLAIMER – RENÚNCIA

Os textos com publicação anterior à data da inauguração deste blog pessoal, são autobiográficos ou do tipo ” conteúdo de base estrutural “. Alguns são remanejados de datas posteriores para abrir espaço para outros temas.

Todos os textos são, da mesma forma, uma reflexão sobre tudo e sobre todos, especialmente sobre as avaliações que os outros fazem da gente, em redes sociais, sem saberem do que estão falando. Sob nenhuma hipótese ou condição, nenhum texto tem ligação com atividades profissionais, empresas e organizações para as quais eu tenha trabalhado ou atuei sob contrato. Qualquer tentativa de relacionamento das minhas opiniões com trabalhos profissionais é mera ilação.

Não deixem que crianças leiam, a menos que sejam crianças inteligentes e que os pais as deixem pensar.

São expressamente proibidos para menores de 16 anos, em especial aqueles que não sabem ler, escrever e interpretar.

 

Charge: Duke

Nota do Autor

Reitero, dentre outras, o pedido feito em muitos textos deste blog e presente na página de “Advertências“.

  • Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindas.
  • Coloquem aqui, nos comentários ou na página do Facebook, associada a este Blog, certamente serão todos lidos e avaliados.
  • Alguns textos são revisados, outros apresentam erros (inclusive ortográficos) e que vão sendo corrigidos à medida que tornam-se erros graves (inclusive históricos).
  • Algumas passagens e citações podem parecer estranhas mas fazem parte ou referem-se a textos ainda inéditos.

Agradeço a compreensão de todos e compreendo os que acham que escrevo coisas difíceis de entender, é parte do “jogo”.

4 comments for “Ódio – Um sentimento mesquinho

  1. Beth Makennel Cruzeirense
    11/02/2021 at 11:17

    Eu acho que não odeio ninguém!
    Talvez o meu sentimento pelo Kanil seja ódio. Mas é ódio de suas atitudes desrespeitosas e desonestas para com o Cruzeiro e seus torcedores. Realmente não suporto ele! Será ódio? Talvez só extrema raiva! Penso que ódio de fato e muito diferente de raiva. Raiva é um sentimento por alguma atitude e momento e ódio é tipo desejar a morte e o fim do odiado. Acho que tenho um bom coração e amo a Deus e tudo faço para seguir os ensinamentos de nosso senhor Jesus Cristo, mas, não sou perfeita e quem mexe com meu amado Cruzeiro ou familiar, eu perco as estribeiras, os limites. É muita raiva! Ou será ódio? Meu Deus!

    • 11/02/2021 at 11:35

      Tenho quase certeza que é ódio.
      E é exatamente sobre isto que trata o texto. E você, IMNSHO, tenta diminui a “culpa” com algo do tipo ” só extrema raiva “.
      Sei como funciona… mas é somente a minha opinião e muita gente vai te dar razão, por um motivo ou por outro.
      Aliás, o citado (Kalil) encaixa-se bem em TUDO que escrevi… como a maioria da nossa sociedade falida.

  2. Romarol
    11/02/2021 at 13:12

    Tudo é duplo; tudo tem dois pólos; tudo tem seu par de opostos; o semelhante e o dessemelhante são uma só coisa; os opostos são idênticos em natureza, mas diferentes em grau; os extremos se tocam; todas as verdades são meias-verdades; todos os paradoxos podem ser reconciliados. (O Caibalion)

    Princípio hermético — o Princípio de Polaridade

    O amor e o ódio podem se tocar. Quem odeia o Kaliu periga amá-lo.

    • 11/02/2021 at 18:46

      Este é meu medo… e os bolsominions estão aí para desmentir ou comprovar…

      Já imaginou? Alguém que diz odiar o Kalil amá-lo?

      Vade retro !

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.