As virtudes do Bushido

As 7 virtudes do Bushido (Parte 1)

7-5-3 Bushido Code

Em primeiro lugar, Caminho do Guerreiro é uma definição literal do significado de Bushido. Um caminho que um guerreiro deve seguir. Além dos atributos que deve possuir, para honrar a tudo e a todos.

Bushido pode ser definido pelo 7-5-3 Code, ou seja, uma filosofia de vida.

7 (Sete) virtudes que todo guerreiro deve buscar, os 5 (cinco) cuidados que deve ter com a sua saúde e os 3 estados mentais que deve almejar para atingir a condição de um verdadeiro samurai.

Este código trata da cultura marcial e da vida de um guerreiro, que defende o que acredita. Da mesma forma que pode, perfeitamente, ser transposto para os dias atuais.

Estas virtudes, cuidados com a saúde e sugestionamentos do estado da mente, são praticados por charlatães e picaretas de auto-ajuda e gurus religiosos. Não nos deixemos enganar pelos falsos profetas.

Certamente, estes ensinamentos do Bushido foram originados e influenciados pelo Budismo, Xintoísmo e Confuncionismo. Linhas de pensamento ignoradas e desprezadas até por filósofos ocidentais que fazem abordagens idênticas.

Virtudes

Mais do que nunca, faltam códigos de conduta. A honra se perde a cada momento. Tempos modernos em que até as transliterações das virtudes do guerreiro são adaptadas.

Os guerreiros e os seus caminhos foram desvirtuados, porque, atualmente,  chamam de “guerreiro” até jogadores de futebol que ganha milhões. De “guerreiro” não tem nada e se fazem algum tipo de caridade, viram ídolos de barro.

INTEGRIDADE (GI)

Esta virtude também pode ser “traduzida” por Justiça e Moralidade. É aquilo que poderíamos esperar do Poder Judiciário. Aqueles que, assim como eu, pensam de forma cartesiana, ou até mesmo binária, entendem que, se uma coisa não é certa, é porque é errada.

Entretanto, não devemos, numa sociedade diversificada e complexa como a nossa, tratar o conjunto de coisas como certo ou errado.

Um filósofo contemporâneo dizia que “aqui no Brasil, o errado é que é o certo”. O “Canhotinha de Ouro” foi execrado pelo seu “… gosto de levar vantagem em tudo, certo?”, por mais que esteja se explicando até hoje..

Sejamos cartesianos, pontualmente e não genericamente.

RESPEITO (REI)

Neste caso, a virtude ganhou significados diferentes. Os que estão na Terceira Idade manifestam-se com a opinião de que os jovens não respeitam os mais velhos. Este conflito de gerações tem ganho personagens que deturpam o conceito da virtude original, portanto, estão certos.

Eventualmente, gente despreparada mistura polidez, cortesia, amabilidade, educação e respeito, a verdadeira virtude. A ideia original é de que se não houver respeito até pelo inimigo, que pode aniquilá-lo, seu estado mental estará prejudicado. Não tem nada a ver com a hipócrita educação ou polidez das redes sociais.

Por exemplo, a tal expressão “respeitar opinião” é o maior caso de hipocrisia e cretinos e canalhas.

CORAGEM HEROICA (YU)

Enfim, para morrermos, basta estarmos vivos. O uso de antônimos, de forma imprópria, é, eventualmente, muito perigoso. Maquiavel falava no antagonismo entre amar e ser temido. Os tradutores e intérpretes logo trocaram temido por odiado. Nada mais manipulador.

Assim como amar e ser temido, coragem não é o contrário de medo. Entretanto, de acordo com o Bushido, é ser herói, a cada dia, e assumir os riscos.

Por exemplo, eu me arrependo de coisas que não fiz, nunca das que não fiz. Tudo vale a pena quando a alma não é pequena e não existem grandes conquistas sem grandes riscos e desafios.

HONRA (MEIYO)

Este é o ponto principal do Bushido. Sem dúvida, não passa da minha visão singular de mundo e das pessoas.

O conceito básico da filosofia Budista: “O nirvana é um estado de paz e tranqüilidade alcançado através da sabedoria”. É provável que Buda, assim como outros filósofos, tenham dito em outras palavras, que aquele que busca a honra, per si, não irá consegui-la.

Ter honra, no código Bushido, significa fazer tudo corretamente, de acordo com virtudes, estados mentais e respeito à saúde.

“A reflexão é o caminho para a imortalidade, o nirvana; 
a falta de reflexão, o caminho para a morte.”  

Siddhartha Gautama

Por outro lado, de maneira cruel, a “Desonra é como uma cicatriz em uma árvore. Que o tempo, em vez de curar, só ajuda a aumentar.”. Como se não bastasse, estas cicatrizes estão aumentando, exponencialmente, com a maldita inclusão digital.

Certamente, na parte 2, retornaremos com a virtude da Honra e as outras como Compaixão (JIN), Honestidade e Sinceridade (MAKOTO) e Dever e Lealdade (CHU).

Fim do mundo

O fim do mundo, de acordo com a profecia Maia já aconteceu. A ausência das virtudes do Bushido, em tempos de muita tecnologia e pouca capacidade pensante, só reforçam os fatos Maias.

Afinal, onde está o tal meteoro ?

P. S. Este post é mais um como dito na Apresentação do Autor. É multidisciplinar e polêmico.

 

Imagem: Reprodução Internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.