Serra do Rola Moça

Passeio bate e volta a partir de BH (6)

A Serra do Rola-Moça

Não tinha esse nome não…
Eles eram do outro lado,
Vieram na vila casar.
E atravessaram a serra,
O noivo com a noiva dele
Cada qual no seu cavalo.

 

Antes que chegasse a noite
Se lembraram de voltar.
Disseram adeus pra todos
E se puserem de novo
Pelos atalhos da serra
Cada qual no seu cavalo.

Os dois estavam felizes,
Na altura tudo era paz.
Pelos caminhos estreitos
Ele na frente, ela atrás.
E riam. Como eles riam!
Riam até sem razão.

 

A Serra do Rola-Moça
Não tinha esse nome não.

 

As tribos rubras da tarde
Rapidamente fugiam
E apressadas se escondiam
Lá embaixo nos socavões,
Temendo a noite que vinha.

 

Porém os dois continuavam
Cada qual no seu cavalo,
E riam. Como eles riam!
E os risos também casavam
Com as risadas dos cascalhos,
Que pulando levianinhos
Da vereda se soltavam,
Buscando o despenhadeiro.

 

Ali, Fortuna inviolável!
O casco pisara em falso.
Dão noiva e cavalo um salto
Precipitados no abismo.
Nem o baque se escutou.
Faz um silêncio de morte,
Na altura tudo era paz …
Chicoteado o seu cavalo,
No vão do despenhadeiro
O noivo se despenhou.

 

E a Serra do Rola-Moça
Rola-Moça se chamou.

Martinho da Vila

Poesia pura !!!

Parque do Rola Moça – BH / Brumadinho / Ibirité / Nova Lima (MG)

O Parque do Rola Moça exigirá muito mais do que um post. Este será dedicado a galera da bike e pessoal das trilhas.

Saindo de Belo Horizonte pela BR 040, no sentido Rio de Janeiro, entrar à direita no Posto Chefão, 2ª rua à direita (rua Montreal), bairro Jardim Canadá. Prosseguir por 3 km até a portaria principal do parque.

Conhecida como Serra do Rola Moça (o poema, lembra?), tem entradas diferentes e opções para vários gostos. Esta edição é para bikers e trekkings e passeio de um dia.

Infelizmente, a maioria dos belo-horizontinos e turistas conhecem o parque somente pelos incêndios florestais que consomem a cada período de seca um pouco da vida do parque com vegetação muito especial, características de mata atlântica, cerrado e campos de altitude. Possui ainda seis importantes mananciais de água, é habitat de várias espécies da nossa fauna, ameaçados de extinção e por incêndios.

Os mirantes são uma grande atração e proporcionam belíssimas vistas da região metropolitana.

São eles:

  • Mirante das Três Pedras
  • Mirante do Planeta
  • Mirante do Jatobá
  • Mirante Morro dos Veados

O parque é muito tranquilo para caminhadas e pedaladas, entretanto, não possui trilhas consideradas fáceis para caminhadas de principiantes. Subidas, descidas, algumas íngremes, locais tranquilos de descanso. Se possível vá sempre com alguém que conhece o parque e as trilhas. Não é recomendável ir sozinho. Sempre com luz do dia para sair e retornar. Não esqueça a sua máquina fotográfica. Fazer um passeio na Serra do Rola Moça e não registrar em nenhuma foto, não vale. Em breve, um roteiro de bate e volta na Serra do Rola Moça., só para fotógrafos.

Horário de funcionamento do parque: 7 h às 18 h.

Entrada: Gratuita.

Foto: Claudius Fotos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.