Santuario Caraca

Passeio bate e volta a partir de BH (9)

Bate e volta em BH

Inspirado em um artigo do site cultural sobre Minas Gerais, resolvi recomendar roteiros de passeio, atividade de um dia, do tipo vai cedo, almoça e volta ao final do dia, para finais de semana ou em feriados prolongados.

A dica vale muito para quem é de BH e pensa que não tem alternativas baratas de passeio e lazer.

Uma opção interessante, porém de custo elevado, é fazer o passeio de trem, saindo de BH pela manhã, até a estação Dois Irmãos na cidade de Barão de Cocais, e de lá pegar transporte até Catas Altas. Algumas agências de turismo operam este passeio. A melhor opção é ir com carro off-road ou moto, embora veículos de passeio também sejam apropriados sem realizar extravagâncias.

Catas Altas (MG)

Catas Altas é uma daquelas cidades bem pequenas, típicas do interior mineiro. Como quase todas as outras ligadas ao circuito denominado “Estrada Real”, parou no tempo. Sua maior atração é um pouco fora da cidade, o Santuário do Caraça. Pequena cidade, criada no ´seculo XVIII, desmembrada recentemente da histórica Santa Bárbara, na região denominada Circuito do Ouro, composto de 17 municípios.

A cidade possui infraestrutura de alimentação e hospedagem bastante espartana. As cidades próximas de Barão de Cocais, Mariana, Santa Bárbara, podem contemplar maiores necessidades. O acesso é feito por rodovias pavimentadas. Saindo de BH a menor distância é pela BR 381, passando por Caeté. Certifique-se que não há problemas entre BH e Caeté pois em feriados a estrada fica insuportável. Neste caso, passar por Ouro Preto e Mariana aumenta consideravelmente o trajeto mas o trecho é belíssimo.

Santuário do Caraça

A maior atração do município de Catas Altas tem história riquíssima e merece quase um dia inteiro de visita.

O Santuário do Caraça é uma Unidade de Conservação, conhecida como Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN), protegida por lei federal onde preservar-se a biodiversidade, bem como seu acervo histórico e cultural. AS regras de visitação (de segunda a segunda de 8 às 17h) devem ser bem observadas e verificadas antes de visitiar o local. Possui ótima infraestrutura para passar um dia agradável e mergulhar na história do Brasil Colônia. O Santuário funcionou mais de 150 anos como seminário/colégio e praticamente encerrou suas atividades devido a incêndio no final dos anos 1960.

Cachoeiras

A partir de Catas Altas, o acesso a cachoeiras é facilitado. Pode-se visitar espaços em terrenos particulares, que cobram taxas de visitação. Os locais são conhecidos como: Vale das Borboletas, Chapada da Canga, Cachoeira da Valéria, Cachoeira do Maquiné, Cachoeira do Meio, Bicame de Pedra, dentre outros.

Igrejas

Em Catas Altas, mesmo visitando o Santuário do Caraça, não deixe de conhecer as igrejas do Rosário, Nossa Senhora da Conceição e Nossa Senhora do Carmo (também conhecida como Santa Quitéria).

Como chegar

Saindo de BH, conforme descrito, é pegar a BR 381 até Barão de Cocais e seguir para Catas Altas. COm alternativa de ir ou votar por Ouro Preto e Mariana.

A ida de ônibus não é recomendável.

A ida de trem é uma alternativa interessante mas que exige gastos adicionais e não se tem autonomia como se fosse com transporte próprio. A divisão de custos com uma van, pode levar grupos de até 10 pessoas a uma passeio de dois dias bem interessante. Um dia só é para Catas Altas e Santuário, corrido. Com dois dias, é possível incluir Barão de Cocais e até Santa Bárbara.

Cuidados

  • Não ande sozinho;
  • Não vá em trilhas desconhecidas sem um guia;
  • Leve líquidos e alimentação leve;
  • Não leve animais de estimação;
  • Não desvie das trilhas e caminhos determinados;
  • A região é carente de recursos de atendimento e infra encontrados próximos às cidades grandes.

Foto: Canela e Ema – Adventure Park

2 comments for “Passeio bate e volta a partir de BH (9)

  1. sergio braz
    02/04/2016 at 12:13

    boa tarde ! gostaria de saber mais detales, sobre o passeio

  2. 02/04/2016 at 22:14

    Sergio Braz, sua dúvida é de outras pessoas… se me permite, vou copiar uma resposta à mesma dúvida em uma rede social.
    Eu não atuo como operadora e nem faço indicações. Meus posts são somente, por enquanto, para divulgação dos locais onde é possível fazer passeios de um dia, a menos de 150 km de Belo Horizonte. São publicados neste blog pessoal e eu reproduzo nem redes sociais diferentes.
    Em breve, terei uma opção (a pedido de conhecidos) de realização destes passeios em grupos de menos de 10 pessoas com objetivo de fotografar os locais indicados. Todos estes locais que estou indicando, eu já visitei, Alguns tem muito tempo que não volto lá… em breve voltarei, em grupo ou individualmente. Acredito que isto esclareça você. ok?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.