Casal de Plástico

O fim do mundo (8)

Série

Tinha pensado que este tema seria plausível uma vez ao mês, com coisas absurdas aos olhos de todos.

Estou assustado com coisas absurdas que muitas pessoas começam achar normal. Não sei qual o poder da mídia nesta confusão toda. Sei que muitas coisas que nem seríamos informados, hoje batem à porta da nossa telinha sem que autorizemos.

Assim, O Fim do Mundo virou série.

Absurdo real

Definitivamente, não dá para acreditar em notícias surreais dos portais e jornalecos (os jornais impressos tem muito mais cuidado dos que os portais). Alguns portais de brincadeira estão perdendo a graça por publicarem notícias menos fantasiosas do que a realidade.

Amor plástico

Quando vejo uma notícia que um cidadão japonês, casado, pai de dois filhos, tendo que trabalhar distante da esposa, resolveu comprar uma boneca inflável para satisfazer seus sonhos sexuais, eu fico preocupado pois a cultura oriental é bem mais evoluída que o consumismo ocidental. Mas o caso morrendo por aí, não teria nenhuma sinalização de fim do mundo.

Mas quando este cidadão, começa a cuidar da sua boneca de plástico como se fosse humana, indo além dos desejos sexuais, minha preocupação aumenta e torna-se pavor ao ver que parcela da sociedade encara como normal, que a mídia se apresenta para expor a aberração e que os personagens se sentem  mais como “5 minutos de fama” do que como “casa dos horrores”.

O cara dá banho, alimenta, leva para passear na rua, compra roupas. A mulher dele deve estar desolada. O que os filhos vão pensar ou dizer com uma exposição desta natureza? Tudo bem, não devemos nos preocupar em dar satisfação para  sociedade, mas precisa passear?

Fim do mundo

Creio que uma parcela enorme da população, em todos os países do mundo, sendo que nos países mais desenvolvidos está sendo mais sintomático, tendo satisfeitos seus desejos rudimentares, estão pirando a cabeça, estão queimando a ligação entre os neurônios.

Um indivíduo fazer da vida dele o que deseja, é compreensível, mas colocar esposa, filhos e outras pessoas próximas sob crítica de sociedades culturalmente severas, é um sinal forte de que o fim do mundo começou mesmo em 2012.

Reprodução: Daily Mail

P. S.  Eu faço a pesquisa até uma fonte confiável. Mais ou menos confiável. Se este tipo de notícia for mentira, peço desculpas aos leitores. Mas, sendo verdade é o fim. Acreditem !

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.