Fraude Datafolha

Hipocrisia, eufemismo, imprecisão, erro e fraude

Num país em que pesquisas eleitorais são usadas, de maneira fraudulenta, para justificar resultados eleitorais em máquinas eletrônicas de votar, aceitar extratos de pesquisas como se fossem verdades absolutas virou esporte favorito de pessoas mentalmente preguiçosas. Relato de delação premiada vira “verdade”, extrato de pesquisa tendenciosa e parcial vira “verdade” (até alguém desmentir.

Intercept

Glenn Greenwald é jornalista e um dos colaboradores do site The Intercept, o portal entrou na lista de muitos antenados digitalmente por conta de sua publicação “Novo abalo político no Brasil: é hora da mídia começar a dizer ´Golpe`?“.

O texto indica que passou da hora da mídia admitir que é golpista e tratar a assunção de Temer, mesmo que interina, como golpe.

The Intercept chegou a esta conclusão após breve e simplória análise de resultados obtidos pelo Datafolha, pertencente ao grupo Folha, que fez publicar extrato de pesquisa alterando resultados de intenção e manifestação popular em prol do presidente interino, e contraditoriamente ao divulgado em pesquisa recente do mesmo instituto de pesquisas. The Intercept mudou o discurso e passou a chamar de golpe e detectou, comprovadamente, a fraude nas pesquisas Datafolha. Além disso, criticam a mídia brasileira que não usa o termo golpe, para o caso.

Nivelamento

É necessária a definição básica de alguns termos para entender a gravidade da situação, que está sendo relegada a um patamar absurdo de insignificância.

  • hipócrita = falsidade, dissimulação
  • eufemismo = locução ou acepção mais agradável, de que se lança mão para suavizar ou minimizar o significado e peso de outra palavra
  • imprecisão = ausência de precisão, exatidão e/ou clareza
  • fraude = qualquer ato ardiloso, enganoso, de má-fé, com o intuito de lesar ou ludibriar outrem, ou de não cumprir determinado dever; logro.

Efeitos colaterais

A matéria do The Intercept fala da pesquisa fraudada. O tema (principal) da pesquisa fraudada versava sobre a permanência do interino ou o retorno da presidente afastada.

Exposta a fraude, não restou outra saída ao Datafolha senão admitir a fraude. Aí entra o eufemismo. Ao invés de se defender da acusação de “fraude jornalística” o Datafolha divulga material falando em “imprecisão em pesquisa”.

Ora… Ora… Ora…

diria o narrador de futebol falecido, imprecisão em pesquisa é uma coisa, fraude jornalística é outra.

Quer dizer então que uma imprecisão foi divulgada por um órgão da mídia nacional e tão procurando responsabilizar a imprecisão binária do computador. Façam-me o favor. Para piorar, e tornar mais vexaminosa a situação da mídia integrante do PIG, todos os órgãos da mídia tupiniquim adotaram, de forma hipócrita e conivente, o termo “imprecisão” como a justificativa verdadeira.

Meus meninos, não acreditem. Se seus pais e avós ficarem repetindo o que diz a Folha e todos repetem, não acreditem, é hipocrisia e eufemismo utilizarem um erro, facilmente identificado como fraude, para tentar atenuar os efeitos desejados por eles que era transparecer algo que não está acontecendo. Sim… surte efeito, a patuleia gosta, nem todo mundo é otário.

Fraude jornalistica

É deste jeito. Foi necessário alguém de fora do Brasil para fazer um trabalho de pesquisa, DESMASCARAR e DESMENTIR algo que a patuleia aceita facilmente. Mas, NEM ASSIM, esta patuleia vai ceder e reconhecer que a mídia que faz a cabeça deles é PODRE, PARCIAL, VENAL e HIPÓCRITA. Isto não é liberdade de imprensa. É fraude jornalística.

Já tive o benefício de um ERRAMOS deles (Folha) e um pedido de retratação do Ombudsman (Folha) sobre uma mentira deles que me prejudicou pessoalmente. No momento, um reporterzinho de meia-pataca deles manda notificações extra-judiciais, via rábula mal adestrado, pra tentar me ameaçar. Querem que eu prove que eles (Folha/UOL/Datafolha) são hipócritas e cometem fraudes. Não posso… e a maioria dos habitantes deste país defende e acredita mais neste povo.

Me engana que eu gosto.

Reprodução Imagem: Internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.