São José da Serra -Jabó

Passeio bate e volta a partir de BH (*)

Inspirado em um artigo do site cultural sobre Minas Gerais, resolvi recomendar roteiros de passeio, atividade de um ou dois dias, de puro lazer e cultura, algo do tipo vai cedo, almoça e volta ao final do dia ou no dia seguinte comum pernoite.

Algumas cidades e localidades possuem um rico acervo natural, cultural e turístico, que podem ser visitadas mais de uma vez. Consistem numa ótima opção de passeio para os habitantes de Belo Horizonte, das cidades Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) e excelentes opções de cartão de visitas quando formos anfitriões de alguém de fora de Minas Gerais.

A localidade da vez é São José da Serra, distrito deJaboticatubas, ao pé da Serra do Cipó.

O distrito

São José da Serra é um distrito distante 25km de Jaboticatubas em que a paisagem e cachoeiras são o principal atrativo. Pertencente ao circuito da Estrada Real, ainda não está classificado como as atrações “comerciais” da região. Fica lotado nos feriados prolongados mas é passeio ideal para um dia cheio e visitação às cachoeiras do Sr. Dimas e do Rala Bunda, além do espaço do Sr.Bené.

O distrito e as atrações tem estrutura simples mas muito confortável, de pousadas, chalés, alimentação e ótima área para camping, constituindo numa opção excepcional para quem quer um passeio diferente passando uma noite ao pé da Serra do Cipó.

Como chegar

É passeio para ser feito de veículo próprio. Os mais aventureiros podem arriscar usar a bike a partir de BH ou caminhadas a partir de ônibus que passa pela MG010. O distrito é melhor acessível passando por Lagoa Santa, sem acessar o centro de Jaboticatubas.

A distância de aproximadamente 100 km é feita por asfalto na MG010. A partir daí até o distrito é estrada de terra. Para acessos às atrações os caminhos são variados e bem simples.

Placas indicativas auxiliam os visitantes em todo o trecho após a MG010.

Recomendações

É possível visitar rapidamente as atrações e escolher uma delas para usufruir mais tempo de descanso e lazer. Caminhadas mais longas exigem preparação e experiência.

O distrito não possui recursos e infraestrutura tradicionalmente encontrados em espaços turísticos comerciais. Esteja preparado para situações de ambiente rústico e natural. Alimentos leves e água devem estar sempre à disposição. Roupas e calçados devem ser confortáveis, se possível impermeáveis.

O frio costuma ser implacável na região. Os espaços de cachoeira costumam, como vem acontecendo, lamentavelmente,  em todo o estado, exigir cobrança de taxas para utilização.

O local não é recomendável para ir com crianças menores de 14 anos quando for feriado prolongado. A não ser que o espírito familiar seja aventureiro ao extremo e confusões e aglomerações não tenham importância.

Foto: www.pousadacachoeiradaserra.com.br

 

(*) Em processo de revisão

2 comments for “Passeio bate e volta a partir de BH (*)

  1. Maria Celeste Gonçalves Campos
    09/07/2016 at 16:40

    Evandro, parabéns pelo trabalho. Eu adoro esses posts. Nosso estado é muito bonito. Quero conhecer esses lugares todos. Vou conseguir.

    • 09/07/2016 at 23:09

      Dra. Celeste, estou gostando muito deste tipo de interação. Os posts de passeio na região, deverão ganhar um blog próprio. É o tema que o pessoal participa mais. A ideia é esta… provocar as pessoas a conhecerem lugares tão perto e em que é possível “desligar” de toda esta maluquice… tem uns lugares MUITO LEGAIS para passar um ou dois dias… Este, especificamente, é mais do que apropriado para um casal com um ou dois filhos fazerem um acampamento, tomarem banho de rio, comerem com calma… vamos continuar incentivando… e mostrando as belezas da nossa terra. Obrigado pela força !

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.