Dia dos Pais - Wale.Com.br

Dias dos Pais – Dia do meu pai

Dia dos Pais

Precipuamente, cabe destacar, como escrevi alguns dias atrás (27 de Julho – Liberdade do Motociclista), que abomino esta proposta de dia disto e daquilo. Dia dos Pais não foge à regra e serei repetitivo, insistente, chato neste assunto.

Com toda a certeza, ainda está para nascer a pessoa que me convencerá que estipular um “dia” por decreto é algo de bom para quem se homenageia.

Entretanto, reconheço que alguns reverenciados com seus “dias” nem seriam lembrados. Assim sendo,  o que mais me incomoda é a manipulação de massas para a comercialização destas datas ou para feriados descabidos.

Dia do meu pai

Num 14 de agosto, como a data de hoje, nascia meu pai, então posso dizer que além do Dia dos Pais, este é o domingo do dia do meu pai.

Curiosamente, dentre inúmeras efemérides como nascimentos, mortes, independências é do Dia do Cardiologista e Dia do Combate à Poluição. Meu pai faleceu do dia 4 de agosto de 1974, era fumante (alô cardiologistas) e gostava de acelerar uns carros que expeliam muito CO2. Era motociclista e eu nunca tinha visto ele pilotando uma moto, soube bem depois do falecimento dele pelas histórias da minha mãe na garupa dele e me deixando, ainda bebê, em casa para ir aos bailes.

Existe dia dos pais e não existe dia do filho, que coisa estranha pois quando deixamos de ser crianças deveria ter uma data para “dia dos filhos”.

Dia dos Pais Histórico

Meu pai deixou alguns itens de “herança” que me apeguei de maneira inusitada. Por exemplo, existia um tal Almanaque “EU SEI TUDO“, criada em 1917 e que circulou até 1958 e esta edição eu fiquei com ela.

Dali extrai, muitos anos após a morte do meu pai um quadro antigo como “pensamento”.

O que o filho pensa do Pai

Quando temos 7 anos: Papai é um sábio, sabe tudo.

Chegando aos 14 anos: Parece que papai se engana em cartas coisas que me diz.

Na maioridade dos 20 anos: Papai está um pouco atrasado em suas teorias, não são desta época.

O adulto de 25 anos: O “Velho” não sabe de nada… está caducando decididamente.

Aos 35 anos: Com a minha experiência, meu pai nessa idade seria um milionário.

Sendo pai aos 45 anos: Não sei se consulto o “velho” neste assunto: talvez me pudesse aconselhar.

Tendo vivido 50 anos: que pena ter morrido o “velho”, a verdade é que tinha umas ideias notáveis.

Sendo pai e talvez avô aos 55 anos: Pobre papai… era um sábio… como lamento tê-lo compreendido tão tarde.

Dia dos Pais hoje

Surpreendentemente, é curioso como publico alguns textos e quase ninguém lê, dizem que é efeito rebuscado ou arrogância ao escrever. Inegavelmente, o estilo e algumas palavras incomodam ou, em outras palavras, carapuças se ajustam e verdades incômodas doem fundo no coração de muitos.

Perdi meu pai aos 14 anos, pouco dias antes do dia dos pais daquele 1974 e, com efeito, só pude praticar o pensamento dos “7 anos”. Fico pensando se ele vivesse mais tempo, se eu teria estes pensamentos citados.

Por isso, e por tantas outras situações, na condição de pai, fico pensando se meus filhos foram educados para ter estes pensamentos. Fico preocupado e apreensivo pois vejo que as redes sociais e mudanças da sociedade, aceleraram as frases pelo menos até os 35 anos dos filhos.

Outrossim, continuarei com a saga contra estas datas comemorativas sem significado ou que deturpam todos significados em nome de alguma modernidade ou modinha.

 

Charge: Site www.wale.com.br

Nota do Autor

Reitero, dentre outras, o pedido feito em muitos textos deste blog e presente na página de “Advertências“.

  • Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindas.
  • Coloquem aqui, nos comentários ou na página do Facebook, associada a este Blog, certamente serão todos lidos e avaliados.
  • Alguns textos são revisados, outros apresentam erros (inclusive ortográficos) e que vão sendo corrigidos à medida que tornam-se erros graves (inclusive históricos).
  • Algumas passagens e citações podem parecer estranhas mas fazem parte ou referenciam-se a textos ainda inéditos.

Agradeço a compreensão de todos e compreendo os que acham que escrevo coisas difíceis de entender, é parte do “jogo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.