Valorização das Mulheres

Manipulação de massas (10)

A partir de algumas teorias de manipulação e nas conclusões de Chomsky onde ele disse que “… num estado totalitário, se o governo não controla as pessoas pela força, controla o que as pessoas pensam …”. percebo que grupos e indivíduos não são controlados à força, são controlados por ausência de ideias ou cerceamento das ideias ao grande público que tem acesso somente à mídia de massa. Seja na politica ou na religião, a manipulação de massas tem sido facilmente aplicada. Chego a suspeitar que pessoas entendem isto como desígnio superior.

Perseguição de gênero

Uma das coisas que tem me intrigado, e até certo ponto me deixado revoltado, é a passividade de mulheres quando perseguição relativa ao gênero é feita de forma aberta.

Em pleno Século XXI, ainda vemos pessoas, claro que do sexo masculino, fazerem declarações e atribuírem características às mulheres que assustariam na Idade Média. Só que na Idade Média, a igreja e os iluminados, mandavam à fogueira. Hoje, a mídia cuida de tratar como normal este tipo de atitude discriminatória e feudal.

Formas de manipulação

Discurso emocional – A utilização de discurso com aspectos emocionais permitem injetar no inconsciente das pessoas ideias, desejos, medos e temores para induzir comportamentos. Pregadores religiosos tem utilizado desta prática para rebaixar a condição feminina e fazer com que mulheres aceitem ser subjugadas e maltratadas.

Diversionismo – Ao desviar as mulheres de seus reais problemas, ou diminuir a importância destes problemas em relação a outros, transformar os relatos de problemas reais em informações insignificantes para a maioria, faz com que as mulheres cresçam ou sejam educadas a se verem num segundo plano. Manter a atenção do público feminino longe de seus problemas e como personagens secundários, limita a ocupação destas mulheres a atividades secundárias e não se dão conta da manipulação e alienação a que estão sendo submetidas.

 

Submissão

Impressiona a quantidade de mulheres sem discurso. Não é por acaso que instituições milenares não admitem mulheres no comando e quando chegam, são desrespeitadas. A maioria das mulheres segue em seu silêncio obsequioso. Poucas atingem status equiparável aos homens e continuam a luta contrária à manipulação e abuso de gênero. Algumas manipuladas chegam a exercer papel contrário ao seu próprio gênero, especialmente no mundo da política.

A independência e tratamento das questões de gênero, deveria ser um parâmetro para determinar o grau de democracia de segmentos da sociedade ou de uma nação.

Infelizmente, no Brasil, ainda vemos mulheres ocupando bancadas de telejornais e manipulando em detrimento de seu próprio gênero. Será que é intencional esta manipulação ou chegamos a um ponto que estas pessoas manipuladas nem sedão conta?

Charge: ONG Valorização da Mulher

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.