Bushido - Caminho do Guerreiro

O Caminho do Guerreiro ( Bushido – Parte 2 )

Caminho do Guerreiro

Em primeiro lugar, Caminho do Guerreiro é uma definição literal do significado de Bushido. Um caminho que um guerreiro deve seguir. Além dos atributos que deve possuir, para honrar a tudo e a todos.

Quando falamos de algumas virtudes do Bushido Code, o “episódio de abertura“, demos uma interpretação própria do Caminho do Guerreiro, que foi parcialmente traduzido, visto que é uma visão particular e disruptiva.

Tratei de quatro das sete (7) virtudes. Neste texto falo das três virtudes restantes. Posteriormente, abordaremos questões relativas aos 5 (cinco) cuidados com a sua saúde e aos 3 estados mentais.

HONRA (MEIYO)

A cada dia que passa, certamente, tenho uma maior convicção de que a honra é a maior das virtudes.

 “A vida de alguém é limitada, porém a honra 
e o respeito duram para sempre”. 

Miyamoto Musashi

Este é o ponto principal do Bushido. Sem dúvida, não passa da minha visão singular de mundo e das pessoas.

O conceito básico da filosofia Budista: “O nirvana é um estado de paz e tranqüilidade alcançado através da sabedoria”. É provável que Buda, assim como outros filósofos, tenham dito em outras palavras, que aquele que busca a honra, per si, não irá consegui-la.

COMPAIXÃO (JIN)

Algumas virtudes, além de mal interpretadas no chamado mundo moderno, são deturpadas em seu sentido mais estrito e verdadeiro. Em outras palavras, compaixão é uma das etapas do caminho do guerreiro que mais tem causado confusão e desvios no estado mental de todos, inclusive de verdadeiros guerreiros.

Misericórdia e comiseração tem sido misturadas com a virtude da compaixão. Ambas não tem nada de nobre como a amizade, o amor e a solidariedade, devem ser sem interesses mesquinhos e egoístas.

SINCERIDADE e HONESTIDADE (MAKOTO)

É provável que sinceridade e honestidade tivessem um sentido utópico no passado remoto. Hoje em dia, tudo mudou. Nem podemos falar de honestidade em terras brasilis e no mundo. Mas em tempos de redes sociais, a sinceridade é crime. Já dizia o filósofo: “… quer fazer inimigos, seja sincero… “, especialmente quando a platéia é grande.

Helena Blavatsky disse que “Não há nada superior à Verdade”. Entretanto, esqueceu-se de avisar isto para as pessoas. Meias verdades são perigosas, por isso a questão de “superioridade” é totalmente subjetiva. E inócua. Nada é superior a nada.

DEVER E LEALDADE (CHU)

Os Samurais tinham na lealdade uma virtude, com o propósito de até dar suas vidas para proteger quem estivesse sob seus cuidados. Dessa forma, grupos de guerreiros como os Vikings ou os Templários, tem na lealdade seu dever máximo. Nada a ver com mercenários que são leais àquilo que recebem.

De acordo com o capítulo “Dos Principados Novos que se Conquistam com Armas e Virtudes de Outrem” de Maquiavel. Samurais não entregam suas virtudes sem critério.

Bushido

Um código tácito, um modo de vida, de acordo com a linha mestra para se viver e morrer com honra.

"As pessoas neste mundo veem as coisas equivocadamente, 
e pensam que o que não compreendem deve ser o nada. 
Mas este não é o nada verdadeiro. É apenas confusão."

Miyamoto Musashi (1584-1645)

Em resumo, deveríamos seguir os princípios sem deturpá-los, sem desvios e sem jeitinhos.

Sem jeitinhos, certo?

Se, eventualmente, existissem em nosso mundo ocidental, recheado de pastores e ovelhas sem noção, os samurais usariam suas espadas com a maior felicidade e suavidade. Com todo respeito e honra.

Sem  dúvida, HONRA dura para sempre !

 

Imagem: Reprodução Internet

 

Nota do Autor

Reitero, dentre outras, o pedido feito em muitos textos deste blog e presente na página de “Advertências“.

  • Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindas.
  • Coloquem aqui, nos comentários, ou na página do Facebook,associada a este Blog.
  • Alguns textos são revisados, outros apresentam erros (inclusive ortográficos) e que vão sendo corrigidos à medida que tornam-se erros graves (inclusive históricos).
  • Algumas passagens e citações podem parecer estranhas mas fazem parte ou referenciam-se a textos ainda inéditos.

Agradeço a compreensão de todos e compreendo os que acham que escrevo coisas difíceis de entender, é parte do “jogo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.