Arbitragem Suspeita

Sindicato de ladrões

Primeiro ato

Na década de 50, no milênio passado, Elia Kazan conquistou oito estatuetas do Oscar com o filme “Sindicato de Ladrões” que retratava a realidade nua e crua da classe operária, influenciada pelo neorrealismo italiano que se contrapunha à fantasia hollywoodiana da época.

Segundo ato

Em pleno terceiro milênio, o excepcional cartunista DUKE, perspicaz e atento às excrecências do cotidiano, retratou numa charge uma das inúmeras e péssimas apresentações do árbitro Ricardo Marques Pereira. Foi processado (diga-se de passagem que o árbitro abusou da posição de serviçal do Poder Judiciário para se beneficiar no processo) e condenado. O ofendido exigiu Nota de Retratação e reembolso financeiro por perdas e danos. Possivelmente pelos lucros cessantes de sua incompetência técnica.

Terceiro ato

A Associação Nacional de Árbitros de Futebol – ANAF e o sindicato que representa esta pseudo profissão, não satisfeitos com as punições sobre quem critica as péssimas e duvidosas atuações dos sopradores de latinha, declaram, através de seus representantes, que ´o problema é a impunidade` de quem critica. Acreditam que se chamar um árbitro de ladrão deveria dar punição mais rigorosa. Enquanto erros grotescos como ocorridos recentemente no brasileiro, destes que ocorrem desde 1500, deveriam ser tratados como simples erros técnicos.

Fecha o pano

Quando vemos o Judiciário condenando um chargista por mostrar sua sagaz arte, quando vemos déspotas não-esclarecidos, quase semianalfabetos,  sem ética e com pouco profissionalismo, apoiados por rábulas pedindo que tribunais de exceção como da denominada justiça desportiva tenha penas de acordo com desejo de gente pouco qualificada e honesta, é porque pode fechar a tampa do caixão.

Reafirmo: aqueles 7 a 1 não valeram de nada.

Charge: DUKE

ESTE POST É UM TRIBUTO EM HOMENAGEM AO CHARGISTA DUKE

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.