Símbolos Incompletos

Símbolos Incompletos

Pensando na Educação

No início deste blog, pensei em tratar de temas que fosse atuais e que servissem à educação, principalmente de adolescentes. Entendo que está faltando muita coisa. Uma expressão que li num texto, atribuída à Bertrand Russell, “Símbolos Incompletos”, chamou a minha atenção. Estaria ali uma resposta para os problemas da educação?

Após meu acidente e na dificuldade de arrumar trabalho como professor e outras atividades, pensei neste blog com temas abordando Fim do Mundo, Falácias e Sofismas, e Outros que tem sido colocados para enganar as pessoas e parir pessoas de comportamentos deploráveis e que encontram apoiadores. Psicotas e sociopatas estão fazendo a festa.

Teoria das Descrições

A ideia de Russell, avaliada como uma das suas contribuições mais importantes, senão a maior, para o estudo da filosofia, é a questão da sua Teoria das Descrições. Ele afirmava que a verdade não poderia ser representada pela linguagem do dia a dia.

Sendo assim, educadores de verdade, não deveriam se apoiar em termos e palavras curriculares e peculiares a capacitação específica que recebem. Muito treinamento não passa de adestramento e janotas de gabinete, que nunca puseram os pés numa sala de aula de crianças com outra realidade, se metem a escrever sobre educação. Piora quando vemos gente deturpando o que escreveu e praticou Paulo Freire.

Ainda na questão de símbolos incompletos, Russell dizia que se a linguagem não for diferente e rigorosa, que os adestrados apressam-se e acusar o emissário e pedante e arrogante (ou lunático!) não vai funcionar a comunicação. Completava o filósofo galês que a linguagem deveria se apropriar da lógica matemática, como as equações.

Símbolos Incompletos

Nomes, frases e palavras, em qualquer linguagem de comunicação, são elementos que deveriam se referir a um único objeto, sem dubiedades. Se estes elementos, a exemplo de uma equação matemática, tem significados diferentes, dificultam o entendimento e resolução da equação.

Na comunicação, a gramática atrapalha e dificulta o entendimento e lógica de uma frase (aí alguém vai dizer que não entendeu nada do que escrevi até agora …). Mas é isto, os símbolos de quem emite um pensamento estão incompletos e de que recebe este pensamento tem defeitos conceituais. A responsabilidade é do emissor.

Comunicação

Escrevi alguns dias atrás, como o mundo mudou e está mudando, parece que alguns amigos professores não entenderam. É uma crítica? SIM. Mas também é um alerta. Professores, mesmos os mais odiados de matemática, precisam descomplicar e acabar com os símbolos incompletos.

Temos que pensar na educação. Tá ficando complicado com estas redes sociais que deturpam até os símbolos incompletos e jogam no lixo todos os símbolos completos.

Usemos da lógica e da matemática.

Imagem: Blog Notas Inconclusas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.