Procurar emprego - Uma Arte

A arte de procurar emprego

Redes Sociais

Procurar emprego ou trabalho, em tempos de redes sociais, mudou o comportamento das pessoas. A evolução destes canais de comunicação, tanto quanto dos serviços correlatos na Internet, viraram o mundo dos profissionais de todas os setores. Acima de tudo, procedimentos, serviços e até produtos que eram simples, ficaram um tanto quanto complexos. Da mesma forma que estão repletos de pegadinhas, golpes e armadilhas virtuais.

A questão de procurar emprego, ou de recrutar pessoas para empresas ou agências, mudou definitivamente a vida  de muita gente ligada às áreas de recrutamento e seleção. Anteriormente, era denominada como “área de pessoal”, agora falam de “gestão de pessoas”. Dessa forma, infelizmente, a maioria dos profissionais destas áreas não evoluiu com a tecnologia colocada à sua disposição.

Emprego e Trabalho

Eventualmente, troco informações com profissionais de RH, que explicam o processo hoje em dia. É deprimente. E, além disso, muitos destes profissionais se acham os bam-bam-bans, superiores a tudo e a todos … A maioria não sabe nem diferenciar emprego de trabalho.

Recebo na minha caixa postal, mesmo que eu não tenha, há muito tempo, a competência de gerenciar profissionais diretamente, uma enxurrada de currículos, e as pessoas achando que estão “abafando”.

Na condição de administrador de empresas e profissional que atuou em diversos ambientes na gestão de pessoas, algumas dicas para quem procurar ou vai procurar emprego são mais do que necessárias. Escolher sites de relacionamentos profissionais, como por exemplo o Linkedin, é fundamental.

SPAM

Não envie currículos a esmo. Não faça spam do seu currículo, a vítima pode ser você. Principalmente, para cargos que não tem a ver com a sua experiência e para caixas postais que não peçam identificação de CARGO/FUNÇÃO. Os profissionais de RH brigam para fazer indicações “campeãs”.

Não perca seu tempo!

PIOR DOS MUNDOS

Além disso, aceitar qualquer oportunidade, só para não ficar desempregado, pode ser mortal para a sua carreira. Todos sabem que, em tempos de crise, ficar desempregado é o pior dos mundos. Entretanto, aceitar subemprego, salário aviltado, benefícios mínimos, pode ser muito pior. Muitas vezes, trabalhar nestas condições, pode ser pior para a auto estima e para conseguir um novo emprego.

MODERNIDADES

Foi-se o tempo em que você via um anúncio de vaga no jornal de domingo, datilografava o currículo atualizado no final da noite. Esqueça isto, mesmo que você lembra como era ou nem sabe o que significa. Mas, não quer dizer que você não deva avaliar cada vaga; tentar uma entrevista pessoal; ter em mãos ou online uma versão atualizada do currículo, preferencialmente com foto; e só ter encontros presenciais se, e quando convidado.

MENTIRAS

Sobre salários e informações de benefícios diretos e indiretos, em tempos recentes, era até fácil negociá-los quando numa nova contratação. Além disso, a terceirização e a precarização avançam de forma avassaladora. Precarizam até os salários diretos e os indiretos, ou pior, escondem em benefícios temporários algumas remunerações. Assim, provocam um rebaixamento absurdo nos benefícios e seguridade. Não minta sobre quanto ganhava ou que benefícios tinha. Certamente, mentira tem perna curtíssima. E acrescente-se que recrutadores não são compreensivos com mentirosos, uma vez que é fácil evidenciar uma mentira.

CURRÍCULO

Desde que a tecnologia assumiu “o comando”, currículos grandes saíram de moda. Sabe aqueles cursos de uma semana que enchiam as páginas de seu currículo? Esconda ! Ou por outra, só use se forem aplicáveis na vaga que você está se candidatando. Por mais experiência que você tenha em determinada tecnologia, se a vaga não exige sua proficiência, não faça nenhuma referência. Há exceções, como, por exemplo, uma viagem ao exterior que agrega conhecimento cultural. Se a sua habilidade e conhecimento ajudar nas atividades da oportunidade, coloque-a de forma equilibrada. Entretanto, vale a pena ser específico e fazer versões diferentes de currículo em função do cargo/função pretendido.

ESTUDE SEMPRE

Estudar a empresa que você pretende trabalhar é uma das tarefas essenciais na procura de trabalho, de acordo com a quase totalidade de recrutadores e entrevistadores. Não os decepcione.

Dessa maneira, se você for demitido e seu ex-empregador oferecer algum tipo de capacitação ou benefício para demitidos, NÃO RECUSE. Além disso, mesmo que você nunca tenha pensado ser empreendedor, estude e leia muito. Esteja sempre preparado para qualquer janela real de oportunidade, inclusive para não ser um desempregado e/ou candidato a empreendedor despreparado.

 

P.S. A maioria dos recrutadores não tem a mínima noção do que faz a vaga que avaliam, uma praga moderna. Assim sendo, fica muito complicado você explicar para um recrutador qual o tipo de perfil ele procura.

Então, muito cuidado com os lacaios e golpistas de recrutamento e seleção !

 

Foto: Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.