Falência Total

A falência é moral, ética e de caráter

Este tema me incomodou muito. Determinei que em 2017 não iria discutir nas redes sociais este tipo de assunto com pessoas com opiniões iguais e nem com as de visão diferente que não tivessem argumentos plausíveis e inteligíveis. Assim, vou bater neste assunto e debater neste blog com quem se dispuser, em rede social não. As conversas que tenho tido, presencialmente, sobre o tema, me assustam. Fico impressionado em ver até pessoas educadas em famílias estáveis defenderem uma chacina denominada “acidente”.

Acredito que em um país em que grande parte (não é maioria, tenho certeza) da população aceita passivamente um massacre de encarcerados, pior, que cogita-se envolvimento e conivência do poder público em presídio terceirizado, não pode estar em funcionamento normal.

Acredito que em um país onde o Secretário da Juventude, cargo político de nomeação do presidente, vai à mídia e repete nas malditas redes sociais que deveria haver “uma chacina por semana”, não pode estar em funcionamento normal.

Acredito que em um país em que um preso sai da cadeia para tomar posse como vereador eleito, e que usando uniforme de presidiário toma posse, não pode estar em funcionamento normal.

Falência

Mas isto do país não estar em funcionamento normal, é cíclico. Tem o dedo da mídia que liga o “modo normal” ou o “modo teleguiados” aseu bel prazer e convenientemente.

Creio que a crise é moral. Falimos moralmente, esta é a verdade.

Em conversas recentes, no ambiente de trabalho, nos ambientes de lazer, nos ambientes familiares, quando o assunto é do nosso dia-a-dia, vejo concordância em coisas amenas, mas quando o assunto passa para, por exemplo, a chacina dos presídios na região Norte, a omissão e o silêncio incomodam. Não fico assustado quando alguém, em rede social, assume sua porção sociopata. Fico assustado quando esta mesma pessoa, presencialmente, exime-se de opinar.

A crise não é da política, a crise não é econômica, a crise não é das instituições. Cada um que aponta os políticos ou partidos como culpados em tudo de ruim (como se existissem somente coisas ruins) ou como se as coisas ruins sejam somente as coisas recentes, é o verdadeiro responsável por esta democracia inexistente no país.

Vivemos uma falência moral, ética e de caráter.

Reprodução: Internet

 

Pedido de Doação

Meu irmão está precisando de doadores de sangue (qualquer tipo e fator), só assim ele, e muitos outros, conseguirão prosseguir com o tratamento e ter esperança numa melhoria e retomada da normalidade.

Carlos Henrique de Oliveira (paciente do Hospital Mater Dei)

Banco de Sangue – Hemoter

O Hemoter recebe doações para pacientes que estão internados em diversos hospitais. A doação pode ser realizada para paciente específico ou voluntário para o banco de sangue.

Telefone: (31) 3295-4584

Horário: 8h às 13h, segunda-feira a sábado (sábado, somente com agendamento prévio pelo telefone).

Endereço: Rua Juiz de Fora, 861, Barro Preto – Belo Horizonte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.