Torcedor Bipolar e as Derrotas Esportivas

Torcedor Bipolar e as Derrotas Esportivas

Torcedor Bipolar

No futebol, este da bola redonda e jogado somente com os pés, originado Football Association, e em todos os esportes que sejam praticados por profissionais e amadores sou torcedor do Cruzeiro Esporte Clube. Além disso, qualquer esporte com a camisa de cinco estrelas no peito sou um tipo de torcedor bipolar, certamente destaco o Atletismo e o Sada Cruzeiro Vôlei.

Por outro lado, no futebol norte-americano sou torcedor do 49ers de San Francisco, e no basquete sou adepto do Los Angeles Lakers (adoro a Califórnia, meu sonho de consumo). Os demais esportes não torço para nenhum clube e costumo dedicar meu tempo para atletas que merecem ser vistos, independente da cor da camisa e do clube.

No texto “A Magia da Bola Oval” tentei explicar como passei a admirar aquele esporte, ver jogadores como Joe Montana (49ers) é ser mais do que torcedor, mesmo que nas derrotas.

Na realidade, não sou torcedor fiel para estes esportes e times/clubes fora do país, por outro lado, não sou teleguiado nem lá e nem cá.

Torcedor sempre

A princípio gosto das ligas esportivas estadunidenses, exceto o beisebol. Nada de resultados e meritocracia, manda a grana, mandam os patrocinadores, manda o dinheiro de cada cidade, um time pode mudar de cidade e dar uma grande banana para torcedores, especialmente aquele torcedor bipolar.

Nos últimos meses sofri com meus times, o 49ers foi uma decepção. Se tivesse rebaixamento estaria aqui lamentando, entretanto, continuo torcendo para eles, mas algumas derrotas doeram muito.

O grande LA Lakers, dos grandes Magic Johnson, Kareen Abdul Jabbar, Kobe Bryante outros, pouco tempo atrás, foi protagonista da maior pontuação de um jogador (Kobe) impondo uma vitória histórica a um destes adversários. Alguns dias atrás, sofreu uma tunda do obscuro Mavericks.

Em ambos os casos (Lakers e 49ers), a esperança são os “drafts” para a próxima temporada. Sangue novo. Mas o esquema só produz profissionais. Nada de formação na base e apego ao clube (lá é franquia).

Será a redenção de meus times ? Uma vez que não serão rebaixados, não precisarei me transformar em torcedor bipolar.

Que fase !

Vexames do Torcedor Bipolar

Dói muito vexames em casa. Torcedor que não reconhece isto tem problemas cognitivos. Recentemente li coluna em mídia digital de um destes lunáticos. Os caras tem transtorno (conforme leituras e diagnósticos da moda), vivem num mundo todo particular, e gabando-se de serem diferentes.

Eu tenho vergonha vendo qualquer torcedor bipolar torcendo pelo mesmo time meu

Meu time no football association já sofreu derrotas que doeram muito. Na maioria dos casos nem foi pelo placar dilatado, mas pela postura passiva e covarde do conjunto de jogadores, do técnico e de outros que podem influenciar um resultado negativamente. No ano passado ficamos boa parte do brasileiro ameaçados do rebaixamento. Eu cheguei a propor aposta com cruzeirenses e alguns adversários rurais que não seríamos rebaixados. TREMERAM TODOS !!!

Assumam. os vexames seus são maiores do que dos outros.

Redes Sociais

Portanto, não reconhecer um vexame, e ainda se esconder atrás de transtornos para justificar a alienação, é feio. Em todas as torcidas existem estes desequilibrados. Começam a temporada falando de passado e esquecendo-se do futuro.  Temos que correr deles; deixá-los no sofá, longe das arquibancadas; afastá-los dos teclados e das redes sociais.

De acordo com Nélson Rodrigues, tenho medo que estes teletapados dominem o mundo, eles são muitos e estão se multiplicando rápido.

Mas não tenho medo; seja o 49ers, Lakers e a Raposa estarão com as garras afiadas nas temporadas que se iniciam em 2017.

Enfim, torcedor bipolar é uma espécie em expansão, nutrido por redes sociais rasteiras e infestadas de influenciadores vendilhões. Vocês influenciadores são uma praga, mentirosos e enganadores, sejam de redes sociais ou torcidas organizadas. NÃO ME ENGANAM !

 

Imagem: MEME Facebook

Nota do Autor

Reitero, dentre outras, o pedido feito em muitos textos deste blog e presente na página de “Advertências“.

  • Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindas.
  • Coloquem aqui, nos comentários ou na página do Facebook, associada a este Blog, certamente serão todos lidos e avaliados.
  • Alguns textos são revisados, outros apresentam erros (inclusive ortográficos) e que vão sendo corrigidos à medida que tornam-se erros graves (inclusive históricos).
  • Algumas passagens e citações podem parecer estranhas mas fazem parte ou referenciam-se a textos ainda inéditos.

Agradeço a compreensão de todos e compreendo os que acham que escrevo coisas difíceis de entender, é parte do “jogo”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.