Supremo Tribunal - Panákia

República da Panákia – Supremo Tribunal

Panákia

Em alguns países, existe uma estrutura judiciária, mas os fora-da-lei são donos dos juízes e outros operadores do “Direito”. A República da Panákia tem lei. A partir deste instante, temos o Supremo Tribunal Altivo Panakiano (STAPA), com efeitos retroativos até antes da fundação.

O “Princípio da Complicação Mínima”, acima de tudo, determinou toda a estrutura jurídica da Panákia. Segundo o ideário do fundador, Dr. Yakobis, um país com leis em profusão, onde umas funcionam e outras não, inevitavelmente, nunca daria certo. Além disso, a Panákia foi criada sem economistas e advogados, um mal desnecessário à humanidade e repúblicas avançadas e democráticas.

Assim sendo, os advogados, bacharéis, rábulas e despachantes foram reunidos na ASPA – Advogados Subalternos da Panákia. A entidade substituiu a proposta de criação de uma OAP (Ordem de Advogados da Panákia) que era uma clara desordem constitucional, sem previsão nos Atos Institucionais da nação. Se bem que, os descontentes devem migrar para algum país vizinho, inclusive o País Fake.

Novo Supremo Tribunal

É notória a completa desmoralização do Moralizante Tribunal Supremo Executor (MTSE). Enquanto o MTSE deveria cuidar dos processos obscuros eleitorais, foi desmascarado, várias vezes, até por estudantes.

Destarte, o comandante-em-chefe panaka, Dr. Yakobis, determinou a criação do Supremo Tribunal Altivo Panakiano. O próprio oligarca supremo comandará o STAPA e indicará, de acordo com o AI 7, seus auxiliares. Portanto, será estancada toda e qualquer farra promovida por rábulas mal (in)formados. Não interessa se for no MTSE ou qualquer outra instância, seja ela como a carne moída, de primeira ou segunda.

O novo  STAPA será o máximo e único Supremo Tribunal, que determinará quem, quando e como deve, ou não, ser julgado. As provas serão meros detalhes, uma vez que, prevalecerá sempre, a convicção de que o acusado é culpado ou não. Caso algum réu não fique satisfeito, será submetido aos rigores dos Atos Institucionais (AI) e da Lei maior.

Em outras palavras, nada de novo, tudo como dantes.

Podemos

Finalmente, o STAPA determinará, nem que seja no tapa, que todos os rábulas que desrespeitarem o PODE (Princípio Orgânico da Desinformática) serão banidos. Da mesma forma, se utilizarem o PICO (Princípio da Independência dos Computadores) construindo slides em Powerpoint, sem autorização do STAPA, serão banidos. N.B. Neste caso, não se aplica a PCC (Pena com Conhecimento de Causa). Cada infrator receberá dose dupla e reforço da VCA (Vacina Choque Anafilático), antes de ser deportado.

De acordo com o nosso mentor intelectual, o magnífico, não podemos permitir que o Supremo Tribunal Altivo seja desrespeitado. Brechas no PODE e PICO não serão motivo para gracinhas e manipulações. Todos os bens do infrator e degradado serão incorporados ao patrimônio panakiano.

Enfim, “podemos”, aqui no nosso caso, significa “vocês não podem” !

 

Charge Adaptada: Bier

P. S. – Reitero o pedido feito na página de apresentação. Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindas. Coloquem aqui nos comentários ou na página do Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.