Manipulação da mídia

Manipulação de massas (12)

A coisa ficou séria. Mas a maioria não percebe.

Lenta e gradual

A expressão “… distensão lenta, segura e gradual …”  foi utilizada por um ex-presidente como projeto de governo. Ele queria demonstrar para a nação como faria a transição do país de um regime autoritário para um sistema democrático. Esta era a ideia. Passados alguns anos, constamos que foi seguro, foi lento (até hoje não terminamos) e foi gradual até demais, além do que muitos defeitos nem foram corrigidos.

Adestramento

A estratégia da gradualidade é uma das formas de enganar massas ignaras. É uma proposta que engana os cidadãos. Foi utilizada pelos governos brasileiros, após este presidente militar admitir que estava permitindo a abertura, para implementação de politicas neoliberais no pais, durante as década de 1980 e 1990 sem que ninguém percebesse. Diga-se de passagem que, Hitler e outros ditadores, comunistas ou capitalistas, utilizaram desta estratégia com apoio decisivo dos meios de comunicação (SEMPRE ELES !!!).

Retrocesso

Não atingimos a democracia. Todos os avanços foram concedidos, gradualmente, com a falsa ideia de conquistas.

Num retrocesso inimaginável, quem diria que uns 15 anos atrás, quando achávamos que somente o fato de votar para presidente da república e usarmos do instrumento de impeachment, estaríamos com os dois pés fincados na democracia plena. Ledo engano !

Os avanços conseguidos com a Constituição de 1988 estão se esvaindo. Viraram, estão virando ou virarão pó. Especialmente aqueles consignados no capítulo das garantias de direitos dos cidadãos. Gradualmente, é claro. Bem devagarinho não dói. As reformas e o entreguismo dos neoliberais está em curso. Entregaram empresas públicas de valor como a Vale, a Usiminas (hoje deteriorada e com prejuízos enormes), as ferrovias, as concessionárias de telefonia (a tunga da OI é um escândalo sem precedentes, com dinheiro do contribuinte e paneleiros não falam nada, pior, aceitam contas abusivas passivamente). Privatizam sem o mínimo pudor. Lenta, segura e gradualmente.

E os meios de comunicação fazendo a cabeça do povão.

Charge: DUKE

Pedido de Doação

Meu irmão está precisando de doadores de sangue (qualquer tipo e fator), só assim ele, e muitos outros, conseguirão prosseguir com o tratamento e ter esperança numa melhoria e retomada da normalidade.

Carlos Henrique de Oliveira (paciente do Hospital Mater Dei)

Banco de Sangue – Hemoter

O Hemoter recebe doações para pacientes que estão internados em diversos hospitais. A doação pode ser realizada para paciente específico ou voluntário para o banco de sangue.

Telefone: (31) 3295-4584

Horário: 8h às 13h, segunda-feira a sábado (sábado, somente com agendamento prévio pelo telefone).

Endereço: Rua Juiz de Fora, 861, Barro Preto – Belo Horizonte.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.