Sapos da Samarco

Não foi acidente (21)

Uma barragem da mineradora Samarco, localizada no município de Mariana (MG), controlada pela Vale (Multinacional de origem brasileira privatizada) e BHP (mineradora de origem australiana), rompeu-se no dia 5 de novembro de 2015, deixando um rastro de 19 mortos (um corpo ainda não foi encontrado), centenas de desabrigados, milhares de desempregados e o maior desastre ambiental, não natural, do Brasil e possivelmente do mundo, nos últimos tempos, com um rastro de poluição do Rio Doce até atingir o litoral capixaba.

NÃO FOI ACIDENTE!

Conivência criminosa

A Samarco e suas controladoras (BHP e Vale) deveriam depositar algo em torno de R$1,2 BI como garantia de pagamento para medidas reparatórias pelos danos causados pelo estouro da Barragem de Fundão. Segundo alguns especialistas, dinheiro insuficiente para cobrir os danos,prejuízos e efeitos colaterais do crime.

Após algumas protelações, instâncias do Poder Judiciário suspenderam, por tempo indeterminado, o pagamento da multa de R$1,2 BI. Os atingidos continuarão recebendo as migalhas ao bel prazer da mineradora. As cidades atingidas que não podem receber receitas pela mineração, continuarão à míngua , os habitantes da região do curso Rio Doce, até a foz no Espírito Santo, continuarão sonhando com dias melhores, espantando mosquitos e tomando vacinas.

Sapo morto

Diz a lenda ou crendice que, sonhar com sapo significa que coisa boa não vai acontecer. Sonhar com sapo morto é pior. A quantidade de sapos mortos no crime ambiental cometido pela Samarco não é sonho, é real.

Pode ser uma extrema coincidência. Algum tempo após o crime ambiental provocado pela Samarco, naturalista e ambientalista conceituado,visitou a região do Rio Doce e seus afluentes. Perguntou aos ribeirinhos sobre o coaxar dos sapos. Alguns se deram conta de que não mais ouviam sapos. Estavam enterrados na lama. O ecossistema estava, irremediavelmente quebrado. Agora, ainda de forma de mera coincidência, aparece um surto de febre amarela (sapos comem mosquitos, sapos exterminados não podem comer os mosquitos).

Mais mortes, continuação do crime ambiental e contra a vida. E o Poder Judiciário aliviando para a Samarco. Enquanto isto, alguns pedindo o retorno das atividades, “para o bem da população”.  A mídia não investiga e não publica o que deve ser publicado. É uma vergonha no país da impunidade. E a Samarco nem precisa depositar nenhum dinheiro.

A saga vai continuar. Estaremos aqui a cada dia 5, para não deixar ninguém esquecer deste crime que completa 15 meses.

Imagem: Reprodução Internet

Pedido de Doação

Meu irmão está precisando de doadores de sangue (qualquer tipo e fator), só assim ele, e muitos outros, conseguirão prosseguir com o tratamento e ter esperança numa melhoria e retomada da normalidade.

Carlos Henrique de Oliveira (paciente do Hospital Mater Dei)

Banco de Sangue – Hemoter

O Hemoter recebe doações para pacientes que estão internados em diversos hospitais. A doação pode ser realizada para paciente específico ou voluntário para o banco de sangue.

Telefone: (31) 3295-4584

Horário: 8h às 13h, segunda-feira a sábado (sábado, somente com agendamento prévio pelo telefone).

Endereço: Rua Juiz de Fora, 861, Barro Preto – Belo Horizonte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.