As raposas da mídia

As raposas não dormem

As Raposas e as “Uvas”

A Raposa e as Uvas é uma fábula reescrita por La Fontaine, que não serve para representar a esperteza de certos políticos “tupiniqiuns”. Certamente, as raposas que tomaram o país de assalto, não tem relação, analogamente, às raposas e nem às uvas.

Certamente, a semana que passou talvez tenha sido umas das mais conturbada do país, desde que me entendo por gente. E, como se não bastasse, ouço e leio comentários de neófitos dizendo que “… não sobra ninguém… “, “… são todos iguais…” e estultices semelhantes.

Uma coisa que ninguém observa é o papel da mídia e sua subserviência e interesse servil para com as raposas..

Mídia

Contudo, nesta semana conturbada, lembrei-me de outras como a morte do presidente eleito Tancredo Neves, antes de tomar posse, após o movimento “Diretas Já”, ou o confisco do dinheiro das pessoas feita pela ministra Zélia Cardoso, a mando do “bago roxo”.

É impressionante como as pessoas esquecem das coisas e não prestam atenção para detalhes, tal qual nos dois episódios acima citados. As coisas foram urdidas em subterrâneos e a mídia, criada e mantida em regimes autoritários e fechados, manteve-se calada. Capitalizando e se beneficiando as raposas em cada uma das “crises” pelas quais passamos desde o descobrimento.

Entretanto, a mídia de massa é manipuladora e, embora existam mais de 120 milhões de brasileiros conectados a algum tipo de rede social, não passam de reprodutores do que determina a mídia. As raposas sabem que agora este canal torna as bobagens, mentiras, fake news e sandices muito mais velozes e sem retorno.

Identidade Civil

Passei alguns anos trabalhando em Brasília na ilusão de que poderia contribuir com melhorias para os cidadãos com uso da tecnologia. Desde 1996, quando votei pela primeira vez numa máquina de votar, e na condição de profissional de TI com razoável conhecimento e estudo de segurança da informação, me oponho aos critérios, sistemas e processos de informatização das eleições brasileiras. Falar que estes sistemas eleitorais brasileiros são obscuros e uma peneira é elogio, uma vez que não podem nem ser auditados com seriedade.

Aí vejo o órgão que deveria cuidar SOMENTE de organizar as eleições se arvorando em todos os poderes (Legisla, Executa e Julga), que criou o documento mais desmoralizado do país (título de eleitor verdinho), e que agora vai ter o aval do Poder Legislativo para controlar a base cadastral de todos os cidadãos, inclusive os registros civis e dados de polícia…

As Raposas no Comando

Nesse ínterim, vamos vendo desfilar nomes e mais nomes de parlamentares legislando para agradar o TSE e a mídia “nem tchum...”

Enquanto isto, Itau promove rombo de mais de R$25BI, OI promove rombo de mais de R$60BI, Odebretch declara corrupção de R$10 BI … Adivinhem onde estará sendo controlado todo o dinheiro das eleições ano após ano ? Se pensou que é no TSE, acertou em cheio

As raposas dominado o galinheiro totalmente e, como escrevi em “Tunga Penetrans na Viúva“, assaltaram o Brasil e tem gente comemorando.

Sou radicalmente contra discursos do tipo “… todo mundo rouba …”.

Desse modo, acredito que os cidadãos brasileiros foram adestrados a pensar que só se dá bem quem rouba. Exemplos de cidadãos honestos, de políticos que lutam pelo bem comum existem e eu conheço alguns. Uma vez que ficamos muito tempo sem votar; tivemos um presidente indicado quando pedíamos “Diretas Já”; fomos (a maioria) seduzidos por “caçador de marajás”, fabricado pela mídia; e não admitimos (na maioria dos casos), que erramos ao escolher certos candidatos.

Tem jeito, mas não é como estão dizendo por aí, nas redes sociais. Começa por derrubar, dentro de cada cidadão, esta dependência da mídia para formar opinião. Muitos proselitistas arrotam conhecimento mas não conseguem produzir um parágrafo com opinião, são somente experts em “copiar e colar”.

Ou, em outras palavras, são iguais aos políticos que mentem e roubam ao reproduzir aquilo que não sabem como surgiu e para que serve.

Quando fico sabendo que o Faustão declarou em seu espaço que “… é preciso limpar o esgoto que se tornou o país …” fico pensando em quem repete este discurso como se fosse algo inteligente.

Assim sendo, mais do que nunca, a frase que ilustra este texto, proferida por  Malcolm X, está viva no Brasil.

 

Imagem: Reprodução Internet

 

Nota do Autor

Reitero, dentre outras, o pedido feito em muitos textos deste blog e presente na página de “Advertências“.

  • Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindas.
  • Coloquem aqui, nos comentários, ou na página do Facebook,associada a este Blog.
  • Alguns textos são revisados, outros apresentam erros (inclusive ortográficos) e que vão sendo corrigidos à medida que tornam-se erros graves (inclusive históricos).
  • Algumas passagens e citações podem parecer estranhas mas fazem parte ou referenciam-se a textos ainda inéditos.

Agradeço a compreensão de todos e compreendo os que acham que escrevo coisas difíceis de entender, é parte do “jogo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.