Greve Geral

Greve Geral Legítima, desde 1917

Greve Geral de 1917

1917 foi um ano especial, por vários motivos e pelo simbolismo de mudanças que proporcionou. Assim sendo, a primeira greve geral no Brasil, ocorrida naquele ano, fez história.

Passados 100 anos, poderemos ter outra greve geral e, com toda a certeza, se ocorrer, será um fato histórico inenarrável, pois eu não acredito que acontecera. A primeira, iniciada no meio daquele ano de 1917, teve como estopim causas parecidas com as que motivam a greve prevista para 29 de abril próximo.

Entretanto, alguns detalhes e tremendos retrocessos não são percebidos por muita gente e pelos trabalhadores deste país, quais sejam:

  1. Naquele tempo, não havia nenhuma espécie de “direito” do trabalhador;
  2. Os senhores capitalistas, donos das tecelagens usavam contramestres como feitores, quase capitães-do-mato;
  3. Algumas organizações e posições políticas (por exemplo, anarquistas) eram tidos como arruaceiros e baderneiros (OPS !)

A origem

Por exemplo, sou neto de tecelão e acostumado com trabalhadores que lutavam por seus direitos, e a luta não era “combinada”.. A exploração da categoria dos tecelões durou até a invasão dos tecidos chineses, aí acabaram com a nobre profissão. Portanto, é assim que funciona a guerra entre Capital e Trabalho. até descobrirem novas formas de exploração do homem pelo homem.

A greve de 1917 foi iniciada pela maioria de MULHERES que eram assediadas e obrigadas a trabalhar em regimes insalubres, inóspitos, jornadas de trabalho abusivas e salários baixos, em uma tecelagem. Desse modo, o movimento expandiu-se, saiu de São Paulo, foi ao Rio de Janeiro, chegou a Porto Alegre. E, como se não bastasse a grande dificuldade de obtenção direitos, não havia mídia apoiando, não tinha rede social, nada. A greve geral durou mais de trinta dias para muitos setores e empresas. Sem organização mínima que fosse.

Greve Geral

Desse modo, se estas causas fossem “transportadas” para os dias de hoje, seriam motivo para uma greve geral por tempo indeterminado, mas estamos deitados em berço esplêndido e dormindo.

Quando leio mulheres defendendo reformas trabalhistas e da previdência; quando leio nas redes sociais mulheres atacando quem faz greve, fico imaginando o que estas mulheres pensam das regras “novas” que tratam do trabalho da mulher. Já que a grávida e a mãe com filho em fase de amamentação pode trabalha em ambientes insalubres, a partir de um atestado médico, saiamos todos à greve geral, #SQN.

Voltamos ao tempo em que médicos recomendavam que mães fumassem, “… para manter os filhos com peso baixo …”, e as empresas de fumo faziam propagandas com apoio dos médicos para vender seus cigarros. Se bem que, acreditar que os médicos de hoje vão pensar na saúde da gestante e seus filhos é acreditar que estes médicos mudaram desde o milênio passado.

Enfim, aqueles que propõe este tipo de legislação não deve ter mãe, não deve ter esposa e não deve ter filhas, ou seja, são filhos de chocadeiras.

Mais do que justo uma greve geral somente por esta questão sobre o trabalho de gestantes e lactantes.

Contudo, os golpistas estão vencendo, a reforma trabalhista vai nocautear a todos e, em breve, mulheres terão que pedir permissão aos maridos para trabalharem ganhando menos, nem sendo legítima, teremos uma greve geral.

 

Imagem: “Gestante Fumante”  – Propaganda de época

 

Nota do Autor

Reitero, dentre outras, o pedido feito em muitos textos deste blog e presente na página de “Advertências“.

  • Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindas.
  • Coloquem aqui, nos comentários, ou na página do Facebook, associada a este Blog.
  • Alguns textos são revisados, outros apresentam erros (inclusive ortográficos) e que vão sendo corrigidos à medida que tornam-se erros graves (inclusive históricos).
  • Algumas passagens e citações podem parecer estranhas mas fazem parte ou referenciam-se a textos ainda inéditos.

Agradeço a compreensão de todos e compreendo os que acham que escrevo coisas difíceis de entender, é parte do “jogo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.