O sistema é phoda by Tropa de Elite

Tropa de Elite 2 – O sistema é “phoda”

Tropa de Elite

No segundo filme “Tropa de Elite” (fico pensando no fechamento da trilogia), o personagem Capitão Nascimento (eu não o promovi… capitão é melhor ! ), numa locução, diz: “O sistema é foda, ainda vai morrer muta gente inocente…” (fecha o pano!).

Que me desculpe o Padilha e seus roteiristas e inspiradores, mas o filme NÃO ERA uma obra de ficção e qualquer semelhança com nomes, pessoas, factos ou situações da vida real NÃO ERAM e NÃO SÃO “mera coincidência”.

Tropa de elite é a cara do país, é a cara do estado do Rio de Janeiro, comandado por milicianos que que, junto com os pregadores e usurpadores da fé alheia podem tomar o país de assalto.

Dar Porrada

Há alguns anos atrás, mesmo antes de algumas eleições que provocaram o estado de coisas que estamos vivenciando, Padilha, e seus roteiristas, criaram discursos que poderiam estar sendo proferidos em alguma Assembleia Legislativa, Câmara Municipal, Congresso Nacional.

Não veremos nenhum discurso deste em nenhuma casa do Legislativo; em nenhuma rede nacional de TV e rádio ou portal da Internet.

 

Cena Final (Tropa de Elite 2) – Discurso do Capitão Nascimento…

Curta: Um Filme Me DisseFilme: Tropa de Elite 2Direção: Jose PadilhaAno: 2010

Posted by Um Filme Me Disse on Tuesday, September 13, 2016

Fonte: Um Filme me disse - Facebook

Por outro lado, boa parte da população sabe porque este estado de coisas chegou até este ponto, querem fazer parte. A maioria da população nem consegue avaliar o que este discurso carrega de simbolismo.

Ah! é ficção, com toda a certeza diriam os que se locupletem ou que almejam a glória e as migalhas deste “sistema”.

Eu fico na dúvida, no caso deste Tropa de Elite, é se a vida imita a arte ou a arte imita a vida.

Diversionismo da Tropa de Elite

Pediria aos apressadinhos que não façam a ilação que estou defendendo alguém, ou que tenho bandido de estimação (como muitos idiotas ficam repetindo).

Por outro lado, também não sou seguidor de espécimes como MBL, “Vem pra rua” etc. e, muito menos, estou comemorando prisões ou delações premiadas. Este povo muda de lado como rats fogem dos porões de navios afundando. Se apoiam Cunha num dia como o “Somos todos Cunha”, após serem eleitos em 2016, mudam de “bandeira” e ganham muito dinheiro para as próximas eleições.

Os fatos e delações desta semana não são surpresa para mim e pior, só tenho confirmação de algumas suspeitas que eu tinha, e fico mais preocupado com o fato de que podemos ter, nos próximos sessenta dias, mais dois presidentes do país, com uma linha sucessória eivada de denúncias, e nenhum deles foi eleito pela população, que não emana poder nenhum

Não vivemos numa democracia, é simples, cristalino e trágico assim, tudo é diversionismo e empulhação de serviçais das oligarquias.

Quando um apresentador de telejornal, num ato falho, nomina o presidente de “EX-presidente”, tem alguma coisa errada, quando “jornalões” e revistas se voltam contra quem paga anúncios vultuosos é porque algo de podre acontece além do reino da Dinamarca.

Vivemos numa ditadura do voto e numa democracia guiada por podres poderes, como descrevi, anteriormente. em “Revisitando Montesquieu no Século XXI“.

Em suma, afirmo sem medo de errar, o personagem Capitão Nascimento foi no ponto, direto e objetivo.

 

Charge: Latuff

 

Nota do Autor

Reitero, dentre outras, o pedido feito em muitos textos deste blog e presente na página de “Advertências“.

  • Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindas.
  • Coloquem aqui, nos comentários, ou na página do Facebook, associada a este Blog.
  • Alguns textos são revisados, outros apresentam erros (inclusive ortográficos) e que vão sendo corrigidos à medida que tornam-se erros graves (inclusive históricos).
  • Algumas passagens e citações podem parecer estranhas mas fazem parte ou referenciam-se a textos ainda inéditos.

Agradeço a compreensão de todos e compreendo os que acham que escrevo coisas difíceis de entender, é parte do “jogo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.