Senado Federal

A res pública e a bacia pra baixo

Já disse para muita gente o quanto não sou fã de Niemeyer, dizem (e é verdade) que ele era comunista. Mas não entendo comunistas de carteirinha, daqueles que viveram a Revolução Russa de 1917, centenária. Vejo o arquiteto queridinho dos capitalistas como um deles. Pra mim é inconcebível como ele projetava prédios pensando num monte de coisas, menos nas pessoas. Ou pior, dizendo que pensava nas pessoas e não dando certo. Brasília, Museu do amanhã, Cidade Administrativa… definitivamente, não foram feito para pessoas.

Congresso Nacional

Uma história que nunca vi em livros, mas sempre esteve na boca dos professores que tive, é sobre as “bacias” pra cima e pra baixo do Congresso. O Blog “Me ensina a estudar” tem uma explicação que entendo ser muito apropriada para aquela arquitetura. Parece, e é, tétrica. Diz o blog: “…   A simbologia do projeto de Niemeyer colocou o Congresso com o prédio mais alto da Praça dos Três Poderes, ou seja, a preponderância do poder do povo, por meio de sua representação. As duas conchas simbolizam o poder e a relação de contrapesos implícita no sistema bicameral. A cúpula convexa da Câmara, maior e chapada no alto, sugeriria que aquele plenário está aberto ao impacto direto de ideologias, tendências, anseios e paixões do povo. Já a cúpula côncava do Senado, menor, retrataria um local propício para reflexão, serenidade, ponderação, equilíbrio, onde são valorizados o peso da experiência e o ônus da maturidade.”

O Senado Federal existia desde o Império. Tentando copiar o modelo de câmara da monarquia britânica (tôsco né?), depois da Proclamação da República, tentou copiar o modelo estadunidense (tétrico né?). Um prédio gigante, maior que os prédios do Executivo e do Judiciário, contrapondo com o pretenso equilíbrio entre poderes, com um Senado que quer mandar mais do que a Câmara dos Deputados e os outros Poderes e ainda por cima projetado porum comunista.

Senadores em ação

OK ! OK ! OK! Diria o fofoqueiro da TV.

Este post é uma manifestação de indignação com as Intervenções de 13 (Ô coincidência) senadores, que saíram em defesa do Senador Aécio Neves, quando este fazia sua defesa sobre as acusações e gravações divulgadas na mídia e que causaram mais um terremoto (que logo passa!) no país. O corporativismo não me surpreende, sempre foi assim com este Senado. Quando chegam a oferecer um senador à imolação é porque não tinha outro jeito. Foi assim com Luis Estevão, Demóstenes Torres e outros. O curioso é qu alguns senadores saem em defesa de seu “companheiro” e esquecem o que dizem até a próxima eleição. E tem eleitor otário que continua reelegendo estes parceiros de criminosos.

Vamos às pérolas:

Paulo Bauer (PSDB-SC)

“… vossa excelência, para nós do PSDB, é um político honrado, é um líder nato. E, acima de tudo, um grande companheiro, que merece nossa solidariedade, nosso apoio…”

Tasso Jereissati (PSDB-CE)

“… compartilho da sua indignação, porque, tenho certeza absoluta, para homens sérios, não existe nada mais sério, nenhuma derrota mais vil do que ver a sua honra, a sua reputação sendo tentada a ser manchada…”

Antônio Anastasia (PSDB-MG)

“… a covardia não tem tamanho. Aquilo doeu fundo no nosso coração e na nossa alma (prisão da Andrea Neves). O que é a injustiça! O que é a maldade! A que ponto a maldade humana chegou para fazer isso!…”

Flexa Ribeiro (PSDB-PA)

“… vossa excelência vem à tribuna e fala para o Brasil, demonstrando que construiu uma vida de retidão, com caráter, ao longo de toda a sua caminhada…”

José Agripino (DEM-RN)

“… o Aécio Neves cidadão, de hábitos moderados, não tem nada de hábito de homem rico, nem de homem que convive com a opulência, nada disso. Digo isso por uma acusação que eu reputo injusta …”

Raimundo Lira (PMDB-PB)

“… eu estava saindo para a missa, com a minha esposa, notei que ela estava lacrimejando os olhos. E eu disse: ‘Gigi, o que é que está acontecendo com você’? E ela disse: ‘…ele foi vítima de uma injustiça’ […] aceite o abraço, a solidariedade e o reconhecimento de toda minha família…”

Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE)

“… conhecendo a trajetória de vossa excelência, só poderia responder a esse ataque falando da sua vida, das suas raízes. Vossa excelência não é um político qualquer, tem berço, formação, serviços prestados ao seu Estado e ao Brasil… ”

Ataídes Oliveira (PSDB-TO)

“ . acredito que, depois dessa tempestade, depois dessa dor toda que vossa excelência está passando e a sua família, virá a bonança, e o joio vai ser separado do trigo.”

Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN)

“… o que vossa excelência está enfrentando é, certamente, uma perseguição … esses vazamentos assim feitos, da maneira como o são, não irão denegrir a sua honra, a sua dignidade e o que vossa excelência representa na vida política brasileira…”

Cristovam Buarque (PPS-DF)

“… o senador Aécio demonstra firmeza, que, portanto, é um indicador que tranquiliza seus pares. Eu o felicito por ter trazido o assunto e pela firmeza com que falou e concordo que é preciso abrir tudo, ter transparência…”

Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)

“Eu quero apenas destacar o essencial: não existe conta em Nova York e não existe sequer a delação. Veja a que ponto nós chegamos! …”

Antônio Carlos Valadares (PSB-SE)

“… tenho certeza absoluta de que, com vossa excelência levando as provas da verdade contra as acusações que lhe imputam, a Justiça haverá de lhe dar o devido valor, como nós que participamos do Senado e que conhecemos sua família…”

Eunício de Oliveira (PMDB-CE)

“.. senador Aécio Neves, eu conheço vossa excelência e tenho convicção de que vossa excelência não viria a essa tribuna se não tivesse certeza da injustiça que lhe foi cometida. Então, tenha também a nossa solidariedade…”

Epílogo

Infelizmente, este é nosso senado. Se não todos, a maioria dos defensores em processos ou já foi condenado por alguma falcatrua, roubo ou corrupção. Todos usufruem de uma maldita “imunidade” e “foro privilegiado” (criado com OUTRO objetivo que não o de proteger criminosos comuns, bandidos e corruptos). Alguns destes senadores conheço a trajetória e não me surpreendo com o discurso, outros eu sai oque dirão nas próximas eleições se confirmadas as acusações ao senador mineiro. Um deles foi citado em delações e faz parte da tropa de choque da corrupção.

Neste quadro, fica impossível acreditar que Niemeyer, comunista de carteirinha, projetou e abriga estas coisas. A Res Pública faliu. A democracia nunca existiu. Quem votou nestes apoiadores aí (e no próprio) deveriam avaliar o mal que estão fazendo ao país, antes de baterem panelas e saírem apontando os dedinhos sujos para os outros.

Charge: Lute

Pedido de Doação

Meu irmão está precisando de doadores de sangue (qualquer tipo e fator), só assim ele, e muitos outros, conseguirão prosseguir com o tratamento e ter esperança numa melhoria e retomada da normalidade.

Carlos Henrique de Oliveira (paciente do Hospital Mater Dei)

Banco de Sangue – Hemoter

O Hemoter recebe doações para pacientes que estão internados em diversos hospitais. A doação pode ser realizada para paciente específico ou voluntário para o banco de sangue.

Telefone: (31) 3295-4584

Horário: 8h às 13h, segunda-feira a sábado (sábado, somente com agendamento prévio pelo telefone).

Endereço: Rua Juiz de Fora, 861, Barro Preto – Belo Horizonte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.