Dia da Prostituta

Prostituta – A profissão mais antiga

Data Comemorativa

Venho dizendo, há muito tempo,  que: Se alguém, alguma pessoa, alguma profissão, alguma data etc, precisa de um dia “comemorativo” para ser lembrado, é porque tem muito interesse comercial ou muita hipocrisia. Algumas mulheres que conheço ficam especialmente incomodadas quando falo sobre isto em datas próximas a 8 de março pelo seu “dia internacional”. É provável que muitos(as) veem como uma conquista e, desta forma, é compreensível algumas “celebrações”. Por outro lado, algumas datas deveriam Ser celebradas ou marcadas durante o ano inteiro, a luta para isto é pedagógica e não deveria se resumir a uma única data, ser uma prostituta e ter uma data para comemorar é um exemplo de degradação.

Profissão: Prostituta

Dizem que a profissão mais antiga do mundo é a prostituição, se bem que a nossa sociedade pensou na prostituição sexual praticada por mulheres e atribuiu, de forma pejorativa, expressões pouco elogiáveis. Referem-se à prostituta e esquecem-se de outras formas de prostituição como, por exemplo, a semi-escravidão, abusos e violências contra qualquer Ser Humano. Além das prostitutas, muita gente mais se prostitui e está submetida a condições precárias de vida, de trabalho e subjugo, portanto, este tipo de celebração é ruim.

Dia Internacional

No dia 2 de junho, com toda a certeza, devido a uma manifestação realizada por prostitutas de Lyon (França), no ano de 1975, instituiu-se o Dia Internacional da Prostituta. Fico pensando se é um dia para comemorarmos e conjecturando qual o tipo de comemoração devemos fazer.

Engraçado é que, minha linha de raciocínio de ser reticente a estas datas, tem nesta “comemoração” uma belíssima fonte de comprovação.

Temos, relacionados ao tema, três datas “comemorativas”:

3 de março – Dia Internacional do Direitos dos Trabalhadores de Sexo ( Internacional Sex Workers’ Rights Day )

2 de junho – Dia Internacional da Prostituta

17 de dezembro – Dia Internacional contra a Violência contra Prostitutas ( International Day to End Violence Against Sex Workers )

Fonte: Wikipedia

Enfim, fico confuso se as datas celebram ou querem valoriza a mesma coisa ou se, por outro lado, querem dividir as questões, de forma maquiavélica, para que tudo fique difuso e sem sentido.

Caia na real

Outrossim, “comemorações” e datas para proteger pessoas, notadamente mulheres, e que podemos incluir os transgêneros que tem sido assassinados aos montes no país, realizando ou não atividades de prostituição é inócuo.

Nas últimas décadas não vemos nenhum avanço e, portanto, a violência, o preconceito e discriminação só aumentam. Em alguns países, questões fundamentalistas e religiosas provocam crimes bárbaros e mutilações inadmissíveis.

Em suma, adiantou alguma coisa ter três dias “internacionais” de celebração e comemoração?

Filho de Prostituta

A expressão xingatória popular é injusta ou, em outras palavras, vilipendiaram completamente seu sentido. A dúvida é se para melhor ou pior, entretanto, as piadinhas são mais do que infames. Ainda vou pesquisar e descobrir de onde surgiu este xingamento que é quase universal.

Puta sacanagem,  OOOPPPPS ! ! !

Inegavelmente, espero não ser mal compreendido ao dizer que “vou ali comemorar”, enquanto não posso ser criminalizado …

 

Imagem: Reprodução Internet

 

Nota do Autor

Reitero, dentre outras, o pedido feito em muitos textos deste blog e presente na página de “Advertências“.

  • Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindas.
  • Coloquem aqui, nos comentários, ou na página do Facebook, associada a este Blog.
  • Alguns textos são revisados, outros apresentam erros (inclusive ortográficos) e que vão sendo corrigidos à medida que tornam-se erros graves (inclusive históricos).
  • Algumas passagens e citações podem parecer estranhas mas fazem parte ou referenciam-se a textos ainda inéditos.

Agradeço a compreensão de todos e compreendo os que acham que escrevo coisas difíceis de entender, é parte do “jogo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.