Futurologia Furada

Futurologia e o “Eu não acreditei !”

Futurólogos

A cada final de ano surgem aqueles futurólogos que fazem suas previsões para o ano seguinte. Se acontece alguma coisa que foi prevista genericamente, ele volta à cena, diante dos holofotes e se transforma em mais uma sub-celebridade. Mas continuam no mesmo patamar sócio-financeiro ganhando uns trocados com sua futurologia. Certamente, se eles fossem alguém que  prevê o futuro, ao menos DUAS das dezenas da Mega Sena, seria fácil de acertar.

Com tecnologia a coisa é mais complexa. Existem empresas de pesquisa que fazem traquitanas à espera de alguém que tenha uma ideia para usar. Aconteceu isto com o mouse. Ficou na prateleira até surgir alguém com alguma utilidade.

Futurologia Furada

As previsões furadas são muito maiores.

“A televisão não vai conseguir se segurar no mercado por mais de seis meses.”

“As pessoas logo vão se cansar de olhar para uma caixa de madeira todas as noites.”

Darryl Francis Zanuck

(produtor de cinema e um dos fundadores do estúdio 20th Century Fox, em 1946).

Eu poderia, fazer um texto só com frases furadas de gente inteligente, acontece de dar errado ou as previsões não saírem como se deseja. Desta forma, chefes de Estado, CEOs de grandes organizações e muita gente inteligente, comete previsões furadas. Entretanto, não podemos confundir previsões destas pessoas com promessas e sacanagens de futurólogos de araque ou que abusam da crendice de tolos.

Bill Gates

No final dos anos 1990, Bill Gates, o da Microsoft, escreveu um livro “Business @ the Speed of Thought” (Algo como “Negócios na velocidade do pensamento”. O criador da Microsoft esteve no Brasil no início dos anos 80, falando do seu trabalho. Não me lembro quando, mas teve uma entrevista dele publicada no jornal “Minas Gerais”, em algum caderno especial do “Minas Gerais” que nunca mais consegui localizar.

Eu não acreditei !

Previsão

Bill Gates fez algumas previsões que, hoje, são realidade, quase igual ele imaginou ou previu. E hoje vemos pessoas pensando em coisas que podem existir ou funcionarão daqui 5 ou 10 anos e vejo pessoas desdenhando. Esta série trata de algumas previsões feitas por Bill Gates e como estamos hoje.

Bill Gates imaginou quase trinta anos atrás, o que hoje vemos na nossa sala de jantar, no almoço com colegas de empresa, em todos espaços públicos. Estava descrito mais ou menos assim: “… enquanto o jantar estiver sendo preparado, você entrará em um site restrito à sua família e pode verificar que todos estão em uma sala de bate-papo (os Chats existem desde os primórdios) para conversar sobre quando estiverem presencialmente reunidos…”, e prossegue, “… estes sites conectarão colegas de trabalho, amigos e famílias… formando comunidades a partir dos interesses que todos compartilharão …”. Ele complementa dizendo que “… será possível fazer compras, receber notícias, divertir-se com a Internet tornando-se o que é uma praça da cidade onde nos reunimos para estreitar os relacionamentos”.

Bill Gates é muito bom de previsão, mas não é nada afeito às analogias, em outras palavras, acerta muito no quesito futurologia, mas erra muito ao tentar explicar suas ideias para estultos e nófitos.

Futurologia

Quando escrevo que, “existem todos os tipos de seres humanos. Entretanto, alguns como os que praticam a futurologia, são completamente dispensáveis para a humanidade”, falo de oportunistas e exploradores da fé alheia. Portanto, separem ciência de enganadores de púlpito ou de bolas de cristal. Cientistas como Bill Gates, Nikola Tesla e outros não podem ser colocados no mesmo balaio do que estes charlatães.

Em suma, Bill Gates descreveu, quase 30 anos atrás, é exatamente o que vemos nos WhatsApp, Telegram, Messenger, Youtube e outros. O desenho animado dos Jetsons fez previsões de maneira mais efetiva ainda no início do anos 1960.

Algumas coisas a gente deveria prestar mais atenção para acreditar mesmo que não esteja materializado. Por outro lado, temos que estar atentos pois muitos dizem que previram uma coisa a partir de zilhões de coisas que disseram ou escreveram. São os enganadores midiáticos, muito na moda com as redes sociais e mídias digitais. Por exemplo, tem um jornalista (???) esportivo de Minas Gerais que lança um monte de “furo”. Se alguma acontece, ele vai logo dizendo que foi o primeiro a dar o furo. Nada mais fácil do que falar de cinco hipóteses e depois dizer que acertou uma, coisa de enganador.

Inclusão Digital

Enfim, com a avalanche de informações que a Internet possibilitou, fica complicado sabermos se existe alguma verdade ou critério no que chamamos de futurologia. Frases soltas retiradas da Bíblia ou do imaginário e anedotário popular são apenas mais uma forma de gente estulta passar-se por pensador.

Redes Sociais e seus “influencers” estão na moda e o mundo acabou em 2012 ( ver  “Fim do Mundo Maia e a Inversão dos Pólos“. uem adere às redes sociais está, inexoravelmente, submetido à perda de privacidade e outros males (e muitos benefícios).

Portanto, entre na onda ou fuja para as montanhas.

 

Charge: CAZO

 

Nota do Autor

Reitero, dentre outras, o pedido feito em muitos textos deste blog e presente na página de “Advertências“.

  • Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindas.
  • Coloquem aqui, nos comentários, ou na página do Facebook, associada a este Blog.
  • Alguns textos são revisados, outros apresentam erros (inclusive ortográficos) e que vão sendo corrigidos à medida que tornam-se erros graves (inclusive históricos).
  • Algumas passagens e citações podem parecer estranhas mas fazem parte ou referenciam-se a textos ainda inéditos.

Agradeço a compreensão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.