Futebol Magia - Joan Gamper -Barça x Chape

A magia do futebol

Futebol Mágico

Adoro futebol.Mágico. Uma magia que não se vê em nenhum outro esporte.Nem coletivo e muito menos individual.

Acompanhei durante muito tempo estes torneios de “verão” na Europa que davam início às temporadas e que eram famosos no mundo pelas premiações e pelas participações. Teresa Herrera, Ramón de Carranza, Torneio de Madri eram os mais famosos, especialmente os dois primeiros citados. A Espanha sempre abrigou os melhores.

Era mágico. Para um time brasileiro, ganhar estes torneios era motivo de júbilo. Troféus belíssimos. Jogos disputados. O Cruzeiro tem em sua galeria muitos deles.Na Espanha ganhou: La Coruña (1975), Villa de Madri(1976), Cidade de Vigo (1978), Santander (1982), Zaragoza (1982), Valladolid (1982), Alicante (1986), Pamplona (1986). Bons tempos. Alguns saudosistas diriam: “o futebol acabou”. Concordo em partes, virou business, bilhões, como quase todas as modalidades esportivas. Mas a paixão, a magia, está se acabando. Pouco a pouco.

Joan Gamper

Neste momento, acompanhando a partida valendo troféu, no Camp Nou em Barcelona. Barcelona contra a Chapecoense. Convite excepcional do Barça para abertura da sua temporada. Uma festa. Uma magia.

Troféu Joan Gamper é um torneio internacional de futebol interclubes, de caráter amistoso, disputado anualmente desde 1966, na cidade de Barcelona (Catalunha).

O torneio é organizado pelo Futbol Club Barcelona e realizado sempre na segunda quinzena de agosto, no Estádio Camp Nou, marcando o início da temporada de futebol na Espanha. Seu nome é uma homenagem ao fundador e primeiro presidente do clube, o suíço Hans-Max Gamper Haessig (1877-1930), que, na Catalunha, ficou conhecido como Joan Gamper.

(Fonte: Wikipedia)

Eu nunca prestei atenção neste troféu Joan Gamper. Sempre tive que era pretexto para o Barça mostrar seu time, ganhar troféu quase vitalício e humilhar adversários. Passei a prestar atenção quando o Santos, de Pelé e de Neymar, resolveu ser convidado e tomou uma tunda histórica. Inesquecível ver a empáfia do time da Vila Belmiro diante do massacre inapelável.

Chape

Aí vejo a Chapecoense, em clima de celebração da vida, numa emoção bastante compreensível, desfilar ex-jogadores cruzeirenses, diante do Barça do extraterrestre Messi, valendo troféu, no Camp Nou. Inimaginável em qualquer esporte.

Wellington Paulista, Apodi, Arthur Moraes, Fabrício Bruno e Diego Renan, são jogadores que atuaram pelo Cruzeiro com performances menos do que sofríveis. Agora estão no Camp Nou, diante de Messi e cia. Possivelmente, sofrendo uma derrota inapelável (pra falar a verdade, vejo que o Barça tá treinando leve,muito leve). Comandados pelo Vinícius Eutrópio (Quem diria !) vão se esforçando no treino de luxo com transmissão para todo o mundo. Uma festa. Magia.

Reafirmo que só o futebol pode isto. Não fico feliz se a Chape sofrer oito, nove ou dez gols como sofreram os “poderosos” Santos e Boca. Mas fico feliz em ver que algumas destas iniciativas nos permite sonhar e reviver algo que está sendo jogado fora.

Sem querer parece piegas, Alan Ruschel merece todas as homenagens.

Futebol Magia - Alan Ruschel - Joan Gamper

Futebol Magia – Alan Ruschel – Joan Gamper (Foto: UOL Esportes)

 

Pedido de Doação

Meu irmão está precisando, com URGÊNCIA, de doadores de sangue (qualquer tipo e fator). Só assim, ele e muitos outros pacientes que precisam de hemoderivados, conseguirão prosseguir com seus tratamentos. E poderão ter a esperança de uma melhoria e retomada da normalidade em suas vidas.

#DoeSangue

Carlos Henrique de Oliveira (paciente do Hospital Mater Dei)

Hemoter – Banco de Sangue

Hemoter recebe doações para pacientes que estão internados em diversos hospitais. A doação pode ser realizada para paciente específico ou voluntário para o banco de sangue.

Telefone: (31) 3295-4584

Horário: 8h às 13h, segunda-feira a sábado (sábado, somente com agendamento prévio pelo telefone).

Endereço: Rua Juiz de Fora, 861, Barro Preto – Belo Horizonte.

2 comments for “A magia do futebol

  1. ernani
    Agosto 7, 2017 at 20:25

    Realmente uma bela festa. Pena a chape ficar entusiasmada com o glamour e esqueceu de marcar de jogar bola. O time catalão tomava e bola e jogava com tanta facilidade que parecia magica mesmo. Mas era ruindade e pouca aplicação tatica;

    • Agosto 7, 2017 at 20:35

      A festa foi magia. Entretanto, a Chape não tinha, não tem e nunca terá estrutura par enfrentar um Barça. Creio que já passou da hora da Chape cair na real. Se conseguirem manter-se na 1a divisão neste ano será uma grande conquista. Deveriam focar nisto. Passou da hora de homenagens e ilusionismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *