Pedro e o Lobo

Fake News, Pedro e o Lobo

Pedro e o Lobo

O compositor Serguei Prokofiev, dentre outras obas de arte, compôs a obra conhecida como “Pedro e o Lobo”. Assim como toda fábula, a composição do russo tinha uma “moral da estória”. A rigor, o enredo era para mostrar às crianças o som dos bichos através de instrumentos de uma orquestra.

Desta forma, cada personagem como Pedro e o lobo, o pato eram representandos por instrumentos musicais. Eles simulavam os som que cada animal representava na história. Por exemplo, Pedro era representado pelo quarteto de cordas, o lobo por três trompas, o pato por um oboé.

Entretanto, aqui e agora, nestas redes sociais malucas, usamos a atitude do Pedro (personagem) para associar com as fake news.

Em “Pedro e o Lobo”, menino mentiu sobre o ataque de um lobo. Os caçadores (representados por tímpanos, Tímbales e Bombo) correram para atacar o lobo que não apareceu. Posteriormente, o lobo aproximou de ovelhas e de Pedro. Sem credibilidade, ficou indefeso, uma vez que mais ninguém acreditava nele.

Fake News

A princípio, pode parecer maluquice associar a fábula “Pedro e o Lobo” a uma composição do início do Século XX. Parece mas não é, estamos vivendo na “era Denorex”. Só que a estória não tem moral e os mentirosos compulsivos e sociopatas ganham, cada vez mais, espaços nestas redes sociais.

Fazem como Pedro, que a cada mentira, sofria uma reprimenda e piorava. Virou quase um crime se a gente entra e contato com alguém de nosso relacionamento, com o propósito de  “sugerir” que ele verifique a fonte da informação (???) antes de compartilhá-la.

Tenho sofrido na pele com estas tentativas. Já desisti de algumas pessoas pois além delas não aceitarem a reprimenda, se voltam contra o que falamos.

Assim sendo, tá muito chato, a moral da história “Pedro e o Lobo” – não de deve enganar ninguém – virou lenda urbana.

Brasileiro

Não sei como funciona em outros países e outras culturas. Sei que redes sociais como Facebook e Twitter são fonte de fake news como se em cada grupo ou página tivéssemos uma estória como “Pedro e o Lobo”. Difícil de tratar com algumas pessoas.

E fica muito pior quando a maioria dos personagens da vida real, imitam a arte ou a fábula, ou por outra, estamos vivenciando muitos “Pedro e o Lobo” no dia-a-dia.

Um exemplo bem interessante são os jogadores de futebol que simulam faltas. Pode parecer bairrismo ou clubismo, certamente é. Mas dá vontade de entrar nos subconsciente de alguns torcedores rivais e descobrir como eles pensam. Devem defender jogadores enganadores, como o personagem central da história “Pedro e o Lobo”, só porque são do mesmo time. Até entendo quando árbitros de futebol não assinalam pênaltis ou faltas sobre estes mentirosos personagens.

O que mais entristece é ver que não somos como Pedro, mas sociopatas tentam nos desacreditar, como lobos. O país virou um aglomerado de mentirosos apontando dedinhos na direção dos outros e com suas verdades particulares.

Tá ficando muito feio este povo compartilhando fake news somente porque acreditam no que está escrito. Não vai ter judiciário para julgar e condenar estes “Pedros” da vida. Ao contrário da fábula, mentirosos compulsivos não estão sendo punidos e a impunidade é o mal maior que assola o país.

Sem dúvida, Goebbels iria adorar estas redes sociais para exercitar a sua Manipulação de Massas.

Imagem: Disney

Pedido de Doação

Meu irmão está precisando de doadores de sangue (qualquer tipo e fator). Assim ele e outros pacientes que precisam de sangue para transfusão ou de hemoderivados, prosseguirão seus tratamentos. E poderão ter a esperança de uma melhoria e retomada da normalidade em suas vidas.

#DoeSangue

Carlos Henrique de Oliveira (paciente do Hospital Mater Dei)

Hemoter – Banco de Sangue

Hemoter recebe doações para pacientes que estão internados em diversos hospitais. A doação pode ser realizada para paciente específico ou voluntário para o banco de sangue.

Horário: 8h às 13h, segunda-feira a sábado (sábado, somente com agendamento prévio pelo telefone).

Endereço: Rua Juiz de Fora, 861, Barro Preto – Belo Horizonte.

Telefone: (31) 3295-4584

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.