Bate e Volta - Vila Cocais

Passeio bate e volta a partir de BH (87)

Bate e Volta

Inspirado em um artigo de um site cultural sobre Minas Gerais, resolvi recomendar roteiros de passeio, denominados passeios bate e volta. Atividade que pode ser realizada em um ou dois dias, com puro lazer e cultura. Adequado para  sair cedo de casa, almoçar e voltar ao final do dia. Em determinados casos, fazer um pernoite e voltar no dia seguinte. Passeios para gastar pouco,se feitos num mesmo dia, são motivadores.

No início desta trilha de posts, as dicas eram para localidades até 150 km distantes de BH. Com o passar do tempo, o interesse e as informações sobre lugares mais distantes foram surgindo. Após a meta de 50 opções de passeios, lugares mais distantes estão sendo contemplados mesmo que a ideia de bate e volta seja um pouco modificada.

Estes posts terão espaço próprio com projeto de apoio ao turista de um dia ou de final de semana. Os amigos(as) que estão acompanhando, aprovaram e tem ajudado de maneira significativa.

Vila Cocais

Vila pertencente ao município de Barão de Cocais (MG), está situada a menos de 100 km de Belo Horizonte, como toda a região, a Vila Cocais possui belíssimas paisagens, natureza preservada, atração histórica,cachoeiras e um sítio arquelógico. Passeio com atrativos para um bate e volta de um dia.

Para os passeios fora da área urbanizada recomenda-se que se esteja equipado e preparado para caminhadas e trechos com algumas dificuldades e sempre que possível, faça-se acompanhar por algum guia local, que possibilitará maior agilidade e podem evitar imprevistos.

Atrações

Arquitetura Histórica

O Sobrado do Cartório, como é conhecido, constitui-se de um prédio com a fachada parecida com a de outro sobrado na sede do município. Sua construção data do Século XIX. Pertenceu ao fazendeiro Fernando José do Espírito Santo, conhecido como Fernando Tinoco. É o único sobrado que restou da Vila de Cocais original, foi cartório de 1974 a 2005, guardando documentos como o certificado de propriedade da mina de ouro de Brucutu, que pertencia ao barão de Barbacena. Depois da demarcação dos municípios, a mina passou a pertencer ao município de São Gonçalo do Rio Abaixo. Hoje, a Mina de Brucutu é explorada pela Vale para retirada de minério de ferro.

Igrejas

Erguida em 1855, por iniciativa do Alferes Antonio da Silva Sampayo, para que escravos e os negros da irmandade de Nossa senhora do Rosário, assistissem às missas. Tornou-se a principal igreja da pequena Vila com poucos habitantes e duas relíquias histórico-culturais.
A igreja de Sant´Anna foi edificada no século XVIII, tendo pertencido a família Feliciano Pinto Coelho – o Barão de Cocais. Em 1830, a edificação sofreu uma série de reformas que promoveram grandes alterações no seu exterior. Sua rica talha dourada dos três altares dedicados a Nossa Senhora das Dores, Santo Antônio e o Altar-mor, é um grande. A imagem de Sant’Anna mede um metro e meio e foi trazida de Portugal.O Barão de Cocais encontra-se sepultado no interior da igreja.

Sítio Arqueológico

O sitio arqueológico Pedra Pintada situa-se no distrito de Cocais, a 3,5 Km de Barão de Cocais. Localizado numa altitude de 1070 m do nível do mar, no distrito/vila de Cocais, encontra-se numa região de cachoeiras e numa área particular (visitação mediante taxa) encontra-se o sítio arqueológico conhecido como Pedra Pintada. Possui mais de 100 pinturas feitas com pigmentos à base de ferro, em sua maioria representando animais e armas rudimentares.

Cachoeiras

Um conjunto de quedas d’água, também localizados em área de conservação permanente distam pouco mais de  4 Km da Vila Cocais, em estrada é de fácil acesso de carro. Assim como no sítio arqueológico, o acesso é feito mediante pagamento de taxa. Uma trilha de 1,5 km permite acesso à primeira queda d’água. Um bate e volta somente nas cachoeiras é passeio para um dia inteiro de sol. Evite este passeio em com chuva ou frio.

Como Chegar

Saindo de BH, o menor caminho é pela rodovia BR 381. Pouco após o trevo de Itabira, entra-se à direita no trevo de Barão de Cocais, Santa Bárbara e Caraça na rodovia MG 436. A duplicação da BR 381 arrasta-se e em determinados trechos, as obras estão paralisadas e a sinalização e tráfego tornam o trecho muito perigoso. Atenção especial na entrada do trevo da MG 436.

A opção de utilizar a MG, via Ouro Preto, é recomendável somente para quem vai passar vários dias na região ou vem da região de Juiz de Fora pela BR 040.

A ida de ônibus para Vila Cocais não é recomendável.

A ida de trem é uma alternativa interessante mas que exige gastos adicionais e não se tem autonomia como se fosse com transporte próprio, não sendo apropriada para um bate e volta. A divisão de custos com uma van, pode levar grupos de até 10 pessoas a um passeio de dois dias bem interessante. Se for utilizar somente um dia, é impossível incluir outros passeios na região. Para um final de semana, é possível até dois passeios.Para aproveitar as belezas de Barão de Cocais, Catas Altas, Santa Bárbara e São Gonçalo do Rio Abaixo, somente num feriado prolongado.

 

Foto: Vale/Divulgação

Pedido de Doação

Meu irmão está precisando de doadores de sangue (qualquer tipo e fator). Só assim, ele e muitos outros pacientes que precisam de sangue para transfusão ou de hemoderivados, conseguirão prosseguir com seus tratamentos. E poderão ter a esperança de uma melhoria e retomada da normalidade em suas vidas.

#DoeSangue

Carlos Henrique de Oliveira (paciente do Hospital Mater Dei)

Hemoter – Banco de Sangue

Hemoter recebe doações para pacientes que estão internados em diversos hospitais. A doação pode ser realizada para paciente específico ou voluntário para o banco de sangue.

Horário: 8h às 13h, segunda-feira a sábado (sábado, somente com agendamento prévio pelo telefone).

Endereço: Rua Juiz de Fora, 861, Barro Preto – Belo Horizonte.

Telefone: (31) 3295-4584

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.