Ignorância e Progresso

Ignorância e Progresso

Ignorância e Progresso

Ignorância e Progresso tem tudo a ver com Juvemário Tupinambá, baiano de Nazaré das Farinhas (BA), falecido em 2010, que ficou conhecido por alguns bordões. O seu personagem mais famoso era Bertoldo Brecha, numa alusão a um dramaturgo alemão, adaptado para as terras tupiniquins e que dizia “… a inguinorança é que astravanca o pogressio…” ou coisa parecida.

Aquela ignorância e progresso fazem muito sentido, nos dias atuais, em que o escárnio para com o povo levam a mídia a dar espaço para um excremento, como o tal Roberto Jefferson (PTB), que se derrama em lágrimas, pela nomeação da filha como ministra de Estado. Uma ministra minúscula para um estado refém de bandidos e golpistas.

Os apoiadores do golpe merecem !

Questão de escolha

Não sei a autoria, não sei se um filósofo (se for é daqueles bem patetas) ou sociólogo (é mais típico destes) que disse que a ignorância é uma opção, de escolha. Platão dizia que sem a base educacional, querer nações e homens livres e culturalmente esclarecidos é impossível. Alguns dizem que ser ignorante é uma questão da pessoa querer ser ignorante.

Admitir que, no Brasil, ser ignorante é uma questão de opção, tem sentido.

Neste momento, sinto-me derrotado. Ver o tal Jefferson posando resgatado da ética e da moral, ao ver a filha, acusada em diversos delitos e delações, nomeada ministra de estado é deprimente. Queria saber onde aperto o botão da OPÇÃO de ser ignorante e não entender nada deste assunto. Fico pensando como a maioria das pessoas consegue Ser assim. Alienação pouca é bobagem.

Analfabeto político

Mas, como sou brasileiro e não desisto nunca, chego no primeiro ambiente e puxo a discussão:

–  e a filha do Jefferson ?

– Quem é Jefferson?

Desisto no segundo ambiente. Realmente, este tipo de situação dá para (des)qualificar e identificar coxinhas e paneleiras, sem erro. Se escondem. Não tem opinião. Mostram o quanto são ignorantes.

Ignorância e Progresso tupiniquim

Ao ver o presidente golpista falando de progresso, de investimentos, retomada da economia. Ao ler e ouvir palestras do ministro da Economia repetindo a fala do presidente, lembro de Bretch e Brecha. Não consigo me lembrar se o próprio Juvemário era o redator dos textos e quem escolheu o nome do personagem, mas tenho a certeza de que existia Muita profundidade nos textos (nos áureos tempos da ditadura) e que hoje o nosso humor é um lixo e voltado para ignorantes pouco progressistas.

Veeeeeenha !!!

Do mesmo personagem, o bordão “veeeeeenha” indicava que ele estava apto a responder qualquer pergunta do professor Raimundo. A sua sapiência permitia criticar a ignorância e progresso se confundiam.

Ouso dizer que a falta de educação dada às crianças e adolescentes, a retirada de disciplinas como educação musical, filosofia e outras dos currículos, a discussão imbecil sobre “escola sem partido” e outras igualmente diversionistas, nos colocou onde estamos. Ignorantes e falsamente iludidos com oi progresso de poucos.

A pergunta é: vai melhorar ou piorar?

Num ano eleitoral, em que Roberto Jefferson chora diante das câmeras pela nomeação de sua filha como ministra de uma pasta de altíssima relevância, revela um pouco da resposta.

Num início de ano em que o governo federal corta 15 bilhões de pesquisa e ciência e doa 13 bilhões para emendas parlamentares, revela muito da resposta.

Quando vemos um secretário de cultura (Lazaroni, PMDB-RJ) votar a favor de deputado criminoso tentando citar Bertolt Bretch e se referenciando a Bertoldo Brecha (personagem da Escolinha do Prof. Raimundo), vemos o que dá pensar em ignorância e progresso e estudar em cartilhas ditadas por ignorantes.

 

Charge: Blog Chebolas

Pedido de Doação

Assim como no ano velho, reitero meu pedido.

Meu irmão está precisando de doadores de sangue (qualquer tipo e fator). Só assim, ele e muitos outros pacientes que precisam de sangue para transfusão ou de hemoderivados, conseguirão prosseguir com seus tratamentos. E poderão ter a esperança de uma melhoria e retomada da normalidade em suas vidas.

#DoeSangue

Carlos Henrique de Oliveira (paciente do Hospital Mater Dei)

Hemoter – Banco de Sangue

Hemoter recebe doações para pacientes que estão internados em diversos hospitais. A doação pode ser realizada para paciente específico ou voluntário para o banco de sangue.

Horário: 8h às 13h, segunda-feira a sábado (sábado, somente com agendamento prévio pelo telefone).

Endereço: Rua Juiz de Fora, 861, Barro Preto – Belo Horizonte.

Telefone: (31) 3295-4584

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *