Stand Up- Filosofia do Humor

Stand Up filosófico

Humor

Atualmente, Stand Up é algum tipo de humor. Eu diria que é mais do mesmo. Piorado é claro.

Há muitos anos, pratico algumas ações que são mal entendidas. Uma delas é relacionada à minha posição quanto a assuntos profissionais. Sempre declarei, sem saber muito porque, que não gostava de ficar com sorrisos democráticos nas empresas e relações profissionais, pois achava que são falsos. Sempre fui taxado de mal humorado.

Em julho de 2012 sofri um acidente que me deixou 9 meses de cama sob tratamento, lambendo as feridas, e estudando. Estudei questões tecnológicas, novidades up to date, e filosofia. É muito complexo ficar 24 horas numa cama se fazer nada ou vendo TV aberta. A internet e as leituras através da Internet me salvaram do tédio.

Filosofia do Humor

Nestas leituras encontrei muitas coisas interessantes, que estarão reproduzidas e descritas no blog Reticências, de enfase filosófica do cotidiano. Especialmente sobre as redes sociais. Uma das novidades mais curiosas que aprendi foi a denominada Filosofia do Humor e as suas especializações (teorias).

É atribuído a Sócrates ( o filósofo, não o jogador brasileiro !) a frase que diz “conhece a ti mesmo e conhecerás o Universo e os deuses“, cada religião, cultura ou linha de pensamento, tem sua versão na mesma linha de raciocínio.  Sun Tzu e Maquiavel diziam que para derrotar seu inimigo, deveria conhecer a ti mesmo, nas fraquezas e virtudes. Venho tentando conhecer a mim mesmo, sem precisar de ajuda especializada, o que é um sacrilégio para alguns que não tem esta capacidade.

Bem humorado

Assim, ajudado pela filosofia, especialmente pelo capítulo da Filosofia do Humor, passei a entender que, desde Platão, aquele riso fácil, tinha lá seus significados. A filosofia evoluiu muito. Ajuda a entender, por exemplo, como tem gente que acha graça em alguns patetas do stand up, muito na moda nas TVs abertas e em qualquer espaço que caiba duas dúzias de amigos.

Conheço muita gente que não compreende porque eu não fico rindo de algumas piadas velhas e sem graça. Não entendem porque não fico maravilhado quando vejo alguém relatando alguma cena do cotidiano, que acontece todos os dias, no mundo inteiro, e não conseguem ver como não acho graça em coisas que já li no “Ria se puder” e outras seções da revista Seleções do Reader´s Digest (MUITO MELHOR do que qualquer palhaço de stand up).

Destaco que existem exceções, raras, mas existem. Stand Up tem bons redatores. Geralmente sub utilizados. Mas existem. Aqui no Brasil menos, muito menos. Não fosse o politicamente incorreto, morreriam de fome. Se perguntar a eles sobre Filosofia do Humor, não sabem nem o que dizer.

Teorias

Ao estudar a teoria passei a entender frases como “rir é o melhor remédio” e outras falácias como “movimenta-se menos músculos para rir do que para chorar”. Passei a entender porque pessoas me classificam como mal humorado ou com “eterno” mau humor. Não sabem o que dizem. Pode parece arrogante? Não é.

A Filosofia do Humor trata do tema com muita propriedade e seriedade. Suas teorias, resumidas (indevidamente!) em Teoria da Superioridade, Teoria do Alívio, Teoria da Incongruência são muito interessantes de estudar. Um auto-estudo? Sim. E aí sinto um prazer enorme em me ver como uma metamorfose ambulante em termos de humor.

Stand Up

Recomendo a todos. Leiam, principalmente os adoradores de stand up, sobre Filosofia do Humor. Parem de rir atoa, parem com a bobagem e hipocrisia de sorrisos democráticos. Sorriam, riam, divirtam-se (o que não tem nada a ver com mau ou bom humor), mas entendam o humor dos outros. É magnífico entender esta filosofia. Até melhorei meu humor aos olhos dos outros.

Estereótipos atribuídos aos outros como “gente mal humorada” é das maiores defesas de ignorantes. Desviam a atenção de todos da própria ignorância para cometer a falácia de “envenenar o poço”. Nunca mais vejam qualquer stand up ou similar com os mesmos olhos. Leiam !

 

Imagem: Reprodução Internet

Pedido de Doação

Dois anos após, reitero meu pedido inicial.

Meu irmão está precisando de doadores de sangue (qualquer tipo e fator). Só assim, ele e muitos outros pacientes que precisam de sangue para transfusão ou de hemoderivados, conseguirão prosseguir com seus tratamentos. E poderão ter a esperança de uma melhoria e retomada da normalidade em suas vidas.

#DoeSangue

Carlos Henrique de Oliveira (paciente do Hospital Mater Dei)

Hemoter – Banco de Sangue

Hemoter recebe doações para pacientes que estão internados em diversos hospitais. A doação pode ser realizada para paciente específico ou voluntário para o banco de sangue.

Horário: 8h às 13h, segunda-feira a sábado (sábado, somente com agendamento prévio pelo telefone).

Endereço: Rua Juiz de Fora, 861, Barro Preto – Belo Horizonte.

Telefone: (31) 3295-4584

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.