Política Tupiniquim - Voltaire Cético

Política Tupiniquim à moda de Voltaire

Voltaire

Em primeiro lugar, a política tupiniquim precisa de um François-Marie Arouet (aka Voltaire) com extrema urgência

É inconcebível que tenhamos perdido tanto tempo e não aparece ninguém para fazer as vezes de Voltaire, como na Europa.

O cara nem se chamava Voltaire (um dia escreverei sobre as lendas de como ele adotou este nome – ainda não estudei o suficiente). Mas o Brasil precisa há muito de alguém que não aceite barato a intolerância religiosa e a intolerância às opiniões. Em outras palavras, o que temos lido nas redes sociais é quase o fundo do poço e pode piorar muito.

A Voltaire é atribuída uma frase que ele, literalmente, nunca escreveu.

Já escrevi, anteriormente,  coisa parecida com aquele papo de “… Posso não concordar com nenhuma palavra do que você disse, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-lo …”. não é da lavra dele, podia ser,  mas não é, talvez um erro de tradução de Evelyn Hall. É uma falsa citação, atribuída a Voltaire, compartilhada como verdade.

Contudo, precisamos de alguém para ensinar isto e mostrar para algumas pessoas que a educação e a política tupiniquim não vão melhorar se não tivermos muitos “Voltaires” no Brasil.

Política Tupiniquim

Em suma, insuportável é como avalio discutir política tupiniquim em tempos de redes sociais.

Depois do golpe (o de 2016 e não do de 1964), virou um samba do crioulo doido (certamente, a expressão é politicamente incorreta, mas vou deixar assim mesmo ! ).

Alguns déspotas esclarecidos escrevem uma merda qualquer e teleguiados saem compartilhando. Aí os compartilhadores boqueiam comentários que não são de seus amigos; e, com toda a certeza, os amigos que não concordam e resolvem escrever alguma coisa, são bloqueados.

A falsa democracia que Voltaire definia como “a estupidez das massas”, saiu da frente da TV e ganhou o mundo. Um monte de gente achando que vive numa democracia só porque vota numa maquininha do mal, que chama de “urna eletrônica” e participam de enquetes e votações de BBB.

Eleitores brasileiros não passam de teletapados.

E não adianta explicar; os inocentes acham que sabem de tudo; podem tudo e, portanto, ai daquele que resolver contraditar. Dizem que o jogo se chama treta. Está impossível e, como se não bastasse, vejo gente escrevendo sobre socialismo e comunismo, acusando outros de ateu só para defender a opção de escolha de igrejinha ou político de estimação.

Voltaire era uma sumidade, viveu em tempos difíceis. Foi preso, perseguido e outras coisas que vemos hoje em quem fala a verdade.

Um filósofo contemporâneo de redes sociais diz que: “… quer fazer inimigos em grupos e redes sociais? Escreva uma verdade incômoda ! “.

Desse modo, é uma frase filosoficamente lapidar.

Hedonismo na Política Tupiniquim

Escrevi posts, para não ser politicamente incorreto, falando do hedonismo oco destas pessoas. Arrumei inimigos e alguns até hoje não entenderam o que é hedonismo.

Neste sentido, sigo as premissas de Voltaire que são sempre aplicáveis nas redes sociais. Os neófitos cagam e andam para o coletivo; pensam que o mundo tem que girar de acordo com seus desejos e vontades pessoais. Uma cabeça oca é capaz de achar que se alguém falou que o movimento negro endeusa alguém e rejeita outrem, é porque é verdade, ele pode compartilhar e ninguém pode ser questionar. O que venho escrevendo sobre hedonismo é mais do que real – ver “A Geração do Hedonismo Oco

Precisamos de centenas de “Voltaires”, entretanto, o problema é que não temos nem uma dúzia de seres pensantes. Os poucos que temos renderam-se e fogem de qualquer treta. Ficou proibido questionar em rede social, e não demora um minuto e aparece um retardado para te rotular e desviar do assunto.

Não tem como evoluir se não formos céticos.

Enfim, um certo prêmio Nobel que deu aulas no Brasil e que disse que não sairemos do lugar está coberto de razão. Não pesquisamos e experimentamos nada e, por outro lado, quem pesquisa e pensa é limado, como Voltaire foi.

A política tupiniquim não suportaria uma eleição com “Voltaires”; e a patuleia que vota não vota em nenhum Voltaire.

Afinal, assim caminha a humanidade e a política tupiniquim.

Ao menos tente ser cético e acredite que a terra não é plana.

Feliz eleições 2018 !

 

Imagem: Reprodução Internet

Nota do Autor

Reitero, dentre outras, o pedido feito em muitos textos deste blog e presente na página de “Advertências“.

  • Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindas.
  • Coloquem aqui, nos comentários ou na página do Facebook, associada a este Blog, certamente serão todos lidos e avaliados.
  • Alguns textos são revisados, outros apresentam erros (inclusive ortográficos) e que vão sendo corrigidos à medida que tornam-se erros graves (inclusive históricos).
  • Algumas passagens e citações podem parecer estranhas mas fazem parte ou referenciam-se a textos ainda inéditos.

Agradeço a compreensão de todos e compreendo os que acham que escrevo coisas difíceis de entender, é parte do “jogo”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.