Política Tupiniquim - Voltaire Cético

Política Tupiniquim à moda de Voltaire

Voltaire

A política tupiniquim precisa de um Voltaire. É inconcebível que tenhamos perdido tanto tempo e não aparece ninguém para fazer as vezes de Voltaire como na Europa. O cara nem se chamava Voltaire (um dia escreverei sobre as lendas de como ele adotou este nome – ainda não estudei o suficiente). Mas o Brasil precisa há muito e alguém que não aceite barato a intolerância religiosa e a intolerância às opiniões, como temos visto nas redes sociais.

A Voltaire é atribuída uma frase que ele nunca escreveu. Já escrevei coisa parecida, mas frase como atribuída a ele, nunca foi dita ou escrita.

Aquele papo de “… Posso não concordar com nenhuma palavra do que você disse, mas defenderei até a morte o seu direito de dizê-lo ..” não é da lavra dele, podia ser,  mas não é. É uma falsa citação, atribuída a Voltaire, compartilhada como verdade. E precisamos de alguém para ensinar isto e mostrar para algumas pessoas que a educação e a política tupiniquim não vai melhorar se não tivermos muitos Voltaires no Brasil.

Política Tupiniquim

Insuportável, é como avalio discutir política tupiniquim em tempos de redes sociais. Depois do golpe (o de 2016 e não do de 1964), virou um samba do crioulo doido (tá, é politicamente incorreto, mas vou deixar assim mesmo!). Alguns déspotas esclarecidos escrevem uma merda qualquer e teleguiados saem compartilhando. Aí os compartilhadores boqueiam comentários que não são de seus amigos e os amigos que não concordam e resolvem escrever alguma coisa, são bloqueados.

A falsa democracia que Voltaire definia como “a estupidez das massas”, saiu da frente da TV e ganhou o mundo. Um monte de gente achando que vive numa democracia só porque vota numa maquininha do mal, que chama de urna eletrônica e participam de enquetes e votações de BBB. Não passam de teletapados.

E não adianta explicar. Acham que sabem de tudo  podem tudo. Mas ai daquele que resolver contraditar. DIzem que é treta. Está impossível. Vejo gente falando de socialismo e comunismo, acusando outros de ateu só para defender a opção de escolha de igrejinha.

Voltaire era uma sumidade. Viveu em tempos difíceis. Foi preso, perseguido e outras coisas que vemos hoje em quem fala a verdade. Um filósofo contemporâneo de redes sociais diz que: “… quer fazer inimigos em grupos e redes sociais? Escreva ma verdade ! “. É lapidar.

Hedonismo

Escrevi posts, para não ser politicamente incorreto, falando do hedonismo oco destas pessoas. Arrumei inimigos e alguns até hoje não entenderam o que é hedonismo.

Neste sentido, sigo as premissas de Voltaire são presentes nas redes sociais. Cagam e andam para o coletivo. Acham que o mundo tem que girar de acordo com seus desejos e vontades pessoais. Uma cabeça oca é capaz de achar que se alguém falou que o movimento negro endeusa alguém e rejeita outrem, é porque é verdade, ele pode compartilhar e ninguém pode ser questionar.

Precisamos de centenas de Voltaires. O problema é que não temos nem uma dúzia. Os poucos que temos renderam-se e fogem de qualquer treta. Ficou proibido questionar em rede social. Não demora um minuto e aparece um retardado para te rotular e desviar do assunto.

Não tem como evoluir se não formos céticos. Tem razão um prêmio Nobel que deu aulas no Brasil e que disse que não sairemos do lugar. Não pesquisamos e experimentamos nada. Quem pesquisa e quem pensa é limado, como Voltaire foi. A política tupiniquim não suportaria uma eleição com Voltaires. E a patuleia que vota não vota em nenhum Voltaire.

E assim caminha a humanidade e a política tupiniquim. Feliz eleições 2018 ! Seja cético !

 

Imagem: Reprodução Internet

Pedido de Doação

Meu irmão está precisando de doadores de sangue (qualquer tipo e fator). Só assim, ele e muitos outros pacientes que precisam de sangue para transfusão ou de hemoderivados, conseguirão prosseguir com seus tratamentos. E poderão ter a esperança de uma melhoria e retomada da normalidade em suas vidas.

#DoeSangue

Carlos Henrique de Oliveira (paciente do Hospital Mater Dei)

Hemoter – Banco de Sangue

Hemoter recebe doações para pacientes que estão internados em diversos hospitais. A doação pode ser realizada para paciente específico ou voluntário para o banco de sangue.

Horário: 8h às 13h, segunda-feira a sábado (sábado, somente com agendamento prévio pelo telefone).

Endereço: Rua Juiz de Fora, 861, Barro Preto – Belo Horizonte.

Telefone: (31) 3295-4584

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.