A conta do golpe e o Pato de Troia

A conta do golpe tupiniquim

Certo x Errado

A conta do golpe aplicado em 2012 é líquida e certa. Mesmo que, para os filósofos, seja uma questão de ética, muitos cidadãos brasileiros que apoiaram o golpe se omitem. A princípio, a maioria destes cidadãos servis buscam somente  seu lugarzinho ao sol. Além disso, desejam se diferenciar da senzala. De maneira abjeta apoiam coisas erradas e aéticas, uma vez que sempre apontam seus dedinhos sujos na direção dos outros. Esses serviçais de golpistas buscam sua sobrevivência, a qualquer custo. Sonham em ser capitães do mato.

De acordo com um comentarista esportivo mineiro, já falecido, “… no Brasil, o errado é que é o certo …”.  Ele talvez estivesse avisando que a passividade do povão alimentava estes arroubos.

Ora, ora, ora, Tim Maia preconizou, e está sendo comprovado, “… não pode dar certo …”.

Filosoficamente falando, não existe o errado e o certo !

A conta do golpe

Só patinhos (daqueles amarelos) acreditavam que estava tudo certo. Vocês, patinhos e teleguiados, não perceberam ou se omitem criminosamente, mas a conta do golpe chegou.

Passo a Passo

Certamente, cada leitor mais atento, teria outras evidências, algumas até mais robustas dos que as indicações que faço. Entretanto, uma coisa é certa: para questionar estes indicativos, tem que ter muito a dizer. Não farei as contas para comparar com o caso da “Lava Jato”. É cruel e inútil. Não apenas do ponto de vista econômico quanto sob a ótica política e democrática, fomos ferrados.

Tunga da OI

Enquanto o golpe estava sendo urdido nos porões de lojas, lojinhas e lojões, a OI dava calotes financeiros e operacionais. A conta chegou a  R$ 65 bilhões. Preliminarmente, escrevi sobre isto no post “Tunga Penetrans na viúva” em junho de 2016. Era só o começo. E a mídia esqueceu-se do assunto. Afinal, eles possuíam grandes créditos junto à empresa de telefonia privatizada. Alguém tinha dúvidas que o governo golpista iria pagar a conta junto a bancos e fornecedores?

Pegue a sua calculadora e comece a somar a conta do golpe. Estimativa de R$ 65 Bi, uma vez que, só nesta tunga, o valor total é superior.

Pré-Sal

É provável que Pasadena e outras coisas relacionadas a petróleo, passaram a fazer parte do dia-a-dia do imaginário popular por causa da mídia de massa. Suponhamos que a refinaria tenha tido um investimento de U$1,3 bilhão. Imaginemos um prejuízo de U$1 bilhão. Tomando o caso da OI, citado, seria 10 vezes menor o prejuízo. Mesmo que o risco de um negócio não pode (pelo menos não deveria) ser comparado com uma tunga como a da empresa de telefonia privatizada. Pasadena virou bandeira de moralidade e a conta começa a ficar salgada.

Neste ínterim, o golpe tira a presidenta porque ela queria destinar dinheiro do pré-sal para saúde e educação. Anteriormente ao golpe não podia, agora pode.

E os acordos dos golpistas com o capital transnacional?

A realização dos leilões do pré-sal constituem-se no maior escândalo mundial de entrega de riquezas de um país.  Até estudos da FIESP indicaram prejuízos para a economia e empresas nacionais, se é que podemos acreditar naquela instituição.

Mais um valor para a conta do golpe: As isenções fiscais podem chegar R$ 1 trilhão, a saber ( comece a usar números exponenciais ! ). Mesmo que os “deságios” tenham sido vistos como positivos, pela mídia, a conta é pesada.

Muy amicos

A desigualdade social econômica do país nunca foi tão absurda. Enquanto o dinheiro do bolsa família é questionado por fariseus e serviçais de déspotas, benesses para os amigos do poder não aparecem na mídia e nas discussões de redes sociais. Os beneficiários não deixam seu “povinho” falar desses assuntos.

Desde jogadores de futebol com seus “perdões” de dívidas a pretexto de “dúvidas e erros processuais” até empresários sonegadores e que compram benesses, perdões e remissões em instâncias como o CARF. A lista é pequena, mas os valores são extraordinários.

A mídia repercutiu, indevidamente, e como cortina de fumaça, o tal perdão de dívida do jogador Neymar. Nem perco tempo discutindo este caso, entretanto, serviu para entender melhor como funciona o perdão da dívida de outros setores como, por exemplo, dos grandes produtores rurais.

Com toda a certeza, o golpista-em-chefe comprou fidelidade da chamada “bancada ruralista”, que poderia facilmente ser tipificada  no crime de formação de quadrilha. Com o perdão de dívidas junto à Previdência ( querem que eu explique sobre de onde vem o rombo ? ) o “coiso” foi beneficiado, pois venceu uma votação que poderia tê-lo afastado do cargo.

Dividas de jogadores e gente do futebol é troco. Aos amigos, tudo. Aos inimigos, os rigores da lei. Aos tolos, as batatas !

Mais um valor para a conta do golpe: A estimativa de R$ 10 Bi só em dívidas já registradas até então. Este benefício é menor e somente para os grandes devedores.

Bancos privados

Neste caso, o perdão concedido aos bancos é criminoso. Só no ano de 2017, a conta do perdão é próxima ou supera os R$ 27 bilhões.

Mas como bancos devem este valor ?

É simples, existem pessoas que fazem contas de sonegação. A Receita descobre inconsistência (bem hipócrita !) e autua. Inclusive, é neste momento que entram em cena os rábulas, lobistas e outros bichos da fauna. Recursos e protelações, até cair no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (CARF). Uma vez que seus integrantes são  devidamente mapeados e no bolso, tá tudo dominado. Somente com processos na condição de beneficiado, o banco Itaú deixou de pagar R$ 25 bilhões em Imposto de Renda e Contribuições Sociais.

Mais um valor para a conta do golpe. Os números superam, tranquilamente, a casa dos R$ 30 bilhões. É provável que a sua calculadora nem esteja funcionando mais.

Conta de Luz

Jabuti ou contrabando são dois termos comuns nos corredores de qualquer esfera do Legislativo tupiniquim. Significam quase a mesma coisa, ou seja, são artigos inseridos numa medida provisória ou projeto de lei, que não tem nada a ver com a origem do mecanismo legal, mas que são “moeda de troca” para aprovação do normativo. A criação de MP´s em substituição aos Decretos-Lei, proporcionou este tipo de falcatrua consentida e federalizada. E tome processos e advogados com ADI´s, ADIN´se outros mecanismos que só beneficiam quem faz leis com lacunas ou mal feitas. E tome dinheiro público, mal utilizado, se bem que é um sustentáculo do Poder Judiciário.

Caso a Medida Provisória 814/2017 seja aprovada, a fim de desvirtuá-la foi adulterada de 3 artigos iniciais para mais de 25, teremos um desastre, para o consumidor. A arapuca, também conhecida como MP das Distribuidoras da Eletrobrás, desvia recursos do pré-sal, e coloca um ônus para todos que pagam uma conta de luz. O valor anual decorrente da MP seria superior a R$ 5 bilhões.

Por isso, pode somar (+) um valor para a conta do golpe: Superior a R$ 5 Bi a serem pagos por todos os consumidores que são obrigados a pagar suas contas de energia, religiosamente em dia. Está acionada a bandeira amarela, ou seja, da cor dos patos.

Bolsa Família

Para não dizer que não falei de flores, tem um aumento que é “do bem”. Depois de ficar dois anos sem reajuste, o Bolsa-Família terá um pequeno reajuste. Poderia chegar bem próximo dos 3% – Aliás, a série original Netflix “3%” está com sua segunda temporada em exibição, bem a propósito do tema deste post..

Os beneficiários são muitos, mas o reajuste pode provocar um “rombo” nas contas públicas. É certo que o benefício tem que ser concedido, afinal estamos perto das eleições. O último reajuste foi dado antes das eleições de 2016, após o golpe. Era necessário.

Em tempos de redução de salário mínimo nacional, um reajuste destes, segundo o golpista-em-chefe, destina-se a “.. incluir ou reincluir as pessoas na vida social brasileira …”. Por outro lado, quando vejo capitães do mato, nas redes sociais, atacando o bolsa família e o SUS, tenho a certeza, este não é um país de todos.

Mais um valor para a conta do golpe: A estimativa é que o gasto seja pouco superior a R$ 2 Bi por ano. Como este benefício atende a mais de 50 milhões de brasileiros. Acima de tudo, sendo um ano eleitoral, é primordial garantir muitos beneficiários. Pode usar este valor com a tecla de menos (-) da sua calculadora.

Eleições 2018

Será possível que vocês ainda não entenderam?

Uma vez que a eleição de 2014 foi anulada por um golpe, não há como voltar atrás. Os derrotados anunciaram que não iriam deixar a presidenta eleita trabalhar. Cumpriram a promessa e foram além, retiraram-na do cargo (onde não detinha poder nenhum!). O crime?  Pagar bolsa-família e ser acusada de “Crime de Responsabilidade“.

Certamente, colocaram na mídia a operação “Lava Jato” da foma como os rábulas concursados determinaram. Um juiz de 1a. instância manda mais do que um tribunal federal. A “Ordem” a que ele obedece não é a de advogados.

A cronologia, e a conta do golpe, é simples: 2012 e 2013 com patos e patetas na rua; 2014 com eleições que deveriam ter outro vencedor; 2015 e 2016 com golpe; 2017 com o propósito de entregar nossas riquezas e desvio de dinheiro grosso; e 2018 com novas eleições financiadas pelos recursos auferidos com o golpe. Inicia-se um novo período de tranquilidade.

Enfim, democracia que é bom, nunca mais ! (Tivemos algum dia?). Não perca seu tempo fazendo contas, é inútil.

Agora, pague a conta, seu pato !

 

Charge: Márcio Baraldi

P. S. – Faço este pedido na página de apresentação, entretanto, gostaria de repeti-lo aqui. Qualquer observação, sugestão, indicação de erro e outros, podem colocar nos comentários aqui ou na página do Facebook

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.