Dia do Trabalhador - Sebastião Salgado

Dia do Trabalhador ou do Trabalho ?

Dedicado a você

1º de maio é dia do trabalho ou dia do trabalhador ?

Escrevi, anteriormente, sobre esta atrocidade que é atribuir um dia para homenagear alguma coisa ou alguém. Supondo que exista uma dia do Trabalhador (neste blog em 2016) ou do trabalho, é provável que o Capital seja o tema antagônico. Existe um “dia do capital” ? Inegavelmente, a resposta é NÃO !

Tem dia das mães, crianças, pais, papai noel, coelhinho da páscoa, todos destinados a “comemorações” comerciais. Embora alguns deles sejam classificados como Internacionais, a maioria é proibida em determinados países, dependendo do regime político ou predominância religiosa.

Além disso, existem as datas comemorativas ditas sociais, com alguma história por trás, consciência negra, mulheres,dos trabalhadores etc.

Em resumo, se é necessário uma data específica sobre qualquer tema, é porque muita gente está sendo enganada.

Black Friday

Será que os capitalistas, marqueteiros e consumidores sabem a origem do termo Black Friday ?

Certamente, a maioria absurda não tem nem ideia. Mas sai comemorando a enganação que se tornou esta data.

Black Friday  ficou conhecida por uma sexta-feira, em 11 de novembro de 1887, uma vez que, quatro trabalhadores foram enforcados. Assassinados, por crimes que não cometeram, numa sexta negra na história dos Estados Unidos e do mundo.

Anteriormente, um ano antes, no 1º de Maio, um grupo de trabalhadores iniciou uma greve que teve desdobramentos violentos. A polícia a serviço dos capitalistas e os anarquistas lutando por seus direitos. Enquanto isto, um ano depois, no Brasil a Princesa Isabel assinava a Lei Áurea.

Entendam, black friday não é algo bom, uma vez que, desde a origem tem conceitos errados.

Dia do Trabalhador

Em 1889 a Internacional Socialista iniciou o movimento para considerar o 1º de Maio o dia internacional de luta pela jornada de oito horas de trabalho. Em 1891, na França, com o propósito de homenagear as lutas sindicais de Chicago (EUA), provocou a morte de trabalhadores. Consequentemente, duzentos anos atrás, os franceses reconheceram oficialmente a data “comemorativa” e a jornada de 8 horas de trabalho diária. A Rússia fez o mesmo em 1920. Contudo, cem anos depois, no Brasil, retira-se direitos dos trabalhadores com uma flexibilidade elevada da  precarização nas condições de trabalho.

Em outras palavras, estamos retornando ao obscurantismo laboral da Idade Média.

Certamente, eu poderia escrever ou transcrever longos ensaios sobre o tema, não o farei. A situação não é para isto. Entretanto, fico extremamente preocupado com a manipulação de massa de trabalhadores e com a exploração do homem pelo homem. De fato, o que outrora foi uma exploração de trabalho e suor, incluindo lágrimas e sangue, virou exploração de corações e mentes.

Terra e Trabalho para todos !

 

Imagem: Sebastião Salgado

P. S. – Faço este pedido na página de apresentação, entretanto, gostaria de repeti-lo aqui. Qualquer observação, sugestão, indicação de erro e outros, podem colocar nos comentários aqui ou na página do Facebook

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *