Justiça para tolos

A justiça para tolos

Justiça para Todos

Em primeiro lugar, o título do post é justiça para toLos, exatamente assim. O título desta seção é Justiça para toDos, sobretudo porque serve de mote e chiste para este post. No caso do quase homônimo, trata-se de um filme “… E Justiça para todos” (do original “And Justice for all“.

Além disso, no filme, uma produção estadunidense de 1979, um advogado idealista luta pela justiça. Ele protagonizou uma briga com um juiz, tendo, inclusive, sido preso, para depois defender o próprio julgador.

Santa inocência, Batman ! Surreal !

Do mesmo modo, um advogado idealista acreditando na justiça isenta?

Só em filme de Hollywood!

Justiça para Tolos

Percebo uma desfaçatez enorme, da justiça tupiniquim, ante aos princípios de uma  justiça que deveria ser para todos. A justiça para tolos impera no país, uma vez que cada caso é pior do que o outro. Nosso dia-a-dia nas redes sociais reforça o dito popular de que “… cadeia é para preto, pobre e puta …”.

A INjustiça brasileira é para quase todos, outrossim, a real Justiça é para tolos.

Uma fantasia !

Virou rotina. Sexta-feira sem novidade na Globo ou final de semana sem que a Veja publique alguma “bomba”, não é a mesma coisa. O palanque do judiciário tem que ficar aberto, mesmo que seja para divulgar platitudes.

Doleiros no Comando

Foi deflagrada a operação “Câmbio, Desligo”. Uma dentre as dezenas de etapas da “Lava Jato”. Por enquanto, nada de mais. Entretanto, esta tem uma peculiaridade. Foi pra cima do maior doleiro do país, que deve ter sido avisado e está foragido. Prendeu ou conduziu coercitivamente, muitos doleiros, mulas, laranjas e uma extensa fauna de servos e capitães-do-mato. Inclusive, anunciam que os valores envolvidos, ao menos destes vinte maiores doleiros, são superiores aos que movimentava Youssef. Mas este delator já está protegido pela “justiça” do Paraná, a mesma dos casos Banestado e Petrobrás.

Talvez, mais um caso da justiça para tolos ?

Capitão do Mato

Ainda falando de casos recentes, temos o capitão-do-mato com atuação em redes sociais. Aquela história de que juiz se manifesta nos autos e investigador não se pronuncia sobre casos em andamento, virou lenda. Se bem que não tem sido sempre assim. Agradar poderosos é necessário.

Por exemplo, tomemos o caso de um delegado da Polícia Federal, ex-presidente da Associação dos Delegados da Polícia Federal no Paraná. Militante anti-petista fervoroso, daqueles de rede social, apoiador do procurador Deltan Delagnol, e com frases e impropérios dignos de crime no exercício de função pública.

Com o propósito de deixar sua filha tranquila e livre do incômodo som dos manifestantes no  acampamento de apoio ao ex-presidente Lula. Foi lá, quebrou o equipamento de som, empurrou pessoas, correu para a proteção da Polícia Federal, filmou integrantes do movimento e ficou protegido.

Dizem as más línguas que ele agiu assim para ganhar simpatia dos eleitores. Como já havia sido candidato anteriormente, agora quer ser deputado na onda do acampamento. Alguns previram que a candidatura dele vai ser como a do “porteiro do Triplex”.

Enfim, não existe justiça para tolos e nem para capitães-do-mato !

Foro Privilegiado

O STF,  ou instância que o valha, aprovou a fim do foro privilegiado. Com efeito, mais uma cortina de fumaça da nossa injustiça brasileira, que comprova, mais do que nunca, a justiça é para tolos.

Um caso interessante da injustiça brasileira. Com o foro privilegiado, na versão anterior, Eduardo Azeredo, ex-prefeito de Belo Horizonte, ex-governador, ex-senador e então deputado federal, renunciou. Se tivesse foro privilegiado ele seria julgado pelo “mensalão mineiro” no STF. Naquele momento, seria como gasolina na fogueira do Mensalão. Anteriormente à renúncia, o processo contra o ex-governador não seria julgado pela justiça de Minas.

A situação, de momento, é que o ex-deputado vá ganhando prazos (lembre-se que a prisão se condenado em 2a instância tá valendo !) – há controvérsias em Minas ! Assim ele  pode atingir uma idade em que ele não precise ficar preso.

Mas o mais engraçado é ver alguns pulhas de rede sociais e adestrados que ficam com seus dedinhos em riste dizendo que não tem bandidos de estimação se calando ante a “transferência” das acusações do Senador Aécio Neves para a justiça mineira.

Será a justiça mineiro tão célere quanto o TRF-4 ?

Vamos aguardar !

Tudo Dominado

Não tem como negar. No Brasil, é sempre justiça para tolos. Está impossível ter qualquer esperança por mais que acreditemos nas pessoas e presenciemos coisas boas acontecendo.

Particularmente, perdi minhas esperanças por volta de 2008, dez anos atrás. Trabalhei dez anos em Brasília e alimentei a ilusão de que o STF fosse uma corte suprema e acima de tudo, ilibada.

Logo que cheguei ao planalto central, fui recepcionado com a nomeação de Gilmar Mendes. As primeiras intervenções daquele sinistro ministro me assustaram. Em conversa com o então ministro do STF, Joaquim Barbosa, ouvi dele algo que me tirou qualquer esperança de que o povo brasileiro tome jeito.

Só para não deixar que todos se esqueçam. Foro privilegiado para os rábulas concursados, permanecerá.

Sem dúvida, não vai dar certo !

 

Charge: Regis

P. S. – Faço este pedido na página de apresentação, entretanto, gostaria de repeti-lo aqui. Qualquer observação, sugestão, indicação de erro e outros, podem colocar nos comentários aqui ou na página do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *