Educação Permissiva - Todo mundo mente

Todo mundo mente

Teoria

Todo mundo mente, não eventualmente, mas sempre, era a frase favorita do protagonista do seriado “House“. Naquele enredo, um médico que faz diagnósticos de doenças em um hospital descobria doenças raras, desde que não fosse atormentado com mentiras de gente doente. Além disso, advogava a teoria de que não é necessário estar perto do paciente para saber o que ele tem.

Segundo o personagem, TODO MUNDO MENTE, ainda mais numa relação paciente-médico, o que só atrapalha o diagnóstico e,por conseguinte, prejudica outros pacientes e necessitados, usando recursos materiais e humanos indevidamente..

Nesse caso, as coisas são simples… desde que a mentira prejudicasse somente o paciente.

Mas algumas mentiras ou mentirinhas, quando envolvem terceiros, familiares ou não, passam a ter uma conotação diferente.

Todo mundo mente

Por exemplo, um caso real, uma menor de idade, sexo feminino, some de casa. Seus amigos adolescentes, professores e parentes usam das redes sociais para encontrá-la, uma vez que está na moda usar redes sociais coo rastilho de pólvora. Uma repercussão na mídia, polícia mobilizada e todo o aparato público, pago com o meu e o seu dinheiro, ainda que estejamos em tempos de intervenção militar e crescimento de feminicídio. Causa nobre, o trabalho da polícia, diriam alguns déspotas e serviçais em busca de subir na pirâmide social tupiniquim .

Posteriormente, a menor entra em contato com a mãe e conta a história do seu sumiço, com alguns detalhes sórdidos. Ela estava noutra cidade e fala que foi sequestrada.

Alívio geral. #SQN !

Mídia e pessoas envolvidas, com o propósito de encontrar a fujona – alguém tem noção de quantas pessoas compartilharam, divulgaram etc? pois é ! – repercutem agora o sequestro, segurança pública, irresponsabilidade das autoridades, sorte de tê-la encontrada viva etc.

Conforme relato da adolescente, ela assumiu que queria fugir de casa. Portanto, no dicionário da garota, ela queria somente “dar um tempo”, talvez se divertindo com sexo proibido, com algum maior de idade irresponsável, a não ser que tudo não tivesse passado de “coisa de adolescente”.

Pais parcimoniosos

A questão ganha as redes sociais e avança. Leio discussões sobre a legitimidade da mídia em identificar a menor, ainda que eu veja alguns arguindo os direitos de proteção à sua identidade. Não vi, entretanto, a responsabilidade dos pais na questão de alguém identificado como incapaz. Ao provocar a mobilização de recursos públicos e até privados, para tudo não passar de uma “coisa de adolescente”, beira crime.

Ao ouvir uma declaração da mãe, que diz em outras palavras que “… isto é coisa de adolescente e vamos pensar no futuro e o que importa é ela estar aqui em casa…” revela, na minha opinião, que a permissividade e irresponsabilidade paternas, serviram de educação para a filha menor. Em conclusão, os ditados de que “educação vem de berço” e o “tal pai, tal filho” servem, atualmente, como uma luva para nossa sociedade. Pais e filhos fazem o que querem, de acordo com a permissividade que lhes convêm e ainda querem arguir privacidade, proteção. Pais permissivos ao extremo estão criando filhos tiranos.

Dura Lex

Talvez exista lei pra isso. Existem tantas.  Então, que enquadrem TODOS, nos rigores da lei. E aquela mãe tinha que passar a defender a NÃO-redução da maioridade penal, senão a filha seria enquadrada e, por isso, pais ficam pedindo punição para os filhos dos outros, exceto os deles. Eventualmente, se condenada em primeira instância,  cumpriria a sentença numa cadeia. Ou a lei e os crimes cometidos não são para todo mundo?

Em outras palavras, é como disse um destes patetas em seu texto viral, “a culpa é SUA !!!

 

O novo perfil da delinquência é o resultado acabado da crise da família,

da educação permissiva e do bombardeio se setores do mundo do entretenimento

que se empenham em apagar qualquer vestígio de valores”

Carlos Alberto di Franco

Uma educação permissiva passa, igualmente, por liberar acesso às redes sociais, inclusive apoiando a falsidade ideológica de filhos. O compartilhamento de mentiras (fake news), virou hábito entre sociopatas. E estes desajustados, ganham proteção apoio dos pais. É provável que estejamos perto do ápice da imbecilidade humana. Compartilhamento de mentiras, apenas pela necessidade de estarem rodeados de “amigos”.

É o fim do mundo e, sem dúvida, todo mundo mente !

 

Charge: Chaunu

P. S. – Faço este pedido na página de apresentação, entretanto, gostaria de repeti-lo aqui. Qualquer observação, sugestão, indicação de erro e outros, podem colocar nos comentários aqui ou na página do Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.