Conceição Evaristo - Mulher Negra

Uma mulher negra na ABL

ABL

Academia Brasileira de Letras, ABL para os íntimos, é daquelas instituições que poderiam servir de trincheira contra os mandos e desmandos da vida pública. Entretanto, como todas as demais instituições que acabam sendo engolidas pelos sistema, sucumbiu. Em alguns casos, é provável que façam coisas piores, participem e sejam coniventes com os mecanismos deste sistema político. Desse modo, uma mulher negra, lutadora e inteligente é, a priori, discriminada.

É certo que os melhores e maiores escritores deste país passaram pela Academia. Não me recordo de nenhum que não tenha sido integrante e possa ser considerado “injustiçado”. A ideia de que a ABL é uma instituição democrática perdura. Nos últimos tempos as coisas ficaram bastante nebulosas nas indicações e “vencedores” da disputa por cadeiras. Nem faço muita questão de saber sobre os intramuros da instituição pois vejo como mais do mesmo.

No caso da democracia, demorou muito para a ABLJ ter mulheres e uma mulher negra, nem pensar. Certamente, existem muitos senões nos processos recentes de indicação e escolha. Fico imaginando se algum dos “Patronos” tivesse que vir do Além para referendar a admissão dos “candidatos”.

Na onda de “modernidade”, é provável que primeira mulher negra “Ad immortalitem” tenha assento no chá das quintas-feiras.

Além disso, é surpreendente o que um sistema de votação secreta pode fazer, mesmo com uma instituição que deveria prezar pela transparência histórica e factual …

Mulher Negra

Devemos comemorar, afinal, não é todo dia que uma mulher negra é cogitada para a ABL. Neste caso, a comemoração é sobre a indicação de Conceição Evaristo, escritora e ganhadora de Prêmio Jabuti. Prêmios são relevantes para certos nichos e reconhecimentos, nossa sociedade foi moldada assim. Contudo, não sou muito afeito a este tipo de pompa e circunstância.

Na condição de possível tataraneto de uma escrava, vejo que demorou muito para a mulher negra ter seus direito e outras “liberdades”. Conceição Evaristo, nascida em Beagá, vista com o estereótipo de “favelada”, é indicada a ocupar a cadeira número 7, cujo patrono é Castro Alves, o Poeta dos Escravos.

A escritora, de origem pobre, superou suas dificuldades com brilhantismo, notadamente porque começou a produzir literatura após os quarenta anos. Desta forma, na sua trajetória as questões de preconceito estão tatuadas na alma.

Suas opiniões são marcantes uma delas diz respeito àquilo que determinado candidato a presidente da república rosnou em entrevista recente.

Sobre a dívida histórica do Brasil com os negros

... Uma das formas de quitar esta dívida seria a formulação de políticas públicas 
para as comunidades negras, voltadas para a educação, a saúde e, também, na área de lazer ...

Conceição Evaristo (in Blog Universa)

Com toda a certeza, a candidata a uma cadeira na ABL tem mais consistência e inteligência do que o dito cujo e o baiano escritor aprovaria a eleição de uma mulher negra na ABL, com louvor.

Mulher Inspiradora

O que esta mulher negra diz é motivo de muita inspiração. Sua crítica a mulheres personagens negras, na obra de outros escritores é de uma lucidez impressionante. Por exemplo, o que ela avalia da personagem Gabriela, de Jorge Amado, deveria servir de reflexão para a mulher negra e de qualquer outra raça.

Algumas pessoas, certamente, como já fizeram, tentarão ver um viés de racismo da minha parte. Sei bem quem são aqueles que pensarão assim e não me importo, a limitação não é minha. Ficarão calados e isto só revela o quão são racistas e seus outros preconceitos. São iguais ao candidato à presidente da república que diz “…  não tenho dívida nenhuma com negro pois não escravizei ninguém …”, mas sempre lutou para ter sua empregadinha no quartinho e subindo no elevador de serviço, de preferência uma negrinha. Ver mulheres apoiando gente que manifesta desta forma é assustador.

Go ahead, Conceição Evaristo !

Imagem: Joyce Fonseca

P. S. – Reitero o pedido feito na página de “Advertências” deste espaço virtual. Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindas. Coloquem aqui nos comentários ou na página do Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.