Terceiro Turno - non ecziste

A farsa do terceiro turno

Em primeiro lugar, nas eleições de 2014 este blog não existia e determinadas coisas não poderiam ser escritas. Eu escrevia, anteriormente, em outros espaços e redes sociais com pouca capacidade de elaboração e debate. Naquele contexto, e mesmo nas eleições municipais de 2012, repercuti a expressão “terceiro turno”. A ideia central é de que segundo turno é ferramenta de uma democracia guiada. Como se não bastasse esta manipulação, surgem os maus perdedores para não deixar quem venceu nas urnas governar. Forjam um terceiro turno constante, criminoso, até as próximas eleições.

Democracia Guiada

Por isso, tenho escrito reiteradamente, que nunca vivemos numa democracia. Nossa independência guiada, a proclamação da nossa república foi armada. A nova república foi um arremedo de mudança, e evoluções como o voto das mulheres e outras minorias, nunca foi conquistada.

As mulheres levaram muito tempo para ter direito ao voto e todas as “concessões” dadas pelas oligarquias são migalhas. Imagina-se que estamos numa democracia porque vota-se numa máquina pra lá de suspeita. Um processo em que a segurança por obscurantismo é dada por decreto e propaganda enganosa.

Terceiro Turno

A adoção do segundo turno e reeleição em determinadas esferas é, sobretudo, clara manipulação eleitoreira. O “terceiro turno” virou ferramenta de manipulação em prol dos derrotados nas eleições, consolidou a farsa da eleição. Preocupa-se com a próxima eleição e deixa-se de lado o país, os estados e as cidades.

Com toda a certeza, em 2014, confiante na vitória, o candidato que viria a ser derrotado, arrotou união até descobrir que não ganhou. Tão logo viu-se derrotado, o menino mimado das oligarquias, declarou guerra e iniciado o terceiro turno. Começou pedindo uma improvável “recontagem” de votos e partiu para uma auditoria que teve seus resultados publicados num relatório bem curioso.

Logo após, em 2016, os candidatos aos executivos municipais, declararam aberta a guerra do do “terceiro turno” ainda no primeiro. Os casos de candidatos preteridos no primeiro turno, partirem para a oposição ou fazerem acordo, virou coisa “normal”.

Farsa

A farsa do terceiro turno prenuncia-se em 2018, com o propósito de dar ares de democracia ao país. Os preteridos num primeiro turno, afastam-se do processo, e pavimentam o início do terceiro turno. Junto com esta possibilidade, as negociações espúrias ganham espaço para tentar dar governabilidade ao eleito.

Enfim, a farsa eleitoral brasileira, alimenta as negociações para dar um pretenso ar de governabilidade e mudança. Não existe a mínima possibilidade e nem nada de novo, com estes mecanismos de eleição. Adicionalmente, a existência de um criminoso e falso “terceiro turno” impede quem ganhar de governar, como aconteceu em 2014.

Os próximos quatro anos dos governos estaduais e federal foram definidos nas eleições do dia 7 de outubro. Eleitor inútil, que imagina ser protagonista neste segundo turno, não tem a mínima ideia de como é guiado. Portanto, os tolos inúteis ficam posando de experts em processo eleitoral, entretanto, não passam de massa de manobra anabolizada.

O fim do mundo consolidou-se, conforme a profecia Maia, em 2012. Estamos vivendo fatos que as pessoas dizem “… é o fim do mundo …”. Eu digo que não, vocês estão confusos, o fim do mundo já foi, agora vivemos a explicitação da imbecilidade humana que aflora em cada um.

Falência

É muita gente mostrando claramente o que de pior o ser humano pode apresentar, uma vez que muitos estão saindo dos “armários”. Vejo até  parentes próximos, que nunca falaram de política, ter candidatos definidos. Estão incluídos nesta alcateia que decepciona e mostra características que nos deixa perdido e sem palavras.

Em resumo, o mundo acabou, nossa democracia guiada apodreceu e beócios e marombados estão tentando vencer o segundo turno. Eleições, redes sociais e imbecilidade humana, estão no comando. O fundo do poço ainda não chegou, e tem gente que tá achando tudo normal.

Em outras palavras, curtas e eivadas de simbologia: Indigna nação, e o ministério da vida e cidadania adverte: Terceiro turno é farsa ! Isto non ecziste !

 

Imagem: Reprodução Internet

P. S. – Reitero o pedido feito na página de “Advertências” deste espaço virtual. Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindas. Coloquem aqui nos comentários ou na página do Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.