Bestas do Apocalipse

Educação – Bestas do Apocalipse

Bibliófilo

Sou do tempo em que arma de brinquedo era liberada, particularmente nunca gostei, talvez porque minha mãe era professora. Sou do tempo em que admirar e colecionar figurinhas de um álbum chamado “História Natural” era o que mais motivava os alunos do “primário”. Para mim, bestas do apocalipse eram coisa de gente grande e eu não entendia direito.

Por outro lado, fico pensando nas palavras que tem como prefixo o radical biblio. Sou um bibliófilo. Se Biblio quer dizer livro e filo significa amor, paixão. Portanto, basta juntar o lé com o cré e, como amante da filosofia, sou apaixonado pela sabedoria e pelos livros.

Entretanto, os tempos são outros, duros e cada vez mais rasteiros e superficiais.

Bibliotecária

Uma das profissões e atividades que eu mais admirava quando criança era a de bibliotecária. Mas naquele tempo, todas as bibliotecárias era mulheres, pelo menos as que eu conhecia no meu pequeno universo. Até a adolescência era assim. Eu gostava de folhear livros, desde sempre, e imaginava que seria maravilhoso ganhar dinheiro folheando livros o dia inteiro. Por outro lado, muitos conhecidos e amigos imaginavam ser policiais – para dar tiro em bandidos e poderosos.

Depois que tornei-me adulto formei maior respeito pelo profissional de biblioteconomia, até arrisquei um mestrado em sistemas de informação. Trabalhei com uma bibliotecária maravilhosa, uma pena que ela foi extremamente desrespeitada por politiqueiros. Políticos déspotas, as verdadeiras bestas do apocalipse, forçaram que esta amiga do livro nos deixasse antes do “combinado”.

Bibliografia

Na linha do bibliófilo, bibliografia é tudo que o amante dos livros precisa. Não existe a mínima possibilidade de alguém bibliófilo fazer alguma espécie de censura, corte, vedação, restrição a alguma coisa que tenha ISBN. Digo que mesmo sem a existência de ISBN, um livro é uma coisa magnífica, e sem a bibliografia diversificada e plural, os livros não teriam sentido. Em outras palavras, até a história das bestas do apocalipse estão num livro, estão numa bibliografia.

Bestas do Apocalipse

Por conseguinte, quando vejo a entrevista concedida pelo General Alessio Ribeiro Souto sobre Educação. O assessor de um candidato a presidência da república apresentou ideias que são típicas de bestas do apocalipse. E a educação, tão maltratada desde 1808, parece que vai sofrer um retrocesso inimaginável.

Embora todos os trechos da entrevista tenham me assustado, um deles merece destaque, de maneira negativa. As recentes mudanças, feitas após o impeachment-farsa de 2016, já provocaram muitos problemas e forte oposição de professores impotentes. Aí vem a pergunta que me preocupou.

Por que é necessário revisar o currículo escolar?

É muito forte a ideia básica de revisão dos processos curriculares, das bibliografias. Isso precisa 
ser muito cuidado para não termos absurdos que vimos na TV como livros distribuídos para crianças 
de sete anos que deixa mães estupefatas. Determinadas coisas são responsabilidade dos pais. A 
escola tem de tratar do problema, mas não tem de influenciar para uma direção ideológica. E, nesse 
sentido, estamos colocando uma revisão completa dessas questões curriculares.

Fonte: Estadão 15out18

Uma vez que sou bibliófilo, fico desesperado com o poder que as bestas do apocalipse estão obtendo. Com a autorização de grande parcela dos brasileiros, estes energúmenos estão saindo de suas cavernas e porões. Mostram suas garrinhas e toda a verve de violência e desrespeito às opiniões dos outros. E o que vemos de bibliotecárias(os), bibliófilas(os) e professores(as) cogitando apoio a este tipos, é aterrorizante.

Fim de Linha

Certamente, como diz a lenda, a história é escrita pelos “vencedores” e os perdedores querem vencer por decreto e na porrada. Na sequência da entrevista referenciada, está dito “… é muito forte a ideia de se fazer ampla revisão dos currículos e das bibliografias…”.

Assim sendo, ou entendi tudo errado ou estas bestas do apocalipse estão querendo esconder a história. Querem censurar toda a bibliografia que eles não julguem adequado para mães e crianças. Será que eles sabem o que estão fazendo?

Estou preocupado com a entrevista toda, principalmente ao ignorar propostas da Cultura e colocar a educação, como “contrabando”, junto com Ciência e Tecnologia por “afinidade”. Os recursos tirados da educação e saúde que seriam destinados do pré-sal não foi suficiente. Agora querem desmontar tudo que evoluiu durante décadas. Professores e estudantes de mestrado e doutorado veem suas bolsas sumirem, agora querem sumir com parte da bibliografia.

Em suma, começo a suspeitar que bestas do apocalipse não são estes monstros e sim quem os apoia. Se não o são, são serviçais de primeira qualidade, fazem o serviço sujo parecer uma coisa natural. Quando escrevi “Ler ou não ler, não é a questão“, não entenderam, agora, se não entenderem, a coisa só vai piorar.

Publicam uma entrevista destas exatamente no Dia do Professor, provocação barata perde, depois não reclamem !

 

Imagem: Reprodução Internet

P. S. – Reitero o pedido feito na página de “Advertências” deste espaço virtual. Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindas. Coloquem aqui nos comentários ou na página do Facebook.

3 comments for “Educação – Bestas do Apocalipse

  1. Walter Raposa
    17/10/2018 at 23:53

    Não entendi nada, ou entendi e o nada é só uma desculpa do inconsciente.
    Quando se fala em revisão bibliografica feita nas escolas estão destruindo o quê?
    Será que Gramsci tinha razão?
    Preocupado fiquei eu depois desse artigo.

    • 18/10/2018 at 01:33

      Você leu a entrevista? A revisão diz respeito a censurar alguns livros e trocar por outros que contem a história como alguns generais querem. Mas é normal esta confusão…

    • 18/10/2018 at 01:55

      Acho que a imagem pode explicar um pouco melhor o que é esta revisão bibliográfica dita pelo general.
      Revisão da bibliografia

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.