Moeda - Um centavo

Um centavo, por favor …

Moedas

Primeiramente, tenho moedas antigas (até uma da época do Império) que comecei a colecionar por influência do meu pai. Ele recebeu algumas moedas do meu avô e passou para mim quando eu ainda era criança. Ainda tenho muitas delas que adicionei outras que poderiam ser colecionáveis. Além da coleção de moedas tive coleções de tampinhas, de selos e outras. Tudo descartado e que não tenho esperança que seja resgatado por algum descendente ou interessado. Estou pensando em como desfazer de uma pseudo coleção, desativada, mas fiquei impressionado com a questão da moeda de um centavo do Real (R$).

Um Centavo

Diz a lenda que Tio Patinhas deve sua “fortuna” a uma moeda de um centavo. A moeda de um centavo é praticamente uma instituição cultural em todos os países que existiu ou existe. Mas aqui no Brasil, não é assim. A moeda de um centavo do Real foi criada e existiu em duas fases. A primeira fase ela era na cor alumínio (revestimento em aço inoxidável) e circulou entre 1994 e 1997, logo após a criação do Plano Real e seu primeiro “ajuste”. Na segunda fase ela mudou de cor (revestida em cobre), circulando entre 1998 e 2004, pesando menos, com menor custo na cunhagem e a mesma função, ou seja, permitir troco para todos os brasileiros.

No entanto, em 2004, com motivação dos setores da economia nacional ela saiu de circulação. Argumentando que a moeda possuía um baixo valor de face, talvez pela inflação negada, e seu alto custo de emissão, além da baixa circulação (?), esta moeda deixou de ser emitida em 2004. Fica difícil de compreender como somem moedas que somariam alguns milhões e que estavam em circulação.

Por exemplo, se houvesse um Globo Repórter ou congênere sobre a moeda de um centavo, as perguntas seriam: Onde estão? Como circulam? Quanto vale cada uma? Qual o futuro?

Jabuticaba

Enfim, a moeda de um centavo do Real virou mais uma jabuticaba na vida dos brasileiros. Uma coisa surreal, mas que provoca a economia de várias formas.

Outro dia vi uma notícia de que um brasileiro foi preso porque furou uma moeda de um Real para fazer um pingente ou coisa parecida. Desrespeitam dos símbolos nacionais a todo momento e ninguém faz nada. Aí o cabra fura uma moeda para ver se dá sorte e é preso, sorte igual a esta passo longe.

Da mesma forma, vejo que alguns empresários, da parcela honesta, oferece até promoções de desconto para quem fizer as compras com dinheiro trocado, em especial com moedas de um centavo, de cinco centavos e até de dez centavos. Pedintes de sinais torcem o nariz quando recebem moedas de valor menor do que cinquenta centavos. Já vi pedinte jogar fora moedas de um centavo, entretanto, avalio que faz parte da ignorância e imbecilidade a que o povo brasileiro foi submetido.

Mas o problema maior não estão no comportamento dos que recebem e ignoram a moeda de um centavo. Na minha opinião, deveria haver uma criminalização dos comerciantes e qualquer estabelecimento que coloca preços como “tudo por 1,99” ou “promoção a 49,99”. Na maioria das vezes, eles não tem nem uma moeda no caixa para fazer troco. E não dão desconto ou fazem a mínima questão de explicar. Colocam na conta da “quebra de caixa” da operadora esta “diferença”.

Economia Popular

Enfim, afirmo que num país de bananas, de goiabas, de açaís, de laranjas, deveria haver uma lei contra jabuticabas criadas e que permitem muita gente levar vantagem com apoio do governo. Estou particularmente assustado com a passividade do povo para qualquer jabuticaba que é criada no Brasil e com leis impostas de forma sigilosa e que ocultam os reais interesses da maioria da população. Vou sugerir uma lei que multa e criminaliza que coloca preços com centavos para atrair incautos e não tem troco.

Finalmente, entendo que o tal “custo” de cunhagem e circulação seja uma preocupação para o governo. A economia dita popular não pode ser penalizada com estes jeitinhos de brasileiros. E quem diz que a inflação não está associada à questão da moeda de um centavo, está escondendo alguma coisa.

Estou fazendo uma coleção de moedas de um centavo, é possível que resulte numa boa grana ou uma herança para meus netos.

P. S. Será que usuários empedernidos, de redes sociais e afins, sabem o que é “Cara e Coroa” e, portanto, conhecem o personagem da moeda de um centavo.

 

Imagem: Reprodução Internet

P. S. – Reitero o pedido feito na página de “Advertências” deste espaço virtual. Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindas. Coloquem aqui nos comentários ou na página do Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.