Embaixadores do Turismo - Ronaldinho Gaúcho

Embaixadores do Turismo – Vergonha Nacional

Brasil

Em primeiro lugar, não sou daqueles que cultuam o complexo de vira-latas. Já falei sobre este assunto, como no texto “O Complexo de Vira-Latas em 2018“. Entendo, portanto, que aqueles que generalizam falando do país, da nação de todos, não passam de paralogistas. Tenho vergonha, e muita, de certos brasileiros, do que eles fazem e de quem eles colocam no poder. A questão dos “embaixadores do turismo”, apresentada recentemente com uma relação de oito “personalidades” é um caso que nem Freud resolveria.

Estou numa temporada de nenhuma manifestação da editoria política e de futebol por motivos de desânimo completo. Entretanto, este post é uma exceção pois não me contenho com os nomes e o que eles simbolizam. Este povo não me representa e creio que nunca serão a cara do “turismo” no Brasil.

Enfim, estão estuprando todas as possibilidades de termos turismo inteligente, sustentável e merecedor das belezas de nosso pais.

Embaixadores do Turismo

Tínhamos, anteriormente, algumas personalidades de destaque no planeta a nos representar na condição de embaixadores do turismo. Eu até me sentia orgulhoso ao ver ícones nas suas atividades representando o Brasil. Pelé, Milton Nascimento e outros dignificavam nossa cultura e atraíam turistas para além de rótulos como “selva”, “carnaval” e “futebol”.

Por outro lado, algumas grandes celebridades ou pelo menos especialistas em seus ramos de conhecimento, eram referência no mundo inteiro, mesmo que não se apresentassem como embaixadores do turismo. Cito dois, Paulo Freire na educação e Sérgio Vieira de Mello em missões humanitárias e de manutenção da paz.

Estes brasileiros me representavam naquilo que é mais importante para a estima do brasileiro. Em outras palavras, entendiam de Brasil e de mundo e sabiam a medida de dignidade do brasileiro.

Vulgarização e Idiotização

Entramos num processo de idiotização e imbecilidade, uma vez que estamos beirando a insanidade e histeria coletiva. Não creio que isto seja por acaso, IMNSHO, é de caso pensado e o “quanto pior melhor”, tem cheiro da anedota do “Bode na Sala” muito utilizada por gente de péssima índole que confia na estultice coletivizada.

Além disso, a questão dos novos embaixadores do turismo brasileiro é pior do que todas as teorias de marketing existentes. É inconcebível que alguns dos nomes que estão sendo divulgado tenham a mínima capacidade até de entender o que significa exercer esta função em prol do Brasil. Alguns dos “eleitos” pelo atual governo são representantes do que existe de pior em seus segmentos de atividade, representam o que de pior existe para o turismo.

Vergonha nacional, mas que quem sido minimizada pela política do “bode na sala”. Os nomes mais conhecidos são: Amado Batista, Bruno & Marrone, Ratinho, Renzo Gracie, Richard Rasmussen, Romero Britto, Ronaldinho “Gaúcho” e Vítor Belfort. Estas celebridades talvez sejam conhecidas em seus ramos de atividades no Brasil, a maioria é ninguém além do eixo “Oiapoque-Chuí”.

Decerto, estes “nomeados” não me representam sob nenhuma hipótese ou condicionante. E, por isso, nem vou me dar ao trabalho de falar sobre cada um deles e o que eles teriam a contribuir como embaixadores do turismo brasileiro, exceto por um deles, Ronaldinho Gaúcho.

Ronaldinho Gaúcho

Não sei como a lista de embaixadores do turismo foi elaborada, proposta, votada, escolhida nada. Mas reclamar de falta de transparência, de critérios e total ausência de intelligentsia é completamente inútil.

Escolher Ronaldinho Gaúcho, cidadão com passaporte retido por acusações várias e que cometeu crime ambiental. cidadão que tem histórico de posicionamento machista é terrível. Por outro lado,usar sua carreira brilhante dentro dos gramados, para chamar pessoas a visitarem o país, parece ser uma boa estratégia. Mas o comportamento do nosso embaixador é completamente repugnante fora dos gramados e seria muito fácil associar esta figura ao permissivo turismo sexual.

Não me representam

Desculpem aqueles que se sentem representados por este tipo de gente. Vejo que muitos brasileiros apoiam, concordam e até estão aplaudindo estas escolhas, só tenho a lamentar.

Em suma, vocês ainda não entenderam o tamanho do abismo que estamos nos afundando. Façam turismo interno e mostrem que o país tem muito a oferecer em termos de belezas naturais.

PENSEM nisto, garanto que pode doer um pouquinho no começo, depois passa a dorzinha e as ideias começar a fazer sentido.

 

Imagem: Reprodução Twitter

P. S. –  Reitero também o pedido feito em muitos momentos da vida deste blog e presente na página de “Advertências“. Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindas. Coloquem aqui nos comentários ou na página do Facebook.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.