Zumbis dos Palmares - Consciência Negra - Internet

Escravidão Eterna x Consciência Negra

Consciência Negra

Anteriormente, publiquei textos onde questiono o posicionamento de um jovem negro que é contra as cotas raciais, que apoia genocida e milicianos e pratica o preconceito. A questão da consciência negra passa longe de sujeitos desqualificados como o tal Fernando Holiday e quejandos – ver “Movimento Negro e os Beócios“.

Tenho reservado esta data para tratar o tema pois, pelo que tenho observado, a consciência negra coletiva tem enfrentado mais problemas do que reconhecimento do racismo e preconceito possa se reduzir. Como se não bastasse, políticos e até autoridades tem prestado completo desserviço ao movimento de conscientização do problema e da proposta de soluções.

Você não vê por aqui

Nesse ínterim de rebaixamento de vilipêndio da questão do racismo e preconceito, surgem tópicos interessantes que são pouco divulgados. Algum tempo atrás, o site Catraca Livre publicou um texto interessante.

Em “17 pessoas negras da História que você não viu na escola” são apresentados dezessete nomes de negros que protagonizaram a história do Brasil e foram extirpados das escolas e dos livros.

Alguns até aparecem como personagens coadjuvantes, como é o caso de José do Patrocínio e outros tem a história completamente depreciada. Dessa forma, Zumbi dos Palmares, que motiva a data da Consciência Negra é o personagem que mais sofreu e sofre de preconceito, chega-se ao absurdo de atribuírem a ele a pecha de escravocrata.

Consciência Negra no Brasil

Com toda a certeza, no Brasil, o país “mais miscigenado do mundo“, inexiste a consciência negra e, surpreendentemente, impera o preconceito racial, social e cultural às origens negras. Muitos negros adotam a ideia de que não precisa de cotas raciais e outros direitos pois se apegam a exemplos raros de pretenso “sucesso”.

Assim sendo, vamos vivendo de falácia em falácia de luta em luta e gente tóxica como Holiday vai ganhando espaço e votos. Daqui a pouco vira um capitão-do-mato, assume ser serviçal das oligarquias e ainda vai bater no peito e falar sobre meritocracia.

Desse modo, fico pensando no quão realista é o episódio de Black Mirror que escrevi (Milhões de Méritos) e se já chegamos ao limite da escravidão.

O tratamento recebido por negros e pobres ainda é comparado a brancos pobres (comparar com brancos ricos é escárnio). E nem os negros de “sucesso” são respeitados, certamente são respeitados se forem jogador de futebol, pagodeiro famoso e outros poucos.

Enfim, o que mais me envergonha é ver negros negacionistas quanto a questão da raça e preconceito.

É assustador que estejamos no terceiro milênio e ainda existam negros dizendo que não existiu escravidão ou que escravidão é coisa de politicamente correto e não da vida real. Espero que não tenha mais que escrever sobre este tema (consciência negra) tão cedo.

 

 

Imagem: Reprodução Internet – Autoria Não-Identificada

Nota do Autor

Reitero, dentre outras, o pedido feito em muitos textos deste blog e presente na página de “Advertências“.

  • Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindas.
  • Coloquem aqui, nos comentários ou na página do Facebook, associada a este Blog, certamente serão todos lidos e avaliados.
  • Alguns textos são revisados, outros apresentam erros (inclusive ortográficos) e que vão sendo corrigidos à medida que tornam-se erros graves (inclusive históricos).
  • Algumas passagens e citações podem parecer estranhas mas fazem parte ou referenciam-se a textos ainda inéditos.

Agradeço a compreensão de todos e compreendo os que acham que escrevo coisas difíceis de entender, é parte do “jogo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.