Samarco Again - Anchieta (ES)

Samarco Again – Não foi acidente

Não foi acidente

O crime de Mariana, cometido pela Samarco, e suas controladoras BHP e Vale superou os 5 anos e espera-se que as indenizações prossigam até 2030, segundo a Renova. Desse modo, é triste anunciar que a mineradora voltou a operar, é o Samarco again, para alegria de muitos serviçais do capital.

Desde que comecei esta “trilha” ( NÃO FOI ACIDENTE – O Crime do Século ) em 26 de fevereiro de 2016 a minha indignação não para de crescer. Queria, principalmente, manter viva a ideia de que não foi acidente e a impunidade criminosa não podia vencer pela omissão, esquecimento e diversionismo que reinam no país. Escrevi ao menos um texto, todos os meses desde o dia 3 abril, sobre o tema e o crime contra pessoas e o meio ambiente. Conforme fui avançando, percebi que as pessoas esqueceram-se, menosprezaram e, de certa forma, negligenciei e não publiquei a maioria.

Desse modo adotei o dia 5 de cada mês como referência e foram publicados trinta e sete; como se não bastasse, tenho mais de uma centena que posso publicar  em meia hora de revisão. Dentre os publicados, quase a metade já foi revisada sob diversos aspectos ( a maioria por questões de edição do texto ) mas um deles merece destaque. Sofri processo ( ainda estou sendo processado ) de uma agência de fotografia que quer me cobrar valores que eu nunca pagaria por uma foto por melhor que fosse de Mariana e do crime cometido pela Vale, Samarco e BHP.

Samarco Again

Num texto publicado no site da BHP ( ” Samarco restarts its operations ” ), como pouca repercussão na mídia Tupiniquim, a empresa anuncia o que denominei Samarco Again.

Numa livre tradução, iniciam assim:

“Mais de cinco anos após o rompimento da Barragem de Fundão, em 2015, a Samarco retomou suas operações com um nível de produção reduzido. Com a produção de pelotas de minério de ferro no Complexo de Ubu, no Espírito Santo, no dia 23 de dezembro de 2020, a Samarco cumpriu seu compromisso com uma operação mais segura e sustentável.”

Samarco e Renova again

Como se não bastasse, o jogo de empurra coloca mais terror para os atingidos que estão em casas alugadas e sofrendo adicionalmente com a pandemia. A Fundação Renova repassa pouco e a passos de tartaruga para recuperação da infraestrutura de saúde e educação. Comemora-se o acordo da Vale para o crime de Brumadinho e as farpas entre governo e Fundação são lançadas de parte a parte.

Enquanto o governador Zema comemora seu acordo sobre Brumadinho e critica a atuação da Renova, a direção da Renova retruca como “ os dois governos, do Espírito Santo e Minas Gerais, são parte da reparação ”.

Em outras palavras, eles estão juntos e misturando e ficam posando de bons samaritanos.

Infelizmente, a expressão Samarco again é a cara de nosso país onde uma grande e poderosa organização é responsável por um crime e volta a operar, como se nada tivesse acontecido.

 

P. S. Excepcionalmente, este texto saiu no dia 6 e não dia 5 como acontece com a Série “Não foi Acidente

 

É VERDADE

Espaço destinado a verdades em Pindorama que se contar, ninguém acredita e, provavelmente, não serão notícias boas. Será feita ao menos uma indicação por texto e, eventualmente, mais de uma poderá ser publicada.

 

Imagem: Samarco – Anchieta (ES) – Reprodução Notícias de Mineração

Nota do Autor

Reitero, dentre outras, o pedido feito em muitos textos deste blog e presente na página de “Advertências“.

  • Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindas.
  • Coloquem aqui, nos comentários ou na página do Facebook, associada a este Blog, certamente serão todos lidos e avaliados.
  • Alguns textos são revisados, outros apresentam erros (inclusive ortográficos) e que vão sendo corrigidos à medida que tornam-se erros graves (inclusive históricos).
  • Algumas passagens e citações podem parecer estranhas mas fazem parte ou referem-se a textos ainda inéditos.

Agradeço a compreensão de todos e compreendo os que acham que escrevo coisas difíceis de entender, é parte do “jogo”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.