Folhinha de Mariana - Arquidiocese da Primaz

Folhinha de Mariana – Patrimônio Imaterial

Folhinha de Mariana e Penitências

Como todo bom mineiro, daqueles que não dizem a fé que professam, que respeitam todas as religiões, o poeta Carlos Drummond de Andrade, sabiamente, falou sobre a Folhinha de Mariana.

“A Boa Folhinha”

Ela não quer iludir-nos com as pompas deste mundo. Adverte-nos que há dias de penitência, esta última comutada em obras de caridade e exercícios piedosos. Para cada dia do ano, o santo, a santa ou os santos que nos convém aceitar, como companheiros de jornada: breve companhia, companhia sempre variada, e o ano escoam sob luz tranqüila, mesmo que o tempo seja brusco e haja abundância de água. Vamos à boa, veraz, singela e insubstituível Folhinha de Mariana

Fonte: JB 27dez1973 – 1o. Caderno – Página 5

Palavras que somente um poeta como Drummond poderia dizer e que representa a mim e toda uma nação.

O propósito deste texto é fazer lembrar aos mineiros das suas tradições, perdidas no tempo e nas redes sociais. Fui provocado por um marianense a tratar deste tema. Surpreendentemente, achei inconcebível que um cidadão da Primaz não tenha se dado conta de que para marcar algum compromisso ao ar livre, tem que saber o “santo do dia” e a previsão do tempo.

Se assim não o faz, este mineiro, bom sujeito não é, Drummond preconizou, há dias de penitência, vivemos dias de penitência.

Patrimônio Imaterial

Inopinadamente, este amigo marianense me liga e diz:

– Evandro, aquela agenda que tínhamos marcado furou, teremos que remarcar.

Com toda a certeza, fiquei assustado. Como assim, você não consultou a Folhinha de Mariana ?

Ele riu e ainda me xingou ( não vou reproduzir o xingamento pois o horário não permite ).

Como de hábito, caí na pesquisa e descobri ou relembrei coisas interessantíssimas e como uma tradição secular se mantêm a despeito destas redes sociais superficiais e personagens falsos e ignóbeis. Contudo, é necessário deixar expressamente registrado que este meu amigo NÃO está incluído nas definições deste parágrafo.

A Folhinha de Mariana existe desde 1870 com o nome de Folhinha Eclesiástica da Arquidiocese de Mariana. É, portanto, o documento que vem sendo impresso há mais tempo no país, sem interrupções. Estima-se que no ano do reconhecimento como Patrimônio Imaterial e Cultural (2016) tenha tido uma tiragem de mais de 300 mil exemplares.

Este patrimônio que a Arquidiocese de Mariana oferece à humanidade tem informações baseadas no  “Lunário Perpétuo“. E, como se não bastasse, hoje em dia só existem duas publicações baseadas no Lunário no mundo – a de Mariana e outra em Portugal.

Folhinha de Mariana

Nesse ínterim de pesquisas, descobri que o esquecimento do meu interlocutor é ainda melhor do que a falta de conhecimento de influenciadores de redes sociais. Uma destas ( vou poupá-la pois sou seguidor anônimo ) alguns dias atrás, não sabia do que se tratava a Folhinha de Mariana. Desse modo, ela não conseguiu descobrir o enredo e história pois não sabia como começar as pesquisas na Internet.

Ela precisa pagar muitos pecados e, ao mineiro, é inadmissível desconhecer a riqueza de seu patrimônio imaterial, cultural e histórico. A Folhinha de Mariana está incluída neste patrimônio.

Certamente, alguns leitores darão de ombros e farão troça deste texto, especialmente ímpios e céticos, fico com meu texto sobre as bruxas ( No creo nas meigas, mais habelas hainas ).

😇 * Santos do dia: *
  • Nossa Senhora da Mãe Divina Providência
  • Santa Matilde de Hackeborn
  • Santo Abdias
  • São João Del Castilho
  • São Roque Gonzalez de Santa Cruz

É VERDADE

Espaço destinado a verdades em Pindorama que se contar, ninguém acredita e, provavelmente, não serão notícias boas. Será feita ao menos uma indicação por texto e, eventualmente, mais de uma poderá ser publicada.

 

Imagem: Reprodução Arquidiocese de Mariana

Nota do Autor

Reitero, dentre outras, o pedido feito em muitos textos deste blog e presente na página de “Advertências“.

  • Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindas.
  • Coloquem aqui, nos comentários ou na página do Facebook, associada a este Blog, certamente serão todos lidos e avaliados.
  • Alguns textos são revisados, outros apresentam erros (inclusive ortográficos) e que vão sendo corrigidos à medida que tornam-se erros graves (inclusive históricos).
  • Algumas passagens e citações podem parecer estranhas mas fazem parte ou referem-se a textos ainda inéditos.

Agradeço a compreensão de todos e compreendo os que acham que escrevo coisas difíceis de entender, é parte do “jogo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.