MBL - Somos Todos Cunha

MBL – Bicho Escrotos, vão se fuder !

MBL Neofacista

O MBL é, certamente, um grupo de brasileiros neofascista, cheio de escrotos e canalhas. Escrevi textos sobre eles em março de 2018(1) e, logo após, em abril(2), publiquei outro. Desse modo, um dos textos era sobre o grupo, que tinha muitos defensores e alguns deles até foram eleitos em 2016. Noutro, escrevi como os neofacistas agiam e tinham seus capitães-do-mato como o tal Fernando Holiday, se bem que dei muita moral para o negro negacionista.

Assim sendo, resolvi trazer este texto à tona, em setembro de 2021, três anos após ser publicado, para mostrar que se aliar com este movimento em alguma manifestação é errado. Leio nas redes sociais até jornalistas (???) como a Eliane Cantanhêde fazer uma manifestação que revela toda a sua estupidez, com o propósito de questionar o PT longe do MBL.

Em suma, leiam o que escreveu a articulista (???) do Sistema Globo de Comunicação:

Reprodução: Twitter: @ECatanhede

Deixa eu ver se entendi, a colunista de rede social está com preguiça do PT? Acha que o PT está culpando a mídia (ela se julga da ou “a” mídia !). Vou explicar, Cantanhêde, em outras palavras: Suas desculpas por ter defendido o atual presidente, defendido o golpe de Temer (“com STF e tudo”), não são aceitas. Assuma sua má fé e aceite que estar ao lado do MBL, e alguns políticos e partidos nas manifestações deste setembro de 2021, é passar recibo de canalhice.

Desse modo, vamos ao que motiva o PT e demais pessoas que pensam e não são massa de manobra, a não se aliar ao MBL.

MBL são Bichos Escrotos

Hino em homenagem aos integrantes do MBL, por outro lado, pode ser definido como “melô do MBL“, Ontem, hoje e sempre.

 

Titãs

Bichos!

Saiam dos lixos

Baratas!
Me deixem ver suas patas
Ratos!
Entrem nos sapatos
Do cidadão civilizado

Pulgas!
Que habitam minhas rugas
Oncinha pintada
Zebrinha listrada
Coelhinho peludo
Vão se fuder!
Porque aqui na face da terra, só bicho escroto
É que vai ter

Bichos escrotos
Saiam dos esgotos
Bichos escrotos
Venham enfeitar
Meu lar, meu jantar
Meu nobre paladar!

Bichos!
Baratas!
Ratos!
Cidadão civilizado!

MBL e a camarilha

O MBL esteve, sempre, junto com lixos da política nacional, foram eles que fizeram caminhada para Brasília em apoio a Eduardo Cunha. As faixas e brados de “Somos todos Cunha” são de neofascistas, uma vez que foram paridas no seio desta aglomeração oportunista

Foi o MBL que inventou e prosperou com a proposta de “Escola sem Partido” e, nesse meio tempo, arrebatou mentes e corações, foi do MBL a iniciativa de combater, indiscriminadamente, professores.

A atuação de um negro em especial, do MBL, o Fernando Holiday, é das coisas mais quixotescas partindo de um negro (se bem que o tal Sérgio Camargo da Fundação Palmares é pior). Logo após as eleições municipais, que elegeram Holiday, o integrante do MBL foi acusado de “Caixa 2” e nada aconteceu.

Os caras fizeram campanha contra os trabalhadores e defenderam a retirada de direitos dos trabalhadores, logo após o golpe. Certamente, foram (o MBL et caterva) financiados sabe-se lá por quem de alguma oligarquia. Uma vez que fizeram atos de invasão nos hospitais, para “provar” que os leitos estavam vazios, e que a pandemia do SARS-CoV-2 era mentira da esquerda, e devem ter recebido algum do atual governo.

Surpreendentemente, os caras trabalham para destruir reputações, mestres em fake news “raiz” e não defendem ninguém. Portanto, praticam o ódio e a incoerência, sempre destruindo ou tentando destruir as pessoas para benefício próprio.

Não enganam

Desde que foi criado em 2014 este povo ataca mulheres, negros, LGBT, índios e todos que “não rezam” na cartilha deles e gente como João Amoêdo, Ciro Gomes e outros déspotas esclarecidos não me enganam.

A mais recente atividade do MBL cuidou, por exemplo, de atacar o Padre Júlio Lancelotti por defender as pessoas com carência de alimentos. Enfim, é impossível alguém que seja honesto e pense um pouquinho como ser humano, estar ao lado destes canalhas, e que anda com eles, será um deles.

 

(1) MBL – A Camarilha do mal tem defensores

(2) A sobrevivência dos Capitães do Mato

 

(*) Revisado e atualizado em setembro de 2021

 

Imagem: Reprodução Carta Capital

Nota do Autor

Reitero, dentre outras, o pedido feito em muitos textos deste blog e presente na página de “Advertências“.

  • Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindos.
  • Coloquem aqui, nos comentários ou na página do Facebook, associada a este Blog, certamente serão todos lidos e avaliados.
  • Alguns textos são revisados, outros apresentam erros (inclusive ortográficos) e que vão sendo corrigidos à medida que tornam-se erros graves (inclusive históricos).
  • Algumas passagens e citações podem parecer estranhas mas fazem parte ou referem-se a textos ainda inéditos.

Agradeço a compreensão de todos e compreendo os que acham que escrevo coisas difíceis de entender, é parte do “jogo”.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.