The Social Dilemma - Pop Times (UK)

O dilema das redes – aka “The Social Dilemma”

Documentários

Tenho assistido a muitos documentários, sejam eles filmes ou séries com extensos episódios. Atualmente, até ficção baseada em fatos reais me chamam mais atenção pelas metáforas e aforismos. O documentário The Social Dilemma não entra na lista dos “tops” dos canais de streaming (Netflix, Spotify etc.) mas, com toda a certeza, deveria ser objeto de análise de pais responsáveis que estejam preocupados com a educação dos filhos.

Em The Social Dilemma a realidade é aplicada à arte e cinema, desnudando a poderosa ferramenta de manipulação e distorção do conceito de privacidade, defendida por poucos e vilipendiada por muitos.

The Social Dilemma

Em primeiro lugar, como se trata de um documentário, é mais do que natural que ocorram depoimentos. Assim sendo, um documentário deveria ouvir as partes, o que no caso desta produção fica mais interessante pois a maioria dos depoentes estava “… lá dentro da fábrica de salsichas(*).

Este documentário veio bem a propósito pois algum tempo atrás fiz uma disciplina isolada que tratava exatamente deste tema. Em outras palavras, os denominados cientistas de dados estudam e aplicam algoritmos para manipular pessoas através de seus comportamentos em redes sociais.

Parece ficção ?

Certamente, não tem nada de ficção e é muito mais real do que aqueles que viram o documentário como passatempo imaginam. Contudo, é compreensível que a maioria dos que viram a produção fiquem em dúvida devido a dogmas e pura ignorância. Por outro lado, é assustador que adultos que até passaram por formação cultural e educacional relativamente consistente, vejam somente ficção e espetacularização.

Anteriormente, publiquei um texto bem ficcionista ( #SQN ); em “Singularidade, Alienígenas e Minhocas” tentei fazer provocação às pessoas, reproduzindo teorias reais e não pura ficção. Lá citei outro texto sobre o que alguns teóricos chamam de “Anos Precariat “; era o início de um novo tempo ao qual as pessoas não estão preparadas, especialmente no Brasil. Desse modo e a partir destes textos, com a série The Social Dilemma, tenho plenas condições de afirmar que a maioria dos habitantes de redes sociais não estão preparados para ouvir e ler muitas coisas.

Spoiler – The Sociall Dilemma

Caso você, caro leitor, não seja adepto de spoilers, pule esta secção e veja o que vem por aí.

O documentário traz depoimentos de pessoas envolvidas com algoritmos das grandes plataformas (Google, Facebook, Instagram, Twitter etc.) e demonstram que aquilo que você vê é muito diferente nas entranhas da Internet.

Como se não bastasse, o lema de que “… não existe almoço grátis !” e “… quando você não paga por algum serviço ou produto, você é o produto ou serviço !” está confirmado e atualizado a cada depoimento ou curtida em rede social.

Uma pergunta feita a um dos depoentes é lapidar: – Você deixa seus filhos acessarem a plataforma que você projetava algoritmos ?

A resposta “… de jeito nenhum. ” revela que eles sabem como fabricar e manipular pessoas em eleições, nas escolhas de produtos, nas curtidas, nos compartilhamentos e afins. Surpreendentemente, não fica somente no indivíduo que abre mão da sua privacidade. O enredo, o  roteiro e um mecanismo perverso permitem comprovar que toda a família destes incautos “rebeldes” está submissa às redes sociais e seus algoritmos.

Enfim, basta atenção ao desenvolvimento da trama para ter a certeza de que o ser humano e seu comportamento futuro está sendo definido por algoritmos. As empresas voltadas para esta modalidade de manipulação (Facebook et caterva) estão na dianteira e sabendo o que voc~e vai querer fazer amanhã.

The Social Dilemma vem por aí

Continuarei assistindo a  séries, filmes e curtas-metragens que sejam baseadas em vida real, mesmo as produções filosóficas e que causam mais dúvidas do que certezas.

Afinal, se como dizia o filósofo que é das dúvidas e questionamentos que torna-se possível o avanço da humanidade; estamos tentando  aproveitar ao máximo estes tempos obscuros, malucos. Entendemos, por outro lado, aqueles que preferem “dar um tempo no Coronavírus”, mas não vemos que o mundo vai voltar ao normal com o advento da vacina.

The Social Dilemma é um documentário para ser visto, revisto, pensado e debatido e não vejo as pessoas ávidas pelo debate, mesmo nas  redes sociais. Agora, experimenta abrir um vídeo no Tik Tok com o Neymar dando uns “pegas” em alguma mulher, viraliza e os milhões de seguidores do jogador vão ter opinião e compartilhar.

É o nosso mundo real, fake news se disseminadas por mãos poderosas e muito dinheiro, como são as empresas que pagam por algoritmos feitos por cientistas de dados, manipulam mais do que bons conselhos como: PENSEM; PENSEM e PENSEM !

Quem deseja preservar sua privacidade deveria ver este e outros documentários sobre as redes sociais e suas plataformas, mas esta é uma batalha perdida; todo Mundo quer ir para o céu mas ninguém acha que vai morrer.

Em suma, a “Manipulação de Massas” está em alta e a patuleia ainda nem se deu conta.

 

(*) Algumas expressões exigem uma “tradução” pois nem todos que leem textos, notadamente os mais jovens da Geração Z, entendem. Diz-se que se você vê todo o processo de fabricação de uma salsicha, nunca mais come o alimento, #FicaaDICA !

 

Imagem: Reprodução PopTimesUK.Com

Nota do Autor

Reitero, dentre outras, o pedido feito em muitos textos deste blog e presente na página de “Advertências“.

  • Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindas.
  • Coloquem aqui, nos comentários ou na página do Facebook, associada a este Blog, certamente serão todos lidos e avaliados.
  • Alguns textos são revisados, outros apresentam erros (inclusive ortográficos) e que vão sendo corrigidos à medida que tornam-se erros graves (inclusive históricos).
  • Algumas passagens e citações podem parecer estranhas mas fazem parte ou referenciam-se a textos ainda inéditos.

Agradeço a compreensão de todos e compreendo os que acham que escrevo coisas difíceis de entender, é parte do “jogo”.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.