Bim da Ambulância - Arquivo Pessoal

Bim da Ambulância – Escárnio oficial

Legislativo Municipal

É público e notório a baixa qualidade de vereadores a cada legislatura nos últimos anos na nossa Câmara Municipal. Publiquei, anteriormente,  um texto(1) crítico, no dia da posse destes áulicos, uma vez que eu tinha a certeza de que desta legislatura não sairia quase nada que presta. Desta forma, logo após a posse começaram as baixarias e cada um mostrando as caras. Certamente, não são somente Nikolas Ferreira, a mãe do outro lá, o Wilsinho da Tabu e o Bim da Ambulância, eles são muitos, a maioria, venceram. Se bem que, o vereador que não se identifica pelo nome e nem sobrenome, faz das suas e tem salvo conduto de seus preclaros “parças”.

Bim da Ambulância

O vereador Rubens Gonçalves de Brito cumpre seu terceiro mandato e nem seus colegas de vereança devem saber qual seu nome verdadeiro. Típico de cidades interioranas, Belo Horizonte demorou a entrar no rol de cidades com nomes pitorescos dos vereadores. Portanto, “Sacolão”, “Borracharia”, “Ambulância”, “Farmácia” e outros viraram sobrenome e, enfim, temos uma fauna completa e pouca coisa que honre as funções de um vereador.

Projetos de Lei

Estes “destaques” da legislatura do Curral Del Rey consolidaram as piores legislaturas da capital mineira e o Bim da Ambulância é somente mais um do mesmo.

Os dois projetos de lei mais recentes, de autoria do estrupício são:

  • Projeto de Lei 138/2021 que “Declara Belo Horizonte Capital Nacional do Wheeling – ´grau`.”
  • Projeto de Lei 139/2021  que “Reconhece o wheeling e demais manobras de motocicletas como prática esportiva no Município de Belo Horizonte e dá outras providências.”

Anteriormente, em 2019, o sujeito fez um projeto de lei que demonstra sua desqualificação cognitiva. No Projeto de Lei 787/2019 ele propõe instituir, no calendário do município de Belo Horizonte, o Dia do Administrador a ser comemorado anualmente no dia 09 de setembro.

Sou administrador e vejo que este tipo de vereador tem alguma deficiência e deve contar até com apoio de alguns administradores que ele deseja agradar. Por outro lado, é assustador que os projetos de autoria individual (ele assina outras tantos) sejam excessivamente rasos.

Presepadas

Pouco tempo atrás, no feriado de Primeiro de Maio, o vereador desfrutando de seu suado dinheiro do contribuinte municipal, em Búzios, fez uma das suas. No dia do trabalhador, utilizando a rede social Instagram, publicou um momento digno da sua capacidade, seminu e fazendo uma higiene mental ao esvaziar o cérebro e encher o vaso.

Como se não bastasse, além do arroubo em rede social, o vereador teve pedida sua cassação por quebra de decoro pois participa de rachas, sorteia veículos ao arrepio da lei e outros comportamentos criminosos  condenáveis. O cara não consegue nem adesão aos seus projetos de “wheeling”, mas segue ativista de redes sociais e com milhares de seguidores.

Pedido de Cassação do Bim da Ambulância

Assim sendo, o pedido de cassação foi protocolado e a companheira do Bim da Ambulância entrou em ação. O líder do partido dele (PSD) é o Helinho da Farmácia, ele é o vice-líder. Num momento de pandemia “o da farmácia” luta pela permanência do seu correligionário e colega de sigla e “o da ambulância” faz troça do povo.

O pedido de cassação foi arquivado pela presidente da casa legislativa Neli Aquino, vereadora eleita pelo PODE (ou PODEMOS) com parcos 6 mil votos e que se diz pela educação, pela família e bons costumes. Declarou a vereadora que Bim da Ambulância não fez nada que comprometesse o decoro parlamentar.

É provável que ela esteja esperando algo como fez a assassina e mandante Flordelis(2) para falar em quebra de decoro.

Falta de Decoro

Em suma, o país e seus eleitores perderam o rumo, estamos à deriva a começar pelas nossas cidades.

Um influenciador digital, dublê de vereador, suportado e seguido por mais de 600 mil seguidores. Obteve votos de 1% dos panacas que o elegeram pelo PSD, e pode cagar para 600 mil pessoas, o que não significa nada. Pode participar e promover rachas que não é nada, e pode ainda fazer coisas que ninguém fique sabendo, vai passar longe de quebra de decoro.

Enfim, estamos perdidos e não aprendemos a votar de forma coletiva e em benefício da sociedade. Estes vereadores como o Bim da Ambulância, escondem-se atrás de personagens que pregam bem-estar social, ações de cidadania e alçam condições de ostentação graças aos sacrifícios de muitos.

Não tem fim e os seguidores só aumentam, pobre país de seguidores de influenciadores do mal que não podem nem ser cassados. Da mesma forma que não respeito este tipo de representante do cidadão não respeito nenhuma pessoa que vota nestes personagens de redes sociais.

 

(1) Legislativo Municipal – Mais do Mesmo

(2) Flordelis não é uma flor que se cheire

 

Imagem: Bim da Ambulância – Arquivo Pessoal Instagram

Nota do Autor

Reitero, dentre outras, o pedido feito em muitos textos deste blog e presente na página de “Advertências“.

  • Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindos.
  • Coloquem aqui, nos comentários ou na página do Facebook, associada a este Blog, certamente serão todos lidos e avaliados.
  • Alguns textos são revisados, outros apresentam erros (inclusive ortográficos) e que vão sendo corrigidos à medida que tornam-se erros graves (inclusive históricos).
  • Algumas passagens e citações podem parecer estranhas mas fazem parte ou referem-se a textos ainda inéditos.

Agradeço a compreensão de todos e compreendo os que acham que escrevo coisas difíceis de entender, é parte do “jogo”.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.