Torcedor Cruzeirense - Evandro Oliveira - AME

Torcedor cruzeirense, Mea culpa !

Ilusão

Um dia vivi a ilusão de que ser um torcedor cruzeirense bastaria para me diferenciar de outros torcedores de futebol. Uma utopia do começo ao fim. Como na letra da música de Gilberto Gil (que um dia vestiu a camisa do Cruzeiro e gostou) imaginar que eu seria um Super-Homem é pura ilusão,

O texto mais antigo que consigo recuperar sobre esta discussão de torcedor é de 2004(1), antes disso eu já escrevia mas não encontro os registros. Enquanto no texto de 2004 eu fazia referência a outro mais antigo “Torcida cruzeirense de A a Z“, noutro, mais recentemente, falo do “Universo Paralelo Azul“.

Em quase todos os textos que publiquei em diversos espaços, a crítica ao torcedor ou grupos de torcedores nunca foi individualizada ou querendo me colocar em posição de ser “mais” torcedor do que qualquer um outro. Anteriormente, eu pensava que os cruzeirenses eram diferentes e melhores do que os adversários, que decepção, não tem nada disso.

Como se não bastasse, existe torcedor cruzeirense que é muito pior do que nossos rivais e adversários no futebol.

Enfim, a minha decepção só cresceu e, agora, no dia que volto ao estádio depois da loucura provocada por esta pandemia, resolvi reforçar  minha posição.

Torcedor Cruzeirense

Minha decepção com a torcida do Cruzeiro começou muito antes do início do mundo – para os da Geração ZZP(2). Portanto, declaro que vem dos tempos em que torcidas organizadas começaram a entoar gritos para a própria torcida e não para o time em campo. Fui criado nos tempos da charanga do Aldair Pinto e a única coisa que se ouvia, quando o adversário estava com a bola, eram vaias. Estando o Cruzeiro com a bola, certamente, era só incentivo ao time e aos jogadores em campo.

Algum tempo depois, a decepção foi aumentando quando percebi que o crescimento da torcida se deu pela adesão de muitos torcedores anti-6a1o. Torcedores que se preocupavam mais com as derrotas deles do que com as nossas conquistas, ajudei muitos na doce ilusão que os convenceria a preocuparem-se somente com nosso time.

Felício Brandi

Tem uma frase ou pensamento, atribuído a Felício Brandi, mas que já vi ser repetido por outros dirigentes e por ex-jogadores do Cruzeiro que é lapidar.

Dizia ele: – ” Enquanto nossos adversários preocupam-se em nos vencer e comemoram isso como título, nós buscamos conquistar títulos além das montanhas.

Surpreendentemente, a torcida do Cruzeiro, em sua grande maioria, conseguiu descer ao nível deles e aí foi nossa derrocada.

Comparação

Em primeiro lugar, como descrevi em 2004, conquistamos o que seria nossa “segunda estrela amarela” e, inquestionavelmente, os próprios cruzeirenses disseram que era inédita. Acredito que a comparação e a inveja que muitos destes cruzeirenses nutriam pela “estrelinha amarela” foi a ignição para explodirmos.

Naquele momento, escrevi que precisávamos aprender ou reaprender a torcer, tentei ser educado, mas fui, como na maioria dos casos, incompreendido. A torcida do Cruzeiro não estava, e ainda não está, preparada para ser diferente. Quer imitar tudo que eles fizeram em relação à torcida. Torcem mais para a torcida do que para o time, querem que a mídia se comporte como a mídia que torce para nossos adversários e querem recontar a história ao modo do cruzeirense que nem nascido era durante nossas conquistas.

Estas narrativas de rede social que usam a comparação são absurdas por um simples motivo: Qualquer ser humano que for avaliar futebol em Minas Gerais e comparar, não terá dúvidas sobre quem é maior e melhor. Mas o torcedor do Cruzeiro quer o impossível, a rendição e que os adversários reconheçam que somos (sempre fomos) melhores, notadamente após o advento do Mineirão.

Ainda no ano do Centenário vejo a ginástica da comparação com nossos adversários despejando milhões e o temor do torcedor do Cruzeiro que eles conquistem um bicampeonato.

Em suma, a maldita da comparação prejudica e amolece os miolos dos cruzeirenses de redes sociais, vocês não são cruzeirenses de verdade, são simpatizantes e mais preocupados com as coisas dos nossos adversários. Parem de reclamar sobre o preço do ingresso pois deveriam ter aderido a algum plano do Sócio do Futebol. Não fizeram ou abandonaram e agora vem conversar fiado em rede social? Vão se fuder, porque na Toca 3 “bicho escroto” você vai ser.

Regresso do Torcedor Cruzeirense

Enfim, este é um daqueles textos que a gente escreve e se põe a pensar sobre a relação forma x conteúdo. É o tipo de mensagem que reproduz muita coisa que foi dita e muitos pontos debatidos quando não se chega a lugar nenhum. Todo mundo quer ter razão e não interessam fatos e nem opiniões alheias.

Escrevi motivado por uma discussão de nível bem baixo – não pela minha vontade – mas por concepções rasteiras e preconceituosas de lídimos representantes desta Geração ZZP. Infelizmente, todas as minhas decepções com a torcida do Cruzeiro estão representadas e colocadas à prova neste conflito de gerações.

Mea culpa #SQN

Este texto é um mea culpa ( #SQN ). É, com toda a certeza, somente mais uma provocação para este povo que se julga mais torcedor porque está mais presente nas redes sociais e só escreve merda. Por outro lado, fico triste que eles escrevam merda em 280 caracteres de forma repetitiva, poderiam falar sobre a torcida em textos mais qualificados e inteligentes. Entretanto, tenho dúvidas se são capazes de ir além das ofensas de cunho pessoal e dos elogios fáceis e tilintar dos likes e curtidas.

Em suma, você, que estará de volta ao estádio, faça uma reflexão antes de me criticar. Pense se você xingou mais o adversário que nem estava no campo ou se gritou mais o nome da sua torcida. Compare com quantas vezes cantou o hino do Cruzeiro e incentivou nossos jogadores em campo. Pense, se conseguir é claro, quantas vezes reclamou de jogador que você não gosta só para mostrar sua opinião e esqueceu de torcer por ele para fazer o melhor.

Vamos para a arquibancada, tentar mostrar que o torcedor Perennial ainda se faz presente, mas está cansado de ler tanta abobrinha e autoelogio de boquirroto de teclado. Com toda a certeza, não respeito influencer que ganha dinheiro a partir do torcedor cruzeirense, vocês não passam de lixo midiático travestido de torcedor. Torcedor que falta com a ética quando nosso time pode ser beneficiado e reclama quando é prejudicado não é torcedor, é mau caráter em primeiro Lugar, igual a maioria dos adversários.

Arquibancada, aqui me tens de regresso !

 

P. S.

  1. Este texto é integralmente dedicado à maior torcedora do Cruzeiro: Salomé.
  2. Para inúmeros outros textos em que abordo a questão dos cruzeirenses e de outras torcidas só usar a palavra-chave TORCIDA aqui neste Blog.
  3. Se alguma carapuça servir, pegue-a enfia onde quiser, mas não me conte onde enfiou, junte-se a outros haters da fila.

 

(1) (RE)aprendendo a ser torcedor do Cruzeiro

(2) Geração ZZP é uma das muitas expressões que comecei na Internet. ZZP é uma associação ao dirigente Zezé Perrella e os torcedores da faixa etária da geração Z ou Millennials, que habitam as redes sociais, desrespeitam os torcedores mais velhos e acham que são torcedores melhores.

 

Imagem: Evandro Oliveira (Agência Minas Esportes)

Nota do Autor

Reitero, dentre outras, o pedido feito em muitos textos deste blog e presente na página de “Advertências“.

  • Observações, sugestões, indicações de erro e outros, uma vez que tenham o propósito de melhorar o conteúdo, são bem vindos.
  • Coloquem aqui, nos comentários ou na página do Facebook, associada a este Blog, certamente serão todos lidos e avaliados.
  • Alguns textos são revisados, outros apresentam erros (inclusive ortográficos) e que vão sendo corrigidos à medida que tornam-se erros graves (inclusive históricos).
  • Algumas passagens e citações podem parecer estranhas mas fazem parte ou referem-se a textos ainda inéditos.

Agradeço a compreensão de todos e compreendo os que acham que escrevo coisas difíceis de entender, é parte do “jogo”.

2 comments for “Torcedor cruzeirense, Mea culpa !

  1. 20/08/2021 at 12:24

    Belo texto Evandro.
    Sua última frass a respeito do DESRESPEITO aos torcedores mais velhos é algo que sinto cada dia mais.
    Torcedores de resultado que RENEGAM A NOSSA HISTÓRIA GLORIOSA.
    É como você dia, as redes sociais e os 280 caracteres EMBUŔRECERAM (sic) os torcedores.
    Parabéns.
    Um grande abraço – JDuarte

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.